segunda-feira, 31 de março de 2008

Amigos homenageiam Cazuza com DVD e show

Pedro Landim


A vida veloz e cortante como um raio. Um relâmpago de poesia que iluminou a música brasileira pelas janelas escancaradas do rock. Vivendo cada minuto de seus 32 anos no planeta, Cazuza cantou como ninguém a dor e a delícia de sua geração. Pois aquele garoto que ia mudar o mundo, desejando todo amor que houvesse na vida, completaria 50 anos na próxima sexta-feira, 4 de abril.

Entre as homenagens ao compositor, morto em 1990, vítima da aids, será lançado um DVD com imagens inéditas. Além disso, um show reunirá Caetano Veloso, Sandra de Sá e Ney Matogrosso, entre outros amigos e parceiros que se emocionaram em depoimentos à TDB.

Doido, amoroso, explosivo ou doce. Os adjetivos transbordaram sobre um consenso, espelhado na cadeira vazia que permanece intocada no acervo do compositor: Cazuza é insubstituível. "Quem não o conheceu de perto não tem a noção do tamanho de seu coração. Cuidava de mim, e um dia derrubou com um tapa o copo de uísque que me ofereceram na gravidez. Ele ficou marcado como doidão porque ser verdadeiro é f...", afirma Sandra de Sá.

Uma das melhores amigas de Cazuza, padrinho de seu filho, a cantora aparece em duas fotos na cortiça do cantor, preservada no acervo que está aberto a visitas marcadas na Sociedade Viva Cazuza.

Outro que figurava na parede sobre a máquina de escrever 'Olivetti Lettera 82' do poeta, ex-namorado e grande amigo, Ney Matogrosso incluiu duas canções de Cazuza em seu disco recém-lançado - O Tempo Não Pára e Por Que a Gente É Assim - e garantiu presença no grande show que está sendo acertado para o início de maio.

Fundação de Cultura retoma Música MS a partir de abril


A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) reinicia a partir de abril o projeto Música MS, que promove cursos gratuitos de violão e teoria musical para crianças e adolescentes entre 12 e 18 anos, matriculados na rede pública.

Ao todo, 768 alunos de 20 municípios do Estado estão inscritos no projeto, que orienta os alunos na teoria musical, prática de instrumento, história da música e prática de música de câmara. Além das aulas teóricas e práticas os alunos fazem ainda atividades extras: oficinas, palestras e workshops com renomados professores, instrumentistas e compositores regionais e nacionais. Ao término do segundo módulo, deve acontecer um recital com os alunos do projeto, em todos os municípios envolvidos. O curso tem duração de dois anos, e cada módulo tem sete meses de duração.

O Música MS é desenvolvido pela Fundação de Cultura com o objetivo principal de dar formação musical básica aos alunos da rede pública, através da implantação de aulas de violão. "É uma oportunidade ímpar de desenvolver talentos e iniciar-se no mundo da música. O projeto representa também uma expressiva transformação na vida de muitos alunos, considerando que a cultura cumpre um papel fundamental na melhoria da qualidade de vida da população e no fortalecimento da cidadania", comentou Américo Calheiros, presidente da FCMS, na ocasião do lançamento do projeto.

Todo material utilizado pelos alunos durante o curso é disponibilizado pelo projeto, desde material didático individual (métodos, cadernos) a coletivos (estantes, violões, entre outros).

Além da Capital, que tem três unidades do Projeto, os municípios de Brasilândia, Caarapó (duas unidades), Cassilândia, Costa Rica, Itaquiraí, Jaraguari, Jardim, Laguna Caarapã, Maracaju, Miranda, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Paranaíba, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Rio Negro, Rochedo, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia participam do Música MS.

Mais informações sobre o Música MS podem ser obtidas na gerência de Difusão Cultural da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, através do Núcleo de Música, no telefone 3316-9171

'Estômago' ganha prêmio no Festival do Uruguai

O filme brasileiro Estômago, dirigido por Marcos Jorge, ganhou ontem o prêmio de melhor filme latino-americano do XXVI Festival Cinematográfico do Uruguai. O canadense Mi Winnipeg levou o de melhor longa-metragem de ficção.

A apenas cinco semanas do destaque de melhor filme do Festival de Punta del Este, Estômago conta a hitória de um homem que chega à cidade grande e logo descobre sua aptidão para a cozinha, fazendo sucesso por onde passa. Com João Miguel, Babu Santana e Paulo Miklos.

Raimundo Nonato (João Miguel) começou como faxineiro de um bar, até descobrir o talento no fogão, com suas coxinhas. Giovanni (Carlo Briani), o dono de um conhecido restaurante italiano da região, o contrata como assistente de cozinheiro. A cozinha italiana é uma grande descoberta para Raimundo, que passa também a ter casa, roupas melhores, relacionamentos sociais e um amor: a prostituta Iria (Fabiula Nascimento).

AFP

Belmar Fitness será realizado hoje

O tradicional Belmar Fitiness será realizado hoje(31/03) a partir das 18 horas. O evento e contara com a participação dos alunos e professores da academia Qualidade Física que comandados pelos professores oferecerão aulas de ritmos e lutas. Haverá também avaliações medicas realizadas pelos médicos da Unimed e avaliações físicas realizadas pelos acadêmicos e professores de Educação Física da UCDB. Além de atividades voltadas para as crianças. balão pula-pula, durante as aulas Serão sorteados vários brindes e camisetas do Belmar Fitness para os participantes. As aulas no Belmar Fidaldo serão comandadas pela professora Ana Cristina, para mais informações pelo telefone 3314-3692.

Barão Vermelho refaz foto clássica






Reunidos na Lapa, no cenário da foto histórica da capa do LP Maior Abandonado (1984), Guto Goffi, Dé e o tecladista Maurício Barros, outro fundador do Barão Vermelho, lembraram o encontro com Cazuza que mudou a vida de todos.

"Éramos café com leite, garotos de colégio, e ele já na doideira. Foi a cereja carismática no bolo do Barão", lembrou Maurício, 43 anos, parceiro de Cazuza e Guto na seminal Billy Negão.

"Rock, Dolores Duran, Lupicínio Rodrigues, isso tudo na cabeça dele era igual. E não tinha erro. Você mandava a melodia e, na manhã do dia seguinte, ele te acordava cantando a música pronta. Um amigo que faz uma falta terrível", completou Dé.

Guto Goffi, o único baterista na história da banda, imaginou: "Se Cazuza estivesse na área, certamente teria feito novas turnês com o Barão. Sua poesia não tem igual, é navalha que agride, corta, fere."

Autor do livro biográfico Barão Vermelho - Por Que A Gente É Assim, com Guto e Ezequiel Neves, o jornalista Rodrigo Pinto opina: "Em sua geração, Cazuza citava menos e digeria mais suas infl uências. Escrevia em linguagem direta, sem blablablá. Uma poesia de 'messenger', nesse sentido, contemporânea."

A mãe de Cazuza, Lucinha Araújo, que dirige a Sociedade Viva Cazuza - referência internacional no tratamento a portadores do vírus da aids - afirma: "Ele é insubstituível não apenas no meu coração, mas no Brasil. Todo ano celebro missas de nascimento e morte, e um padre já me pediu licença e cantou Codinome Beija-Flor na igreja", conta Lucinha.

O Dia

domingo, 30 de março de 2008

Sean Connery pode fazer papel de vilão em filme de James Bond

Passados 25 anos desde que encarnou pela última vez o agente secreto mais famoso do mundo em 007 - Nunca Mais Outra Vez, o ator escocês Sean Connery, 77 anos, poderia voltar a atuar em um filme de James Bond, mas agora como o vilão.

Segundo o tablóide britânico Daily Mail, o famoso ator e os produtores da famosa saga estariam mantendo conversas preliminares para fazer com que este retorno se torne realidade.

Trazer Connery de volta poderia custar muito caro aos produtores do filme do personagem criado por Ian Fleming e que alçou o ator à fama há 46 anos, em 007 Contra o Satânico Dr. No. O Daily Mail lembra que o escocês normalmente cobra 10 milhões de libras (US$ 19,9 milhões) de cachê.

"Não me importaria em voltar como o vilão de Bond. Mas não acho que me pagariam o suficiente", disse o ator, citado pelo jornal.

Connery já interpretou Bond sete vezes: em Moscou contra 007 (1963), 007 contra Goldfinger (1964), 007 Contra a Chantagem Atômica (1965), 007 - Só se Vive Duas Vezes (1967), 007 - Os Diamantes são Eternos (1971) e 007 - Nunca Mais Outra Vez (1983).

EFE

Capital Inicial, faz show em Campo Grande dia 12 de abril

especialmente para se apresentar na Expogrande. A banda que existe
desde a década de 80, carrega estilo próprio e letras que remetem o
amor e a sociedade, motivo que faz com que bata recorde de público em
todo o Brasil.

Formado no mesmo grupo de amigos de onde surgiram Paralamas do
Sucesso, Legião Urbana e Plebe Rude, o Capital teve uma carreira de
altos e baixos. Depois de participarem da banda punk Aborto Elétrico
com Renato Russo, os irmãos Fê (bateria) e Flávio Lemos (baixo)
juntaram-se a Dinho Ouro Preto (vocal) e Loro Jones (guitarra) para a
partir de 1984 começar a se apresentar em todo o país.

Com a chegada dos anos 90, a banda foi ficando mais pop e participou
dos festivais Hollywood Rock (90) e Rock in Rio II (92). Por causa de
divergências musicais, Dinho sairia da banda em 1993 e o grupo amargou
um período no ostracismo. A volta, novamente com Dinho, viria em 1998
na nova gravadora Abril Music e a consagração definitiva com o CD
"Acústico MTV" de 2000.

Daniel Freitas e Fuzzy Logic se apresenta hoje na Concha.

Hoje (30), o Som da Concha traz Daniel Freitas e Fuzzy Logic como atrações musicais na Concha Acústica Helena Meirelles, no Parque das Nações Indígenas. Os shows começam às 18hrs.


O projeto Som da Concha é uma parceria da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), da Anhanguera/Uniderp e da Fundação Manoel de Barros. Trata-se de um programa de televisão gravado ao vivo, quinzenalmente aos domingos na Concha Acústica, unidade da FCMS localizada no Parque das Nações Indígenas, próxima ao Museu de Arte Contemporânea. O programa é exibido pela TV Pantanal Uniderp no canal 14 da Net. Além dos shows, acontecem feira de artesanato e intervenções de artes cênicas, visuais e literárias, atividades iniciadas às 17h. A entrada é gratuita.

A banda Fuzzy Logic, que produz o terceiro CD, define seu som como pesado, psicodélico e com groove. O nome Fuzzy Logic (ou Lógica Difusa) é de um software de computador que controla a inteligência artificial. "Nosso trabalho aborda temas sobre o cotidiano e problemas sociais. O objetivo é atingir, através da música, a realidade em que vivemos: desemprego falta de oportunidades, desigualdade social e a busca ao incentivo a educação", afirma Neylor, guitarrista da banda. Composições próprias como a música "Neura", que já teve o clipe veiculado pela MTV, "Não quero que esse som toque nas rádios", "Centros urbanos", "Anti sistema", "Sepultado vivo", "Revolta 1" e "Maloqueiro" farão parte do repertório tocado na Concha Acústica no próximo domingo.



O douradense Daniel Freitas iniciou sua carreira na noite em 1992, trabalhando em bares e casas de shows. Compositor, produtor, violonista e cantor, ele esteve à frente dos vocais da banda de pop-rock Olho de Gato até meados de 2006, quando deixou sua antiga banda para seguir a carreira solo. Gravou o projeto "Boteco Pantaneiro", ainda não concluído, com releituras de grandes sucessos regionais e composições próprias e de Antonio Porto, Magno Abreu, Tuba e Jerry Espíndola.

Viviane Araújo se lança como cantora de forró no Rio


Viviane Araújo se lança como cantora de forró no Rio


A atriz Viviane Araújo, 33 anos, agora é também cantora de forró. Ela se apresentou com sua banda Chamego de Menina na Feira de São Cristóvão, na madrugada de hoje, no Rio de Janeiro.


O local, dedicado aos fãs da cultura nordestina, ficou lotado para a apresentação da ex-noiva do cantor Belo.

De visual novo, com franja, Viviane Araújo cantou com a sua banda e recebeu presentes dos fãs.

sábado, 29 de março de 2008

Britânica lidera paradas dos EUA pela 1ª vez em 20 anos

Leona Lewis, vencedora de um programa de revelação de talentos, virou a primeira britânica em mais de 20 anos a liderar as paradas pop dos Estados Unidos, na última quinta-feira.

Seu single Bleeding Love tornou-se o número 1 na parada Billboard Hot 100.

A cantora londrina de 22 anos, que ficou famosa na Grã-Bretanha ao vencer The X Factor em 2006, apareceu no programa de TV de Oprah Winfrey este mês, o que ajudou a aumentar o número de downloads de sua canção na Internet e em celulares, segundo a mídia.

Kim Wilde foi a última cantora britânica a liderar a Billboard Hot 100, em 1987, com You Keep Me Hangin' On, um cover de uma canção das The Supremes.

Comparada pela Billboard a Whitney Houston quando jovem, Lewis já tinha liderado as paradas em dez países com Bleeding Love, que foi o single mais vendido na Grã-Bretanha em 2007.

Seu álbum de estréia, Spirit, a ser lançado nos EUA em 8 de abril, já vendeu mais de 2 milhões de cópias, segundo sua gravadora, SyCo Music, a divisão da Sony BMG presidida pelo promotor e apresentador de TV Simon Cowell.

Reuters

Centro Cultural oferece curso de "Dança Dabke"

O Centro Cultural José Octávio Guizzo, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, está com inscrições abertas para o Curso de Dança Dabke, direcionada a pessoas de 6 a 15 anos. As aulas começam no dia 8 de abril e continuarão nas terças e quintas-feiras das 15h30 às 16h30, ministradas pela bailarina e professora de dança Paula Gobbo.

O Dabke é uma dança tradicional de vários povos árabes, praticada em todo o mundo onde se encontram imigrantes. É praticada por homens e mulheres de todas as idades, que juntos, geralmente de mãos dadas, executam passos marcados e coreografados, com ritmo, força e destreza, além de muita alegria e simbolismo.

O curso tem por objetivo contribuir na formação educacional de crianças e jovens, através da execução de aulas dinâmicas e sistematizadas, despertando a apreciação da arte, assim como a melhora na qualidade de vida destes e de seus familiares, ofertando uma atividade cultural e até mesmo uma opção de atuação profissional.

Tendo em vista a nítida influencia que a dança exerce na formação sócio-cultural da sociedade brasileira, e com a consciência de que educação e cultura são indissociáveis e indispensáveis na formação da criança e do jovem, o LITANI – Grupo Árabe Brasileiro de Folclore & Dança do Ventre (grupo divulgador da cultura árabe) propõe, através do ensino da dança, contribuir para formação intelectual, social e artística de crianças e jovens que não possuem acesso à aprendizagem desta arte, transmitindo conhecimento acerca da cultura árabe, especificamente sobre a dança, genuína folclórica, denominada Dabke.

Através das aulas pretende-se passar a técnica do Dabke, além de todos os conteúdos acerca desta dança como a música, a história etc., com a execução de aulas onde será estimulada a criatividade, a criticidade, o desenvolvimento motor e cognitivo, além de todas as habilidades necessárias à dança como ritmo, resistência, agilidade e força, e aspectos educacionais como o respeito, a cooperação e a interdisciplinaridade.

Paula Gobbo é graduada em Dança do Ventre com excelente aproveitamento pelo Ballet Só Dança Auxiliadora. Foi bailarina do Centro Cultural Árabe – Ariche e já se apresentou em vários eventos em Campo Grande e na cidade de São Paulo. Realizou oficinas de Dança Folclórica Árabe pela Fundação Ueze Zahran e Sociedade Educacional Juliano Varela e atualmente realiza oficina através da Prefeitura de Campo Grande. É idealizadora, fundadora e presidente do LITANI – Grupo Árabe Brasileiro de Folclore & Dança do Ventre.

As aulas são gratuitas e as vagas limitadas. Mais informações podem ser obtidas no Centro Cultural José Octávio Guizzo, na rua 26 de agosto, 453 ou pelo telefone 3317-1792 de terça a sábado das 8h às 22h e domingo das 13h às 18h.

Curta brasileiro será exibido em Festival em Miami

A luta das mulheres para tornar o mundo um lugar mais justo e a atual condição feminina são os focos da 3ª edição do Festival Internacional de Cinema de Mulheres (WIFF, em inglês) de Miami, que tem em sua programação o curta-documentário brasileiro Uma História Severina, de Debora Diniz.


A mostra, que começou ontem e vai até o dia 6 de abril, pretende divulgar o cinema dirigido ou produzido por mulheres.

Serão exibidos mais de cem filmes de mulheres cineastas procedentes de 23 países, como Estados Unidos, Canadá, Espanha, Índia, China, Camarões, Chile, Equador, Austrália, França e Itália.

A mostra "celebra os sonhos das mulheres, seus sonhos, vozes e visões", explicou à Agência Efe Yvonne McCormack-Lyons, diretora do festival, que mostrou entusiasmo com a seleção deste ano, que recebeu mais de 300 fitas.

Hoje à noite será exibido no festival o filme Steam (2008), no qual a atriz americana Ruby Dee, 83 anos, se transforma em uma viúva que perdeu a alegria de viver após a morte de seu marido.

Entre os filmes latino-americanos selecionados destaca-se o documentário chileno Canto a lo poeta (2008), da cineasta María José Calderón.

Cerca de 75% das produção exibidas no festival são documentários, com uma seleção de 60 curtas.

Além disso, o festival oferecerá durante estes dez dias de "filmes, diversão e comida", diversos seminários, conferências e encontros com profissionais da indústria do cinema em entrevistas culturais como Mother Africa, Vive la France, Return to Asia e Caribbean.

EFE

Zuka Grava DVD 'Ao vivo e acústico' no Cena Som

Hugo Zucareli, o Zuka, grava o seu primeiro DVD na próxima apresentação do Cena Som, projeto da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) que leva apresentações artísticas de música, teatro e dança para o Centro Cultural José Octávio Guizzo. O evento será realizado no próximo dia 3 às 21 horas, no Teatro Aracy Balabanian.


Após a gravação do DVD 'Ao vivo e acústico', a banda participa do 'São Paulo Music Festival' em Arujá (SP), no dia 26 de Abril. Zuka será a única banda de Mato Grosso do Sul a participar do festival. O destaque da banda é a música 'Se for' que já tem o clip divulgado no site do 'Youtube'.



Hugo é acadêmico do curso de licenciatura em Música da UFMS e o vocalista da banda, que ainda tem o Bolha na bateria, Victão no baixo, Davizinho na Guitarra e Bruninho no teclado.



Os ingressos do Cena Som custam 10 reais, com meia-entrada para estudantes e maiores de 60 anos. Mais informações podem ser obtidas no Centro Cultural José Octávio Guizzo, na rua 26 de Agosto, 453 ou pelo telefone 3317-1792 de terça a sábado das 8h às 22h e domingo das 13h às 18h.

Grupo musical Instrumental 3 por 5 participa do 5° FAS

O grupo musical Instrumental 3 por 5 participa do 5° Festival América do Sul (FAS), que acontece de 30 de abril a 4 de maio em Corumbá. "O Instrumental 3 por 5 é um trocadilho com a fórmula de compasso três por quatro, característica do chamamé e guarânia da polca paraguaia, gêneros musicais que o grupo de dedica", explicou o músico Eduardo Martinelli.



Com uma formação variada, a banda é formada por Neewton Reis no violino, Eliezer Santana no Clarinete, Júlio César Figueiredo no piano, Francisco Tiago Simão na percussão e Eduardo Martinelli no violão.


Martinelli



O maestro Eduardo Martinelli é formado em violão erudito pela Faculdade de música de Santos, onde estudou ainda violoncelo, violino e regência de orquestra.



Martinelli foi maestro da Orquestra de Câmara de Itanhaém e da Orquestra Sinfônica do Projeto Guri, em Santos (SP). Como concertista, Eduardo já apresentou-se com variadas formações camerísticas como concertos com orquestras e solo. Fez a Estréia Brasileira de Obras para violão, a convite do compositor Gilberto Mendes, no XXXVI Festival de Música Nova no Teatro Municipal de Santos.



O regente realizou também master classes com renomados concertistas como Henrique Pinto, Everton Gloeden, Edelton Gloeden, Paulo Martelli, Eduardo Meirinhos, Pedro Martelli, Fábio Zanon, Roberto Capocchi, dos Estados Unidos e Paulo Eugênio, da Alemanha.



Atualmente Eduardo Martinelli rege a Orquestra Sinfônica de Campo Grande e a Orquestra Barroca de Mato Grosso do Sul. Desenvolve ainda, junto com a Fundação Barbosa Rodrigues, em Campo Grande, o projeto Orquestra Jovem, que proporciona o ensino de instrumentos de arco a crianças entre 9 e 11 anos. Sua carreira têm influência de compositores consagrados como Pixinguinha, Hermeto Paschoal, Jacob do Bandolin, e do compositor de choro anônimo, Sarrafo de Itanhaém.

Fundo de Quintal lança DVD no Canecão

Fundo de Quintal lança DVD no Canecão



Depois de escolher o Canecão para a gravação do segundo DVD do grupo, o Fundo de Quintal está de volta ao mesmo palco para fazer duas apresentações do show O Quintal do Samba.


Na atual formação, com Bira Presidente (pandeiro), Ubirany (repique de mão), Mário Sérgio (cavaquinho), Sereno (tantan), Ronaldinho (banjo) e Ademir (bateria), o grupo que fundamentou no Cacique de Ramos o samba carioca de partido alto cantará sucessos como O Show Tem que Continuar, Nosso Grito, Mole que Nem Manteiga, Bagaço da Laranja e Reunião de Bacanas.

"O show é uma homenagem ao povo carioca e uma comemoração à boa venda do CD e do DVD", diz Bira Presidente.

O Dia

sexta-feira, 28 de março de 2008

Cantor Léo Jaime se apresenta hoje na capital

O Garage Disco Club abre temporada apresentando o show "As velhas, as novas e as outras", na proxima sexta dia 28, a partir das 23 horas, com o cantor Léo Jaime e Os Impossíveis.

Ídolo dos anos 80, o cantor mistura irreverência, uma marca registrada, com sucessos do passado, hits famosos dos anos 80 e músicas novas, que fazem parte do seu último CD "Rock Estrela - edição comentada", lançado no fim de 2004.

Léo Jaime e os Impossíveis, que é composto por Marcos Kleine na guitarra, Mingau no baixo e Mário Fabre na bateria, tocam músicas conhecidas por todas as gerações, mas com arranjos modernos em um rock'roll de altíssima qualidade.
Divulgação

Sucessos como "As Sete Vampiras", "A Fórmula do Amor", "Conquistador Barato", "A Vida Não Presta" estão na programação.

Os convites já estão à venda por R$ 25 e podem ser adquiridos nas lojas Fórum e Subway. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3383-3930

Oficinas de Percussão Corporal e Instrumental no MIS

Nos dias 1º, 8 e 15 de abril, das 18h30 às 20 horas, o Museu da Imagem e do Som oferece a Oficina de Percussão Corporal com o ministrante Chico Simão. Acadêmico do último semestre do Curso de Música da UFMS, Chico Simão coordena desde 2002 as oficinas de percussão do grupo Bojo Malê, que valorizam a vivência rítmica corporal e instrumental e têm como base pesquisas na área da música brasileira, nos países da costa oeste africana (Guiné e Senegal) e influências de outros grupos.

As aulas serão de experiências práticas de musicalização pela percussão corporal, jogos rítmicos, improvisações, entre outros, além de apreciações musicais, exposição de fotos e vídeos. "A idéia é compartilhar e dar fôlego à manutenção desse viés da cultura regional", afirma Simão.

Dando continuidade a esse trabalho, o professor realizará a Oficina de Percussão Instrumental, nos dias 19 e 26 de abril, das 13h30 às 16 horas, cujo objetivo é colocar em prática a execução dos ritmos como Maracatu, seus diferentes baques (ritmos, nuances e andamentos) e loas (toadas), Samba Reggae, Capoeira, Tiriba Zaoli.

O mestre em percussão tem desenvolvido um amplo trabalho na área, com apresentações de seu grupo, no I Encontro Nacional de Batuqueiros e Dançarinos de Maracatu Nação de Baque Virado (2003), no Festival de Bonito (2006), entre outros.

O investimento é de 50 reais (por cada curso) e as vagas são limitadas. Os interessados devem fazer a inscrição no MIS, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, que funciona das 12 às 18 horas e aos sábados, das 14 às 18 horas, na avenida Afonso Pena, 2702. Telefone: 3325-1530.

Fundação de Cultura retoma Música MS a partir de abril

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) reinicia a partir de abril o projeto Música MS, que promove cursos gratuitos de violão e teoria musical para crianças e adolescentes entre 12 e 18 anos, matriculados na rede pública.

Ao todo, 768 alunos de 20 municípios do Estado estão inscritos no projeto, que orienta os alunos na teoria musical, prática de instrumento, história da música e prática de música de câmara. Além das aulas teóricas e práticas os alunos fazem ainda atividades extras: oficinas, palestras e workshops com renomados professores, instrumentistas e compositores regionais e nacionais. Ao término do segundo módulo, deve acontecer um recital com os alunos do projeto, em todos os municípios envolvidos. O curso tem duração de dois anos, e cada módulo tem sete meses de duração.

O Música MS é desenvolvido pela Fundação de Cultura com o objetivo principal de dar formação musical básica aos alunos da rede pública, através da implantação de aulas de violão. "É uma oportunidade ímpar de desenvolver talentos e iniciar-se no mundo da música. O projeto representa também uma expressiva transformação na vida de muitos alunos, considerando que a cultura cumpre um papel fundamental na melhoria da qualidade de vida da população e no fortalecimento da cidadania", comentou Américo Calheiros, presidente da FCMS, na ocasião do lançamento do projeto.

Todo material utilizado pelos alunos durante o curso é disponibilizado pelo projeto, desde material didático individual (métodos, cadernos) a coletivos (estantes, violões, entre outros).

Além da Capital, que tem três unidades do Projeto, os municípios de Brasilândia, Caarapó (duas unidades), Cassilândia, Costa Rica, Itaquiraí, Jaraguari, Jardim, Laguna Caarapã, Maracaju, Miranda, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Paranaíba, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Rio Negro, Rochedo, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia participam do Música MS.

Mais informações sobre o Música MS podem ser obtidas na gerência de Difusão Cultural da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, através do Núcleo de Música, no telefone 3316-9171.

Fundação de Cultura inicia Projeto Conexão Rua em Dança

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul inicia hoje (28) o Projeto Conexão Rua em Dança, que vai realizar aulas de dança de rua em 15 municípios, ministradas pelo coreógrafo e diretor Edson Clair. O projeto se inicia em Glória de Dourados e depois segue para Corumbá, Três Lagoas, Jardim, Paranaíba, Nova Andradina, Fátima do Sul, Bonito, Costa Rica, Sidrolândia, Aparecida do Taboado, Ponta Porã, Coxim, São Gabriel do Oeste e Rio Negro.



"A proposta é ministrar aulas de street dance (dança de rua) nos municípios que não têm grupos consolidados, realizando também workshops nas demais cidades, como maneira de democratizar o acesso à dança no interior, em uma modalidade que tem grande interesse popular", comentou Soraia Rodrigues, gerente de Difusão Cultural de Mato Grosso do Sul.


Em Glória de Dourados, será atendida a 1ª Companhia Mista de Guardas- Mirins, na Av. Duque De Caxias, S/N, em aulas de sexta a domingo (28 a 30). Na sexta-feira, as aulas são das 18h às 21h, no sábado, das 9h às 12h e 15h às 18h, e no domingo das 9h às 12h.


A próxima oficina vai acontecer em Corumbá, de 04 a 06 de abril, na Oficina de Dança (R. Edu Rocha, 355, Corumbá, MS), nos mesmos horários.

Jared Leto interpreta assassino de Lennon em novo filme



Jared Leto interpreta assassino de Lennon em novo filme


O ator e cantor Jared Leto volta aos cinemas com o filme independente Chapter 27, que recria o assassinato do cantor John Lennon. Mais gordo e de óculos, Jared está praticamente irreconhecível na pele de Mark David Chapman.


Chapter 27 foi exibido no festival de Sundance, em janeiro de 2007, mas só agora deve chegar ao circuito comercial.

O filme traz ainda Lindsay Lohan no elenco. No dia 8 de dezembro de 1980, Lennon foi morto a tiros quando deixava seu hotel em Nova York.

Chapman, um fã obcecado pelo ex-líder dos Beatles, foi condenado á prisão perpétua e segue preso até hoje.

Belmar Fitness será realizado na próxima segunda-feira

O tradicional Belmar Fitiness será realizado na próxima segunda-feira(31/03) a partir das 18 horas. O evento e contara com a participação dos alunos e professores da academia Qualidade Física que comandados pelos professores oferecerão aulas de ritmos e lutas. Haverá também avaliações medicas realizadas pelos médicos da Unimed e avaliações físicas realizadas pelos acadêmicos e professores de Educação Física da UCDB. Além de atividades voltadas para as crianças. balão pula-pula, durante as aulas Serão sorteados vários brindes e camisetas do Belmar Fitness para os participantes. As aulas no Belmar Fidaldo serão comandadas pela professora Ana Cristina, para mais informações pelo telefone 3314-3692.

Zélia Duncan faz show com sambas clássicos em SP

A cantora Zélia Duncan se apresenta hoje no Sesc Pompéia, em São Paulo, dentro do projeto Quem Não Canta Samba, que traz artistas de diversos ritmos para apresentações que relembram os clássicos do samba.

Além do show no Sesc, a cantora viaja pelo país com a turnê de divulgação do DVD Pré Pós Tudo Bossa Band, de 2007, onde apresenta alguns de seus antigos sucessos, como Catedral.

Os ingressos para a apresentação no projeto Quem Não Canta Samba custam entre R$ 5 e R$ 20. O Sesc Pompéia fica na rua Clélia, 93.

quinta-feira, 27 de março de 2008

Inscrições abertas para Vídeo Índio Brasil 2008 que acontece em maio no MS




O CineCultura e a Associação dos Amigos do CineCultura realizam o Vídeo Índio Brasil 2008 de 24 a 31 de maio. O projeto acontecerá em três cidades sul-mato-grossenses: Campo Grande, Dourados e Corumbá. As inscrições para cineastas de todo o Brasil estão abertas. A coordenação da mostra está recebendo inscrições de filmes de curta, média e longa-metragem para compor a programação do Vídeo Índio Brasil 2008.


As inscrições deverão ser feitas através do envio dos seguintes itens:
- 1 cópia do filme em DVD;

- Documento assinado e datado com a autorização para exibição do filme no projeto;

- Anexo com as informações básicas do filme: ficha técnica, origem, sinopse, tempo de duração e etc.

As inscrições deverão ser enviadas via Correio até 18 de abril (sexta-feira), aos cuidados da Coordenação do Vídeo Índio Brasil 2008. O endereço é Avenida Afonso Pena, 5.420, sl. 24, Chácara Cachoeira – Pátio Avenida, Campo Grande/ MS, CEP: 79.040-010.


Sobre o Projeto


O Vídeo Índio Brasil é um desdobramento de O Cinema e o Índio no Brasil, uma mostra que movimentou a quarta edição do Festival de Cinema de Campo Grande de 2007. O objetivo foi apontar como os indígenas são "mostrados" pelo cinema brasileiro e qual é a relação entre os dois.


A exibição de longas-metragens (Brava Gente Brasileira, O Descobrimento do Brasil e 500 Almas) serviu de base para calorosos debates entre cineastas (como Joel Pizzini), intelectuais (Levi Marques, Marcos Terena, Yuri Matsunka, Hélio Godoy), índios da Associação Indígena Tumune Xe'Exaxapá Terenoé, de Campo Grande e público em geral.


O Vídeo Índio Brasil 2008 possui um horizonte amplo. Além de apresentar obras que revelam como o índio é retratado pelo cinema no Brasil, será realizada ainda a mostra O Olhar do Índio, que consiste na exibição de produções feitas pelos próprios indígenas (como o documentário Kalapalo Anfitrião do Kuarupa de 2006).


Haverá ainda o seminário A Imagem do Índio e a Oficina Básica de Cinema e Vídeo para jovens de comunidades indígenas de Mato Grosso do Sul. A intenção do seminário é incentivar o debate entre da comunidade sobre a situação indígena e a oficina serve para credenciar o próprio índio a fazer cinema.

Outras informações no site www.cinecultura.com.br, e-mail: cinecultura@terra.com.br e no telefone/fax 67 - 3027.5858

Som da Concha traz Daniel Freitas e Fuzzy Logic

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul traz para o Som da Concha no próximo domingo (30) o violonista e cantor Daniel Freitas e a banda de rock Fuzzy Logic. O show começa às 17h30 na Concha Acústica Helena Meirelles no Parque das Nações Indígenas.



A banda Fuzzy Logic, que produz o terceiro CD, define seu som como pesado, psicodélico e com groove. O nome Fuzzy Logic (ou Lógica Difusa) é de um software de computador que controla a inteligência artificial.



"Nosso trabalho aborda temas sobre o cotidiano e problemas sociais. O objetivo é atingir, através da música, a realidade em que vivemos: desemprego falta de oportunidades, desigualdade social e a busca ao incentivo a educação", afirma Neylor, guitarrista da banda.



Composições próprias como a música "Neura", que já teve o clipe veiculado pela MTV, "Não quero que esse som toque nas rádios", "Centros urbanos", "Anti sistema", "Sepultado vivo", "Revolta 1" e "Maloqueiro" farão parte do repertório tocado na Concha Acústica no próximo domingo.



Daniel Freitas



O douradense Daniel Freitas iniciou sua carreira na noite em 1992, trabalhando em bares e casas de shows. Compositor, produtor, violonista e cantor, ele esteve a frente dos vocais da banda de pop-rock Olho de Gato até meados de 2006, quando deixou sua antiga banda para seguir a carreira solo. Gravou o projeto "Boteco Pantaneiro", ainda não concluído, com releituras de grandes sucessos regionais e composições próprias e de Antonio Porto, Magno Abreu, Tuba e Jerry Espíndola.



Tocando musicas de estilo pop-rock regional, já se apresentou em eventos como os Festivais de Inverno em Bonito e o América do Sul em Corumbá, além dos eventos Palermo e Skol Rock.



Daniel dividiu o palco com grandes nomes da música brasileira: Titãs, Barão Vermelha, Paulo Micklos, Sexteto, Cássia Eller, Leoni, Nando Reis, Zélia Duncan. Kiko Zambianchi, Ira!, O Rappa, Belchior, Chico César, Armandinho e Banda, entre outros.



Neste Som da Concha, Daniel deve apresentar composições próprias e de músicos nacionais e regionais, como Beto Guedes e Jerry Espíndola.



Som da Concha



O Som da Concha é uma realização da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, que tem parceria da Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp) e da Fundação Manoel de Barros. O projeto prevê apresentação de shows em domingos alternados, que dão origem a um programa de televisão gravado ao vivo, exibido pela TV Pantanal no canal 14 da Net.

Jennifer Magnética participa do Festival América do Sul

Banda Jennifer Magnética participa do 5° Festival América do Sul, que acontece de 30 de abril a 4 de maio em Corumbá. A Jennifer Magnética é formada pelos músicos remanescentes da extinta banda Tomada Acústica, que formou-se 2003, no curso de música da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Ainda como Tomada Acústica, a banda ganhou os primeiros lugares na premiação de melhor intérprete e melhor letra do XII Festival Universitário da Canção – FUC e já participou de uma edição do Festival América do Sul. Em 2005, lançou seu primeiro CD single, com o título "Mono-Cultura?", com três faixas autorais, apresentado no projeto Cena Som.



A banda é integrada por Rodrigo Faleiros no vocal e baixo, Jean Stringheta, na guitarra e Diogo Zarate na bateria. Jennifer Magnética funde as características do rock com influências musicais diversas. Ano passado, gravou seu primeiro CD, intitulado "Placenta", com 12 faixas autorais, que contou com participação de músicos de renome como Jerry Espíndola, Antônio Porto e Alex Cavalhieri. No 5° Festival América do Sul, serão apresentadas músicas como "Algodão Sagrado", "Atrás do Muro", "Insônia", "Quadragésima de Mozart" e "Alfavaca".

FAS

O 5º Festival América do Sul (FAS), acontece de 30 de Abril a 4 de maio, em Corumbá. Busca produzir ações concretas para a aceleração da integração das nações sul-americanas promovendo um grande encontro que revela a diversidade cultural no continente, além de discutir temas relativos ao meio ambiente, a cultura, ao turismo e ao desenvolvimento sustentável.

Grupos de dança e música representam MS em evento nacional

Grupos de dança e música representam MS em evento nacional

A Cia de Artes e Quarteto de Cordas da Anhanguera/Uniderp estão entre as atrações de música e dança selecionadas para representar Mato Grosso do Sul no Salão Nacional de Turismo de São Paulo, que acontece de 18 a 22 de junho, no Centro de Eventos São Luís. O resultado da votação que escolheu os representantes do Estado para o evento nacional foi divulgado ontem , pela Fundação de Turismo.

No último final de semana (22 e 23), por meio do projeto Arte, Cultura e Turismo, artistas do Estado fizeram suas apresentações no Teatro de Arena da Concha Acústica Helena Meireles, em Campo Grande. Filho do Livres (229 votos), Cia de Artes e Quarteto de Cordas da Anhanguera/Uniderp (185 votos) e Tostão e Guarany (123 votos) foram os grandes vencedores na votação do público.



Segundo a diretora da Cia de Artes Anhanguera/Uniderp Maria Helena Pettengil, a companhia de dança e o Quarteto de Cordas da Instituição irão participar do evento com um espetáculo que resgata as raízes culturais de Mato Grosso do Sul. A apresentação contará com a participação do cantor Gilson Espíndola.

Dylan, The Police e Franz Ferdinand estarão no Rock in Rio Madri

O festival Rock in Rio de Madri, que acontecerá entre o fim de junho e o início de julho, terá como estrelas o cantor americano Bob Dylan, o grupo The Police, que passaram recentemente pelo Brasil, e o cantor Lenny Kravitz, anunciaram os organizadores.


Dylan vai se apresentar no palco "Mundo", um dos três do festival, na mesma noite que terá o grupo escocês Franz Ferdinand e o americano Lenny Kravitz.

Outros artistas importantes do festival são Alanis Morissette, Jack Johnson, Neil Young, Amy Winehouse, Jamiroquai e Shakira.

O evento acontecerá em Arganda del Rey, uma cidade de 50 mil habitantes, a 20km de Madri.

O Rock in Rio teve três edições no Rio de Janeiro, em 1985, 1991 e 2001, antes de chegar a Lisboa em 2004.

A capital portuguesa voltou a receber o festival em 2006 e este ano será novamente sede, ao lado de Madri.



AFP

quarta-feira, 26 de março de 2008

1º livro sobre gênero e políticas públicas de MS sai dia 27

Dia 27 de março de 2008, às 19h30, no Museu das Culturas Dom Bosco, no Parque das Nações Indígenas, altos da Av. Afonso Pena, acontece o lançamento do livro “Gênero e Políticas: a Construção de uma Experiência de Formação”.

O livro é resultado da pós-graduação em Gênero e Políticas Públicas, inédita no Brasil, realizada pela UCDB entre os anos de 2005 e 2007 com financiamento do governo federal e parceria da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Mulher de Mato Grosso do Sul.

A coordenadora da pós-graduação e uma das organizadoras do livro, Jacy Curado, explica que a obra é uma coletânea de 25 artigos dos estudos e pesquisas na área de políticas de públicas com o recorte de gênero, realizadas por participantes da pós-graduação. “O livro em si é a realização de uma política pública que atravessou diferentes governos e chega ao seu final com um resultado compartilhado com a população, aliás, como deveriam ser todas as políticas públicas”.

Além da contrapartida ao investimento público, a obra também torna-se uma referência para os futuros estudos de gênero no Mato Grosso do Sul, que são em sua essência, estudos sobre as relações de poder entre mulheres e homens. Itens como o resgate do movimento feminista no MS e seu impacto no combate à violência contra mulheres compõe o conteúdo do livro junto com outras questões econômicas, sociais e filosóficas dividas em três blocos: violência; políticas públicas e movimentos sociais; pobreza e trabalho.

O livro tem a apresentação da ministra da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres do Governo Federal, Nilcéa Freire, e serve inclusive como um guia para jornalistas e outros profissionais que visem repercutir as estratégias estaduais em busca da equidade de gênero.

Para a doutora Daniela Auad, também organizadora do livro, “os textos demonstram que as pesquisas refutam a figura do cientista acadêmico abraçado à neutralidade de seu objeto. Os artigos transpiram envolvimento, paixão, comprometimento e, ao assumir esse ‘fazer’, constróem conhecimento que questiona as oposições binárias típicas da modernidade.”

Cantor Léo Jaime se apresenta nesta sexta na capital

O Garage Disco Club abre temporada apresentando o show "As velhas, as novas e as outras", na proxima sexta dia 28, a partir das 23 horas, com o cantor Léo Jaime e Os Impossíveis.

Ídolo dos anos 80, o cantor mistura irreverência, uma marca registrada, com sucessos do passado, hits famosos dos anos 80 e músicas novas, que fazem parte do seu último CD "Rock Estrela - edição comentada", lançado no fim de 2004.

Léo Jaime e os Impossíveis, que é composto por Marcos Kleine na guitarra, Mingau no baixo e Mário Fabre na bateria, tocam músicas conhecidas por todas as gerações, mas com arranjos modernos em um rock'roll de altíssima qualidade.
Divulgação

Sucessos como "As Sete Vampiras", "A Fórmula do Amor", "Conquistador Barato", "A Vida Não Presta" estão na programação.

Os convites já estão à venda por R$ 25 e podem ser adquiridos nas lojas Fórum e Subway. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3383-3930

Francis Ford Coppola rodará novo filme na Espanha

O cineasta americano Francis Ford Coppola elegeu os estúdios cinematográficos de Ciudad de la Luz, em Alicante, na Espanha, para rodar sua nova produção, Tetro, informaram hoje fontes do complexo audiovisual.

Fontes da direção de Ciudad de la Luz destacaram hoje que seus estúdios "estão perfeitamente consolidados e preparados para acolher qualquer tipo de produção, inclusive internacional".

Com a rodagem de Tetro, Copppola se une à lista de diretores que utilizaram os estúdios espanhóis, como Jean-Jacques Annaud, Antonio Banderas e Carlos Saura.

Pelos platôs de rodagem, camarins e salas de maquiagem de Ciudad de la Luz já desfilaram também, durante seus três anos de funcionamento, atores e atrizes como Adrien Brody, Geraldine Chaplin, Gérard Depardieu, Alain Delon, Richard Dreyfuss, Carmen Maura, Penélope Cruz, entre outros.

EFE

Cia de Artes apresenta espetáculo Na mão direita o Sol

A Cia de Artes da Anhanguera/Uniderp apresenta o espetáculo Na mão direita o Sol nesta quarta-feira (26). O evento integra as comemorações da Semana do Teatro realizadas no Centro Cultural José Otávio Guizzo, no teatro Aracy Balabanian, com encenação de nove peças no período de 25 a 30 de março.

Na mão direita o Sol tem direção e textos de Sonia Rolon e produção de Maria Helena Pettengill. Fazem parte do elenco Rosangela Caldas Luppi, Maria Helena Pettengill Fernandes, Tatiane Rondon, Narayana Rodrigues e Priscilla Melli. Conforme a diretora-executiva e professora da Cia de Artes da Anhanguera/Uniderp Maria Helena Pettengill, o espetáculo é destinado ao público infanto-juvenil e une a dança ao teatro. "A Cia de Artes trabalhou com uma proposta inovadora, que é unir a dança e o teatro em um mesmo espetáculo. Por meio dos personagens Pantinha, Alecrim, Esmeralda, Topázio, Turquesa e Rubi, a peça conta a história do vírus da felicidade chamado 'criancite felicite aguda'", conta Maria Helena.

A coreógrafa Sonia Rolon explica que o espetáculo é inspirado na comédia italiana Del'arte, onde são usadas máscaras e perucas brancas. "Os personagens líricos nos dão a oportunidade para criar, ainda hoje, contos que encantam e se encaixam perfeitamente a uma troupe de bailarinos atores. Na mão direita o Sol mostra situações de grande beleza e sentimento a procura da infância eterna", destaca Sonia Rolon.

Cia de Artes - A Cia de Artes iniciou suas atividades em outubro de 2000, realizando em média 35 apresentações por ano. Formada por acadêmicos de diversos cursos da Universidade e bailarinos da comunidade, a Cia se apresenta em variados eventos representando a instituição. Valorizar a arte regional por meio da dança contemporânea é o principal objetivo da Cia. As músicas, as histórias, os textos e as poesias de autores de Mato Grosso do Sul são a base para o desenvolvimento dos seus trabalhos.

Tribunal reativa processo de membros dos The Doors

As divergências entre os membros sobreviventes da banda de rock dos anos 60 The Doors são tão graves que uma ação judicial sobre uma apólice de seguro que cobre "danos publicitários" deve seguir adiante, um tribunal federal de apelações nos Estados Unidos.

A banda tentou continuar após a morte do vocalista Jim Morrison, em 1971, mas acabou por se desfazer. Há alguns anos o baterista John Densmore iniciou uma briga judicial contra o guitarrista Robby Krieger e o tecladista Ray Manzarek porque fizeram turnê em que se apresentaram como "The Doors of the 21st Century". Um juiz acabou por ordenar que parassem de usar o nome.

De acordo com documentos do tribunal, o processo movido por Densmore custou a Manzarek e à Doors Touring Inc. mais de US$ 3 milhões em custas judiciais. No meio da disputa, Manzarek acionou seu seguro.

O tecladista, que tocou refrões que ficaram famosos em sucessos como Light My Fire, fez um seguro contra danos comerciais em 2002 e 2003 com a empresa St. Paul Fire and Marine Insurance Company.

A apólice inclui proteção contra danos de publicidade, ou seja, prejuízos decorrentes de calúnia e difamação, além de casos de infração de privacidade.

Manzarek informou a seguradora da ação movida por Densmore em 2003, mas a empresa se negou a pagar sua cobertura. O tecladista, que vive ao norte de San Francisco, abriu uma ação por quebra de contrato, e em 2006 um tribunal distrital indeferiu o processo.

Na terça-feira o 9º Tribunal de Apelações dos EUA anulou essa decisão, dizendo que o tribunal inferior deve, sim, rever a ação movida por Manzarek.

Reuters

terça-feira, 25 de março de 2008

Guilherme Rondon é atração do Festival América do Sul

Guilherme Rondon foi um dos selecionadas para apresentar-se no 5° Festival América do Sul. Compositor, violonista, intérprete de suas canções, o pantaneiro Guilherme Rondon domina com maestria a fusão de ritmos ternários da fronteira como guarânias, polcas e chamamés.



Sua música não pode ser classificada como "regional", porque é apresentada numa linguagem contemporânea, que tanto pode se servir da música mineira, quanto do pop dos Beatles, sem o menor preconceito. Paulista, foi criado em Corumbá, no Pantanal do Paiaguás. Voltou a São Paulo nos anos 70 e estudou 3 anos no CLAM - a escola do Zimbo Trio - onde completou sua formação musical. Paralelamente tocou na noite e participou de vários festivais universitários da época, tendo sido vitorioso em dois deles. Retornou a terra natal e atualmente mora em Campo Grande, onde participou de diversos shows individuais e coletivos, tornando-se um dos expoentes da música pantaneira. Assumiu a direção musical dos shows 'Estranhas Coincidências' e 'Mil Melodias' e foi um dos intérpretes e diretor musical do disco do projeto 'Pantanal: Alerta Brasil', pelo selo Reserva Nacional.



Suas composições já foram gravadas por um leque variado de artistas, como: Nana Caymmi, César Camargo Mariano, Célia, Ivan Lins, Sérgio Reis, Lula Barbosa, Danilo Caymmi, Rosa Maria, Lucinha Lins, Jackie Heker, Almir Sater, Alzira Espíndola, Papete, Diana Pequeno e o extinto grupo vocal 'O Quarteto'. Fez trilhas para programas de TV como 'Pesca Brasil' TV CNT, Pesca & Companhia TV Bandeirantes, 'TV Colosso' TV Globo e a música 'Vida bela vida' na novela 'A indomada' da TV Globo. Em 1991 lançou o elogiado disco 'Rondon & Fígar' pela gravadora Eldorado -SP, pelo qual recebeu o prêmio SHARP 92 de melhor música regional com 'Paiaguás' em parceria com Paulo Simões.



Em 1994, lançou o CD Piratininga, seu primeiro trabalho solo pelo selo Velas e novamente recebeu o Prêmio Sharp 95 na categoria revelação. Participou do Projeto Pixinguinha em 1996, juntamente com Danilo Caymmi em várias cidades do Norte do Brasil. Em 1996 criou o grupo Chalana de Prata juntamente com Celito Espíndola, Paulo Simões e Dino Rocha para buscar um resgate da verdadeira música pantaneira. Lançaram 2 cds e o grupo tem feito diversas apresentações em Mato Grosso do Sul e pelo Brasil. Em 2001 gravou o CD Claro que Sim, lançado pela gravadora Rainbow Records. Em 2005 gravou um CD em Assunção - Paraguai com participação de músicos argentinos e paraguaios, a ser lançado pelo selo Kamikaze Records . Em 2005 o CD Piratininga foi lançado no Japão pelo selo Koala Records.



Guilherme Rondon foi convidado e entrou para o grupo M-Música, uma lista de amigos na net. Lá retomou suas composições com toda intensidade, e encontrou e descobriu e novos parceiros e parceiras letristas como Alexandre Lemos, Zé Edu Camargo, Luhli, Álvaro Cueva, Celso Viáfora, Cristina Saraiva, Consuelo de Paula, Etel Frota, Lucina e o querido parceiro Iso Fischer. Guilherme no pantanal, os novos parceiros em várias distantes cidades do nosso país, a ajuda da net e várias novas belas canções aumentaram sua já reconhecida obra. Foi selecionado em 2006 para o 9° Prêmio Visa edição Compositores e se apresentou em Agosto no Sesc Vila Mariana com bastante sucesso junto ao público. Atualmente está lançando seu novo cd solo 'Três', fruto dessas novas parcerias.

FAS

O 5º Festival América do Sul (FAS), acontece de 30 de Abril a 4 de maio, em Corumbá. Busca produzir ações concretas para a aceleração da integração das nações sul-americanas promovendo um grande encontro que revela a diversidade cultural no continente, além de discutir temas relativos ao meio ambiente, a cultura, ao turismo e ao desenvolvimento sustentável.

Fundac promove curso de contação de história

Encontram-se abertas as inscrições para o curso 'A arte da contação de história', com o tema 'Contar história para encantar e encantoar'. O evento é promovido pela Fundac (Fundação Municipal de Cultura) e será realizado entre os dias sete e 17 de abril, no horário das 19 horas às 22 horas, no Centro de Capacitação e Recursos Humanos, localizado na avenida Ernesto Geisel, 4.009.

O curso é gratuito e tem como ministrante a professora mestra Ângela Barcellos Café. A professora Ângela é graduada em Educação Física, especialista em Metodologia do Ensino Superior pela UFG e mestra em Estudos e Lazer pela Unicamp. É professora da UFG (Universidade Federal de Goiás), do Colégio de Aplicação e da Escola de Música e Artes Cênicas no Curso de Licenciatura em Artes Cênicas desde 2001.

A professora Ângela é responsável pela criação de muitos grupos de contadores de história por todo o Brasil, que continuam atuando na área. Participou do grupo Gwaya. Atualmente coordena uma linha de pesquisa sobre Cultura popular e contadores de história na UFG, coordena também o Curso de Artes Cênicas nas modalidades de bacharelado e licenciatura e outros. É autora do livro 'Dos contadores de histórias e das histórias dos contadores'.

Para Ângela Barcellos, contar história no mundo de hoje significa salvar o mundo imaginário, despertar o sonho, a fantasia e a criatividade. Ler e ouvir histórias amplia a visão de mundo. "É importante entender nossa conjuntura atual para perceber ou descobrir como desenvolver essa arte, com o sentido de contribuir para a ampliação de saberes múltiplos e contextualizados", explica a professora Ângela.

Para mais informações e inscrições para o evento, entrar em contato com a professora Iolete, pelo telefone 3314-3220, na Fundac.

Centro Cultural recebe o VIII Encontro de Mulheres Espíritas de MS

A Associação dos Divulgadores do Espiritismo de Mato Grosso do Sul (ADE-MS), com o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, promove o “VIII Encontro de Mulheres Espíritas de Mato Grosso do Sul”, no dia 29 (sábado), às 20h, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo. A entrada é gratuita.

O encontro tem por objetivo divulgar os princípios básicos da Doutrina Espírita e confraternizar as mulheres espíritas do Estado. O evento terá inicio às 20h, com uma recepção fraterna pelo músico e companheiro do movimento espírita de Mato Grosso do Sul Walter Dermidjam, tendo em seguida a abertura oficial com presidente da ADE-MS, a professora Sônia Maria Curvo de Araújo.

Às 20h30, terá inicio a palestra com a médica psiquiatra, mestra em educação e doutora Alvina Gonçalves Ishikawa com o tema “Reencarnação” e às 21h30 será realizada uma homenagem a Professora Maria Garcia que completa 80 anos em 2008, e que é líder do movimento espírita de MS, professora aposentada e delegada da Associação Universal de Mato Grosso do Sul de Esperanto.

A Associação dos Divulgadores do Espiritismo de Mato Grosso do Sul (ADE-MS) é integrante da ABRADE - Associação Brasileira dos Divulgadores do Espiritismo, entidade especializada na Divulgação do Espiritismo no Brasil, com representação em vários estados brasileiros. Mais informações podem ser obtidas na sede da Associação dos Divulgadores do Espiritismo de Mato Grosso do Sul, na Avenida Madri, 213 – Vila Alba ou pelo telefone 3324-1341.

Projeto cine Brasil começa hoje no Centro Cultural


O projeto "Cine Brasil – Curtas e Longas no Centro" vai exibir a partir de hoje Projeto cine Brasil no Centro Cultural, José Octávio Guizzo, filmes que abordam o universo feminino. As sessões são às 12h30 e às 18h30. No dia 25, a atração é "Mina de Fé", com direção de Luciana Bezerra. O filme, rodado no Morro do Vidigal, narra a história de amor vivido por dois jovens - Silvana e Maninho – e as dificuldades da vida dela por ser amante do chefe do tráfico. Em seguida, será exibido "Cafuné", com direção e roteiro de Bruno Viana. Cafuné conta a história do amor entre dois jovens de diferentes classes sociais.

Na quarta-feira, a sessão começa com o longa-metragem "A Hora da Estrela", dirigido por Suzana Amaral. O filme, baseado no romance homônimo de Clarice Lispector, narra a história da retirante nordestina Macabéa, uma imigrante alagoana que deixa o Nordeste para viver na metrópole. Após o filme, às 20h, haverá um debate organizado pela Coordenadoria de Políticas Públicas para a Mulher.

Na quinta-feira, chega a vez dos curtas-metragens: "O principio feminino do sol" (direção e roteiro de Patrícia Bárbara), "Para sempre assim" (direção e roteiro de João Carlos Lemos e Roger Carlomagno), "Aqueles Dias"( direção de Gustavo Nasr) e "ABRY" (direção e roteiro de Joel Pizzini e Paloma Rocha).

Na sexta-feira será apresentado o filme "Amar...", com direção e roteiro de Carlos Gregório. O filme é uma comédia sobre o amor não correspondido. Em seguida, o público poderá conhecer "Amores", com direção de Domingos de Oliveira. O Centro Cultural José Octávio Guizzo fica localizado na rua 26 de agosto, 453. A entrada é gratuita.

Morre ex-chefe da gravadora dos Beatles

Morreu aos 66 anos Neil Aspinall, ex-chefe da gravadora Apple Corps, informaram hoje os ex-Beatles, Paul McCartney e Ringo Starr, em comunicado divulgado em Londres.

Aspinall, que morreu de câncer no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center de Nova York, era considerado por muitos na indústria musical o verdadeiro "quinto Beatle", apelido que também foi dado ao produtor do grupo, George Martin.

"Todos os seus amigos e entes queridos sentirão sua falta, mas sempre guardarão as mais carinhosas lembranças de um grande homem", disseram McCartney e Starr na nota, divulgada pela Apple Corps também em nome de Yoko Ono e Olivia Harrison, viúvas dos outros dois Beatles, John Lennon e George Harrison, respectivamente.

EFE

segunda-feira, 24 de março de 2008

De 100 grutas turísticas do país, só 10 têm manejo, 3 em MS

Um levantamento feito pela Folha junto ao Cecav (Centro de Estudo, Proteção e Manejo de Cavernas), órgão do Ministério do Meio Ambiente, revela que apenas dez cavernas em todo o país possuem plano de manejo aprovado.

Três dessas grutas ficam em Bonito (MS): Lagoa Azul, Abismo Anhumas e São Miguel. No Paraná, as cavernas Bacaetava e Lancinha já concluíram os estudos. No Amazonas, há outras duas: Maroaga e Batismo.

Goiás, Santa Catarina e Bahia têm uma gruta cada um com plano de manejo --respectivamente, a caverna dos Ecos, a Botuverá e a Poço Encantado. No país, o Cecav avalia que existam entre 100 e 120 cavernas exploradas turisticamente.

Alexandre Fortuna, chefe-substituto do Cecav, diz que o plano de manejo é um instrumento para ordenar a visitação, proteger o turista e evitar grande impacto ao ambiente.

Segundo ele, várias cavernas são exploradas turisticamente desde os anos 1960, porém nunca houve uma regulamentação ambiental. "Desde a fundação do Cecav, há 11 anos, tentamos mudar essa situação. Cobramos desde 2002 estudos dos três parques de São Paulo."

De acordo com Fortuna, as cavernas têm um ecossistema muito peculiar e, se ocorrem acidentes, é difícil prestar socorro. "É preciso analisar, por exemplo, as aranhas, escorpiões e fungos patológicos que podem existir nesses locais."

No núcleo Santana do Petar, por exemplo, não há sequer telefone --é preciso percorrer cinco quilômetros, até o Bairro da Serra, para usar o aparelho. Funcionários do parque, entretanto, têm radiocomunicador.

Medidas de correção

Além de exigir o plano de manejo, o Ibama fez solicitações específicas, emergenciais, para algumas grutas. No caso da caverna do Diabo, no parque Jacupiranga, quer a desativação imediata da iluminação no local, feita com lâmpadas incandescentes, que aquecem demais e provocam alterações no ambiente.

Já em relação à caverna de Santana, a mais visitada do Petar (foram 25 mil visitantes no ano passado), o instituto exige que seja elaborado um mapa de riscos para o visitante, que avise sobre abismos, teto baixo, piso escorregadio etc.


Fonte: Folha de S. Paulo

Ato Cênico homenageia Teatro em mais de 20 cidades de MS

Em comemoração ao Dia do Teatro, a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, através do Núcleo de Teatro, promove no dia 27 de março o Ato Cênico, manifestação prevista para acontecer na capital e em pelo menos 20 municípios do Estado. Mais de 50 grupos teatrais devem participar do evento em locais públicos. Em Campo Grande, o ato acontece na praça Ary Coelho.



O Ato Cênico acontecerá simultaneamente nos municípios envolvidos, às 17h30. Cada grupo terá, em média, cinco minutos de apresentação. Na capital, aproximadamente 20 grupos participam do ato.



"É a oportunidade que temos de juntar os fazedores de teatro, grupos e linguagens teatrais diferentes num único evento. Com essa união podemos gerar movimentos de política teatrais, para que o ato não aconteça apenas no dia do teatro. Temos que agregar artistas para fomentar uma política teatral constante, que possamos capacitar e profissionalizar as pessoas que vivem de fazer teatro", salienta o ator e diretor teatral Fernando Cruz, explicando como o ato pode dar mais visibilidade ao teatro. Cruz é integrante do grupo "Imaginário de Maracangalha", que deve apresentar no Ato Cênico um pequeno trecho da peça Contos da Candelária.



Já confirmaram a presença grupos de teatro de oito cidades do Estado: Corumbá, Itaquiraí, Três Lagoas, Nova Alvorada do Sul, Campo Grande, Maracajú, Dourados e Chapadão do Sul. Os grupos que queiram participar do Ato podem entrar em contato com o Núcleo de Teatro da FCMS, pelo telefone 3316-9172

Começa amanhã a Semana do Teatro em Mato Grosso do Sul

Em comemoração ao Dia do Teatro, a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) promove a Semana do Teatro, entre os dias 25 e 30 de março. Ao todo serão nove peças, entre infantis e adultas, todas encenadas no Teatro Aracy Balabanian, no Centro Cultural José Octávio Guizzo.



O Dia Internacional do Teatro é comemorado em 27 de março, para celebrar esta que é uma das artes mais antigas do mundo. Já no século dezenove antes de Cristo, os habitantes da ilha de Creta, na Grécia, louvavam seus deuses com representações cênicas. "A contemporaneidade do teatro possibilita várias formas de se apresentar. Hoje fazemos estudos de ritmos, forma, performance e estrutura narrativa antes de compor uma peça, o que a deixa mais prazerosa de assistir", comenta o integrante do grupo "Teatro Imaginário de Maracangalha" Fernando Cruz, que apresentará na Semana do Teatro a peça Contos da Cantuária.



As peças serão apresentadas às 20 horas na terça-feira (25), e às 15 e 20 horas nos outros dias. O valor do ingresso é de R$ 10,00 (Inteira) e 5 reais (meia-entrada). Integrantes de grupos teatrais que forem prestigiar as encenações pagarão dois reais.

O Teatro Aracy Balabanian fica no Centro Cultural José Otávio Guizzo, unidade da FCMS localizada na rua 26 de agosto, 453. Mais informações pelo 3317-9171.



Semana do Teatro



Terça (25)

20h – "Pluft, o fantasminha" – A peça conta a história de uma criança-fantasma que tem medo de gente. Porém, quando conhece a pequena Maribel, sente o desejo de ajudá-la a livrar-se das garras do terrível pirata Perna-de-pau. São 45 minutos de peça com 36 crianças se divertindo e fazendo teatro.



Quarta (26)

15h – "Na mão direita o sol" – Peça destinada ao público infanto-juvenil, que une dança ao teatro e conta a história do vírus da felicidade chamado "criancite felicite aguda". É inspirado na comédia italiana Del'arte, onde são usadas máscaras e perucas brancas. Os personagens líricos criam contos que encantam e questionam o ideal de conservar nossa criança. Na mão direita o sol mostra situações de grande beleza e sentimento a procura da infância eterna.



20h – "Noivo por Encomenda" – A peça conta à história de Ermelinda, uma moça do interior do Estado que, decepcionada com a falta de atitude de seu namorado, termina o relacionamento e vai em busca de um novo amor. O meio que ela usa para procurar esse amor são cartas que ela envia para um clube de correspondências, começando a partir daí a trama que se desenrola com os supostos candidatos a noivo. Cada um trás consigo diferentes interesses que os levam ao encontro de Ermelinda e é no choque desses interesses que se dá a comédia do espetáculo.



Quinta (27)

15h – "De palhaço e louco todo mundo tem um pouco" – Chevrolet, um aprendiz de mágico que cria várias confusões com as magias por não saber ler. O aprendiz trás dos contos infantis a Chapeuzinho vermelho, mas no meio da confusão, o Lobo Mau também aparece, o que transforma a historia numa grande aventura.



20h – "Contos da Cantuária" – O autor da peça, Geoffrey Chaucer, nascido em Londres por volta de 1340, revela uma análise profunda da natureza humana, realizada com muito humor e simpatia. A encenação conta à história de vários peregrinos que pretendem visitar o túmulo de Santo Tomás Becket de Canterbury e se reúnem por acaso na taverna do Tabardo, otaverneiro sugere que cada um conte uma história, prometendo um belo jantar ao melhor narrador.



Sexta (28)

15h – "O Sapo Encantado e outras Histórias" – "O Sapo encantado e outras histórias", premiado como melhor espetáculo no XXVII Festival Sul-mato-grossense de Teatro em 2006, conta a história de uma princesinha que deixa cair uma bolhinha de ouro no lago e encontra sapo que se prontifica a pegar em troca de um beijo salvador. A adaptação dos contos dos Irmãos Grimm se completa com o sapo se transformando num verdadeiro príncipe.



20h – "A Mulher Possível" – A peça se inicia na platéia, e temas como a chegada dos 40, solidão, autoconfiança, homens mais novos e contradições são abordados com humor e provocações cênicas, retratando a figura feminina.



Domingo (30)

15h "Cirandando" – O espetáculo procura apresentar de uma forma poética, mas provocadora, as questões do nosso dia-a-dia, um acordar para a "violência não", em todos os sentidos: moral e financeiramente. Aponta para que os jovens reajam e tenham mais consciência do coletivo e do seu papel enquanto cidadão nesse século XXI.



20h "Nostalgias Femininas" – "Nostalgias Femininas" é um espetáculo construído a partir de pesquisa e imersão ao universo feminino, a partir de vários textos literários escritos por mulheres, começando por escritoras como Safa de Lesbos (A.C.) até contemporâneas como Adélia Prado. Com direção de Vitor Hugo Samudio, adaptação e concepção de Rosana Zanellato e encenação de Patrícia de Andrade, o monólogo traz o universo feminino em prosa e verso.

B-52's lança primeiro disco de estúdio em 16 anos

A lendária banda americana de "new wave" B-52's lança na próxima terça-feira o álbum Funplex, seu primeiro de estúdio em 16 anos, anuncia hoje a gravadora EMI.

Segundo a EMI, o sétimo disco da banda traz em 11 canções o mesmo "estilo enérgico, divertido e alegre da banda" e foi gravado em Athens, cidade natal do grupo no estado da Georgia, sob produção do britânico Steve Osborne, que trabalhou com New Order, Happy Mondays e The Doves, entre outros.

Apesar de estar há 16 anos sem lançar um novo álbum de estúdio, a banda nunca deixou de fazer shows durante esse tempo. Antes disso, O B-52's foi uma das atrações do primeiro festival Rock in Rio, em 1985.

Em 31 anos de carreira, a banda se consagrou com sucessos como Rock Lobster, Private Idaho, Legal Tender e Love Shack, que recentemente voltaram a animar festas retrô. O grupo tem ainda no currículo álbuns clássicos, como o primeiro, homônimo, lançado em 1979, e Cosmic Thing, de 1989.

O guitarrista do grupo, Keith Strickland, afirma ao jornal americano Daily News que a banda tentou várias vezes voltar a gravar junta, mas que "não parecia ter uma direção clara do que queria fazer. Não havia muita idéia, simplesmente faltava energia".

No entanto, em 2003, o vocalista Fred Schneider deu força à idéia de lançar finalmente um novo disco da banda que gravou o tema principal do filme Os Flintstones.

"Um dia finalmente me veio à cabeça um som particular", explica Strickland, que afirma que se trata de "uma versão enriquecida" do som que os fãs do B-52's já conhecem.

O novo disco, carregado de novos sons eletrônicos, inclui canções como Pump, Hot Corner, Ultraviolet, Eyes Wide Open, Love in the Year 3000 ou Keep This Party Going.

Em Funplex, primeiro trabalho inteiramente de músicas inéditas do quarteto desde o álbum Good Stuff em 1992, o grupo reforça seu som tradicional "com guitarras pesadas e sons eletrônicos".

EFE

domingo, 23 de março de 2008

Arte, Cultura e Turismo" seleciona músicas e danças de MS

A Fundação de Cultura e a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul realizam o evento "Arte, Cultura e Turismo" no dia 23 de março, na Concha Acústica do Parque das Nações Indígenas, a partir das 18h.


Hoje, das 18h às 18h40, sobe ao palco a Cia de Artes e Quarteto de Cordas da Uniderp, seguida da Catira do Tabuado (18h45 às 19h25). Depois, Rodrigo Teixeira & Mandioca Loca apresentarão, das 19h30 às 20h10, o Bailão Polca-Rock, show com repertório com forte influência dos ritmos fronteiriços como a polca paraguaia, o chamamé e a guarânia. Das 20h15 e 20h55, apresenta-se o duo campo-grandense Filho dos Livres, composto por Guga Borba (violão, viola e voz) e Guilherme Cruz (guitarras, viola, violão de 12 e voz). Por fim, das 21h às 21h40, a banda de rock Olho de Gato faz show conjunto com a dupla sertaneja Beth e Betinha.

Projeto Cine Brasil

O projeto "Cine Brasil – Curtas e Longas no Centro" vai exibir a partir de terça-feira, no Centro Cultural José Octávio Guizzo, filmes que abordam o universo feminino. As sessões são às 12h30 e às 18h30. No dia 25, a atração é "Mina de Fé", com direção de Luciana Bezerra. O filme, rodado no Morro do Vidigal, narra a história de amor vivido por dois jovens - Silvana e Maninho – e as dificuldades da vida dela por ser amante do chefe do tráfico. Em seguida, será exibido "Cafuné", com direção e roteiro de Bruno Viana. Cafuné conta a história do amor entre dois jovens de diferentes classes sociais.

Na quarta-feira, a sessão começa com o longa-metragem "A Hora da Estrela", dirigido por Suzana Amaral. O filme, baseado no romance homônimo de Clarice Lispector, narra a história da retirante nordestina Macabéa, uma imigrante alagoana que deixa o Nordeste para viver na metrópole. Após o filme, às 20h, haverá um debate organizado pela Coordenadoria de Políticas Públicas para a Mulher.

Na quinta-feira, chega a vez dos curtas-metragens: "O principio feminino do sol" (direção e roteiro de Patrícia Bárbara), "Para sempre assim" (direção e roteiro de João Carlos Lemos e Roger Carlomagno), "Aqueles Dias"( direção de Gustavo Nasr) e "ABRY" (direção e roteiro de Joel Pizzini e Paloma Rocha).

Na sexta-feira será apresentado o filme "Amar...", com direção e roteiro de Carlos Gregório. O filme é uma comédia sobre o amor não correspondido. Em seguida, o público poderá conhecer "Amores", com direção de Domingos de Oliveira. O Centro Cultural José Octávio Guizzo fica localizado na rua 26 de agosto, 453. A entrada é gratuita.

DiCaprio voltará a unir forças com Ridley Scott em 'The Low Dweller'

Segundo o site The Hollywood Reporter, o projeto possui semelhanças com Uma História de Violência (David Cronenberg, 2005) e Onde os Fracos Não Têm Vez (Ethan e Joel Coen, 2007).

DiCaprio, por meio de sua produtora Appian Way, e Scott, através da Scott Free Productions, financiarão o filme, escrito pelo estreante Brad Ingelsby, um veterano vendedor de seguros da Pensilvânia (EUA) que se dedicou a redigir o roteiro em seu tempo livre.

A história se passa em Indiana, em meados dos anos 1980, e se centra em um personagem (DiCaprio) que trata de se adaptar de novo à sociedade após sair da prisão, embora se depare com um velho conhecido que propõe a ele um roubo.

Grandes estúdios como a Warner ou a Sony pressionaram para ter o texto, mas, no final, foi a produtora Relativity que o obteve por mais de US$ 1 milhão.

DiCaprio e Scott acabam de concluir a gravação do filme de suspense político Body of Lies.

O ator começa agora a produção de Shutter Island, dirigido por Martin Scorsese, enquanto Scott começará em breve a rodar Nottingham, com Russell Crowe.

EFE

Morre o músico cubano Cachao López

Morre o músico cubano Cachao López


Israel "Cachao" López, uma das figuras mais representativas da música cubana, morreu em Miami, aos 89 anos, vítima de uma doença renal, informou seu porta-voz.

Baixista e compositor excepcional e considerado um dos criadores do mambo, "Cachao" López nasceu em Havana, em 1918.

O falecimento ocorreu na madrugada deste sábado, em um hospital de Miami, após uma semana de complicações renais, disse o porta-voz Nelson Albareda.

"Cachao" obteve fama mundial a partir da década de 30, como um astro do mambo e do jazz latino.

Ao lado do irmão Orestes López, "Cachao" produziu inúmeros sucessos e conquistou dois prêmios Grammy, em 1995 e 2005, além de um Grammy Latino, em 2003, junto a outros dois grandes da música cubana, Bebo e Patato Valdez.

Hollywood se rendeu ao talento de "Cachao" e lhe deu uma estrela na Calçada da Fama. Em 1993, Andy García fez o documentário "Cachao... Como seu ritmo não há outro".

"Cachao" era tio e mestre de Orlando "Cachaíto" López, um dos astros do Buena Vista Social Club.

AFP

sábado, 22 de março de 2008

Hoje artistas plasticos da capital conemora Dia Mundial das Águas.

O Poder Mágico das Águas é o nome das atividades artísticas e
> culturais, com momento ecumênico, que a Associação de Artistas
> Plásticos de Mato Grosso do Sul (AAP) realiza, hoje, 22
> de março, das 15h00min às 22 horas, na Lagoa Itatiaia, Bairro
> Tiradentes, em comemoração ao Dia Mundial das Águas.
>

>
>. Dentro deste espírito vai ser trabalhado
> desde atividades com crianças a partir das quinze horas, tendo um
> momento ecumênico no entardecer, às 18 horas, com a participação de
> Instituições Místicas e Religiosas da nossa Capital. Após o momento
> ecumênico acontecerá um Show musical com artistas regionais.
>
>
>
> O evento que está sendo produzido pela MBAYARTE/Núcleo de Produção
> Artística/MS, conta com apoio da Associação de Moradores do
> Residencial Itatiaia, da OMEP, da SEMADES, da Água Mineral Pôr-do-Sol
> e da Prefeitura Municipal de Campo Grande.

Estadual de Motocross começa hoje(22) em Ponta Porã (MS)

Hoje será a abertura do Campeonato Estadual de Motocross, os treinos serão hoje(22) à tarde, a apartir das 15h00min e no domingo(23) pela manha, a partir das 09h00min e a largada da primeira bateria está prevista para as 13h00min.
Mudanças significativas no regulamento 2008 farão com que o número de pilotos aumente significativamente, tanto que a média de pilotos do ano passado foi de 55 e desse ano é esperada em torno de 120 pilotos. “Acreditamos que com isso aumente o espetáculo dos pilotos através de suas acrobacias porque os pilotos terão muito mais dificuldades para realizarem suas ultrapassagens” Comenta Firmo Alves, Presidente da FEMEMS.
Veja como serão as novas categorias:

O Campeonato será disputado nas seguintes categorias: MX-1 (FORÇA LIVRE), MX-2, MX-3, MX-INT (INTERMEDIÁRIA), MX-85, MX-NAC (NACIONAL).

CATEGORIA MX-1 (FORÇA LIVRE)
Deverão participar desta categoria os pilotos abaixo:
a) Pilotos com motocicletas de 450cc 4T e 2502T (Importada).
b) Pilotos com motocicletas de 250cc 4T e 1252T (Importada)
c) Pilotos MX-3 classificados na etapa classificatória do 1º ao 5º lugar
d) Pilotos MX-2 classificados na etapa classificatória do 1º ao 10º lugar
e) Pilotos filiados em outros Estados podem participar e terá direito a troféu e premiação, porem, não poderão pontuar no Campeonato Estadual de MS.
CATEGORIA MX-2
Poderão participar desta categoria os pilotos abaixo:
a) Pilotos com motocicletas de 250cc 4T e 1252T (Importada).
b) Obs. Esta categoria além de ter premiação e pontuação própria, também serve como classificatória para largada das categorias MX-FORÇA LIVRE (1º ao 10º lugar) e MX-INT ( 11º lugar em diante).
CATEGORIA MX-3
a) Serão considerados pilotos da categoria MX-3 pilotos com idade a partir de 35 (trinta e cinco) anos completos (Obrigatório à apresentação do documento de identidade no ato da inscrição).
Obs: Esta categoria além de ter premiação e pontuação própria, também serve como classificatória para largada das categorias MX- (FORÇA LIVRE) (1º ao 5º lugar) e MX-INT (6º lugar em diante).

Projeto cultural na concha hoje e amanhã.

Neste final de semana (22 e 23 de março), a partir das 18h, acontece na Concha Acústica Helena Meirelles, em Campo Grande, MS, o projeto Arte, Cultura e Turismo. Na oportunidade, será realizada seleção popular de atrações de música e dança que irão representar Mato Grosso do Sul no Salão Nacional de Turismo de São Paulo, que será promovido em junho, no Centro de Eventos São Luís.



Hoje (22), as apresentações ficam por conta de Gabriel Sater, Toca Trio, Os Carurueiros (Corumbá) e Tostão e Guarani. Amanhã (23), é a vez da Cia de Artes e Quarteto de Cordas da Anhanguera/Uniderp; Catira do Tabuado (Aparecida do Tabuado); Rodrigo Teixeira e os Mandiocas Loucas; Filho dos Livres; e Olho de Gato com Beth e Betinha, realizarem as suas apresentações.



Segundo a diretora da Cia de Artes Anhanguera/Uniderp, Maria Helena Pettengil, a companhia de dança e o Quarteto de Cordas da Instituição participam deste evento com um espetáculo que resgata as raízes culturais de Mato Grosso do Sul. A apresentação contará com a participação do cantor Gilson Espíndola.



"Apresentaremos músicas tradicionais que ilustram o cenário musical de nosso Estado como Cunhataiporã, Trem do Pantanal, Sonhos Guaranis, Mercedita e Tocando em Frente. O mais importante é a execução da música regional em uma versão mais erudita pelo Quarteto de Cordas e cantada por Gilson Espíndola. A dança com certeza acrescenta uma emoção especial ao show", detalhou Maria Helena. Ela disse ainda que "valorizar a cultura regional sempre foi o objetivo principal da Cia de Artes e a oportunidade de poder mostrar em São Paulo o nosso trabalho nos deixa muito feliz".



Serão selecionados para participar do evento nacional, em São Paulo, quatro grupos, sendo dois de música e dois de dança. O projeto Arte, Cultura e Turismo é uma promoção da Fundação de Turismo, Seprotur, Fundação de Cultura e Governo de MS.

Novo filme de Anthony Hopkins mistura ficção e realidade




Protagonizado, escrito e dirigido por Anthony Hopkins, que também assina a trilha sonora , a comédia dramática Um Sonho Dentro de Um Sonho conta a história de Felix Bonhoeffer, um ator e roteirista de cinema já idoso que vive em dois estados de existência: o mundo real e o que há em sua mente.

Contratado para reescrever um filme sobre um assassinato misterioso em um café abandonado, Felix começa a confundir ficção e realidade.

O roteirista começa a ficar perturbado ao perceber que os personagens da trama começam a aparecer em sua vida e influenciar seu cotidiano.

Referências musicais e de filmes de ficção científica dos anos 50 começam a se misturar a elementos atuais, selecionados de maneira aleatória pela memória do personagem.

O longa tem produção assinada por Stella Arroyave e Robert Katz. O elenco conta ainda com nomes como John Turturro (Janela Secreta), Jeffrey Tambor (Hellboy), Fionnula Flanagan (Os Outros) e Christian Slater (Entrevista com o Vampiro).



Terra

Velho Jack e Bebados fazem show hoje na capital

Os grupos O Bando do Velho Jack e Bebados Habilidosos acontece neste sábado, dia 22, no Bar Fly. Os shows começam a partir das 23 horas e as bandas prometem muitos sucessos nacionais, internacionais e músicas proprias aos rockeiros e bluseiros.

Os ingressos serão vendidos a R$ 7,00 e serão adquiridos somente no sabado. O Bar Fly fica na Rua Jose Eduardo Rolim.(paralela à rua Ceará, quase em frente ao campus I da Uniderp).Campo grande(MS) Mais informações pelo telefone (67) 8408-5126.

Roger Waters vai a Manaus acompanhar ensaios de ópera

O britânico Roger Waters, um dos fundadores do Pink Floyd, esteve em Manaus, nessa semana, para acompanhar os ensaios da ópera Ça-Ira, composta por ele.


O músico veio ao Brasil a convite do maestro Luiz Fernando Malheiro. A versão nacional de Ça-Ira está sendo dirigida por Caetano Vilela.

Roger Waters acompanhou parte dos ensaios e até participou, cantando com os cantores Leonardo Neiva, Thiago Soares, entre outros. Ele também cantou no ensaio com a orquestra.

Ça-Ira - A Esperança abrirá o Festival Amazonas de Ópera deste ano, que acontece entre 15 de abril e 31 de maio. Roger Waters voltará ao País para a estréia do espetáculo em abril.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Bob Dylan encerra turnê sul-americana com show no Uruguai

Bob Dylan encerra nesta quinta-feira em Punta del Este, no Uruguai, sua turnê latino-americana Never Ending Tour depois de passar por Brasil, Argentina, México e Chile.

Dylan finaliza a turnê iniciada em 26 de fevereiro último, e depois de 11 shows em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Santiago do Chile, Buenos Aires, Monterrey e Cidade do México.

A apresentação desta noite no hotel Conrad é a primeira que o cantor de sucessos como Blowing in the wind e Knocking on Heaven's Door realiza no Uruguai depois de 15 anos sem visitar o país.

As agências internacionais não tiveram acesso à turnê argentina de Bob Dylan e no Uruguai apenas cinco fotógrafos terão acesso ao show.

EFE

quinta-feira, 20 de março de 2008

MIS oferece curso "As Origens da Arte", com Carla de Cápua

O Museu da Imagem e do Som (MIS) está com inscrições abertas para o curso de história da arte "As Origens da Arte: Pré-História, Mesopotâmia, Egito", com Carla de Cápua, nos dias 25, 26 e 27 de março, das 19h às 22h. A programação compreenderá desde o estudo da pintura nas paredes de cavernas e a confecção de objetos e esculturas na pré-história até os meandros da arte mesopotâmica e egípcia.

"O objetivo é refletir sobre o processo evolutivo da arte, relacionando os aspectos estéticos e históricos nos períodos estudados", comenta Carla de Cápua, que é professora de História da Arte e Escultura no Curso de Artes Visuais da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) desde 1994. Licenciada em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP, São Paulo, 1977), Carla é doutora em Antropologia pela Université Paul Valléry, Montpellier III, França (2001). Autora também da pesquisa indígena e dos desenhos de cena do filme Brava Gente Brasileira, dirigido por Lúcia Murat, do qual foi assessora (2000). Artista plástica, possui obras no acervo do Museu de Arte Contemporânea (MARCO), em Campo Grande.

No dia 25, a aula será sobre a arte na pré-história. Será abordado o desabrochar da arte numa expressão figurativa, a confecção de objetos e esculturas e a pintura nas paredes das cavernas (período paleolítico), seguido pelo surgimento da arquitetura e a simplificação e geometrização das imagens do período neolítico, passando também pela arquitetura megalítica e as estátuas-menires.

No dia 26, o centro das discussões será a arte mesopotâmica. Serão estudados Ur, Babilônia, Nínive, Persépolis como centros de irradiação cultural, o nascimento da escrita, os cânones da escultura, o relevo e seu caráter narrativo e a arquitetura, abordando as cidades fortificadas e zigurates.

No dia 27, a aula será sobre a arte egípcia, dividida entre Antigo Império (a Era das Pirâmides, em que se estudará a arquitetura funerária e os cânones da escultura e da pintura), Médio Império (do qual vai se falar sobre a ourivesaria e as miniaturas), Novo Império (com a arquitetura dos templos, a pintura em sarcófagos, paredes e papiros e a mudança dos cânones artísticos durante o reinado de Akhenaton) e o Último Período.

O valor do curso é de R$ 50. O MIS fica aberto de segunda a sábado (de segunda a sexta das 12h às 18h; sábado das 14 às 18h), na Avenida Afonso Pena, 2702. Telefone: 3325-1530. E-mail: mis.de.ms@gmail.com

Michael Stipe, do R.E.M., assume homossexualidade

Michael Stipe, 48 anos, vocalista do R.E.M., admitiu abertamente a uma publicação americana que é gay. O cantor fez a delcaração com o intuito de "ajudar" os jovens homossexuais.

Em entrevista publicada na edição desta semana da revista Spin, Stipe reconhece que "nem sempre" viu o quão útil sua saída do armário poderia ser para os outros.

Porém, agora ele diz achar positivo o fato de figuras públicas tratarem do tema de forma aberta.

À revista, o cantor acrescenta que sempre foi sincero sobre sua orientação sexual com os parceiros de banda, a família, os amigos e as pessoas com as quais se relacionou. Porém, declarou que sempre "pensou" que sua condição "era bastante óbvia".

Tecnicamente, Stipe admitiu sua homossexualidade em 2001, numa entrevista à revista Time. Mas o cantor, que na ocasião se definiu como um "artista gay", disse que não queria ser identificado como gay, heterossexual ou bissexual.

Nas declarações publicadas esta semana, Stipe, disse que a situação que viveu nos anos 80 era "supercomplicada". "Na época, nem sempre via que (o fato de ser gay) poderia ser importante para outras pessoas. Mas agora, sim, certamente que é o caso. Certamente é necessário", declarou o vocalista, cuja banda vai lançar o álbum Accelerate em abril.

EFE

Cantor Léo Jaime se apresentam em Campo Grande(MS) no dia 28

O Garage Disco Club abre temporada apresentando o show "As velhas, as novas e as outras", no próximo dia 28, a partir das 23 horas, com o cantor Léo Jaime e Os Impossíveis.

Ídolo dos anos 80, o cantor mistura irreverência, uma marca registrada, com sucessos do passado, hits famosos dos anos 80 e músicas novas, que fazem parte do seu último CD "Rock Estrela - edição comentada", lançado no fim de 2004.

Léo Jaime e os Impossíveis, que é composto por Marcos Kleine na guitarra, Mingau no baixo e Mário Fabre na bateria, tocam músicas conhecidas por todas as gerações, mas com arranjos modernos em um rock'roll de altíssima qualidade.
Divulgação

Sucessos como "As Sete Vampiras", "A Fórmula do Amor", "Conquistador Barato", "A Vida Não Presta" estão na programação.

Os convites já estão à venda por R$ 25 e podem ser adquiridos nas lojas Fórum e Subway. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3383-3930

quarta-feira, 19 de março de 2008

"Arte, Cultura e Turismo" seleciona músicas e danças de MS

A Fundação de Cultura e a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul realizam o evento "Arte, Cultura e Turismo" nos dias 22 e 23 de março, na Concha Acústica do Parque das Nações Indígenas, a partir das 18h. Serão dois dias de apresentações de música e dança, para selecionar, a júri popular, as atrações que vão representar Mato Grosso do Sul no Salão Nacional de Turismo 2008, em São Paulo.



No sábado, das 18h às 18h40, apresenta-se o instrumentista Gabriel Sater, que trará em seu repertório ritmos que vão do chamamé ao choro, do tango a guarânias e polcas paraguaias. Ele será seguido por Toca Trio (18h45 às 19h25), grupo instrumental que explora ritmos populares e eruditos da música brasileira, passando pelo choro, samba, baião, maracatu, afoxé, entre outros. Depois, apresentam-se os Cururueiros de Corumbá, das 19h30h às 20h10. Entre eles, Seu Agripino, célebre cururueiro de Corumbá, que toca e fabrica artesanalmente sua viola de cocho desde criança. Nascido em Poconé (MT), em 1918, Seu Agripino apresenta músicas do cururu e do siriri, brincadeira, música e dança da cultura popular do Estado. Em seguida, das 20h15 às 20h55, Tostão e Guarany apresentam seu repertório de sucessos da música de raiz.



No domingo, das 18h às 18h40, sobe ao palco a Cia de Artes e Quarteto de Cordas da Uniderp, seguida da Catira do Tabuado (18h45 às 19h25). Depois, Rodrigo Teixeira & Mandioca Loca apresentarão, das 19h30 às 20h10, o Bailão Polca-Rock, show com repertório com forte influência dos ritmos fronteiriços como a polca paraguaia, o chamamé e a guarânia. Das 20h15 e 20h55, apresenta-se o duo campo-grandense Filho dos Livres, composto por Guga Borba (violão, viola e voz) e Guilherme Cruz (guitarras, viola, violão de 12 e voz). Por fim, das 21h às 21h40, a banda de rock Olho de Gato faz show conjunto com a dupla sertaneja Beth e Betinha.

Capital sediará Feira Internacional de Cultura e Artesanato

O Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, inaugurando uma nova fase, tem agendado o primeiro evento internacional da sua história: a Feincartes (Feira Internacional de Cultura e Artesanato). O evento, que reunirá representantes dos mais diferentes países de várias partes do mundo, será realizado de 5 a 14 de setembro deste ano, segundo o gerente Fabrício Almeida Mundim.

"Campo Grande foi escolhida pela localização geográfica, pela infra-estrutura, pela rede hoteleira, mas principalmente por contar com um local com os diferenciais que oferecemos", detalhou Fabrício Mundim, completando que o interesse dos empreendedores pelo espaço pode ser creditado ao processo de transformação pelo qual passa o Centro de Convenções e Exposição Albano Franco.

"Desde quando iniciamos as reformas e começamos a divulgar o espaço, as pessoas passaram a enxergar as potencialidades que o local oferece, como infra-estrutura completa e ótima localização", enumerou o gerente, destacando que essas peculiaridades consolidam o Albano Franco como um dos melhores ambientes do Centro-Oeste, próprio para comportar grandes eventos com conforto e tranqüilidade. "O porte desse evento contribui para atrair cada vez mais feiras de turismo, negócios e eventos", prevê.

Outros eventos

Além da Feincartes, outros dois eventos inéditos também serão realizados no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco. "O primeiro evento a inaugurar essa nova fase será a Expo-MS Industrial, uma feira voltada totalmente para negócios que a Fiems – Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul - realizará de 27 a 31 de maio", informa.

Logo após a Expo-MS Industrial, segundo Fabrício Mundim, será a vez do Sebrae/MS (Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas do Estado) realizar, de 3 a 6 de julho, a Feira do Empreendedor. Ainda no segundo semestre, o Centro de Convenções e Exposições Albano Franco tem agendada a tradicional Expo-Ecos Exposição e Encontro Centro-Oeste de Supermercados, realizada pela AMAS (Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados).

O Centro

Construído num terreno de 73 mil metros quadrados, com área de 16,4 mil metros quadrados, o Centro de Convenções e Exposições Albano Franco possui capacidade para 30 mil pessoas, uma cozinha industrial, área de alimentação com 13 lanchonetes, mezanino, quatro auditórios, dois camarins, sala de treinamento e sala de imprensa com computadores e impressora.

O local passa por um processo de transformação que inclui mudanças na estrutura física e uma estratégia de divulgação e comercialização do espaço nas principais capitais brasileiras, do Mercosul e de países da Europa, América do Norte e Ásia. De acordo com o gerente, a idéia é que as pessoas passem a enxergar o espaço como a principal opção para se realizar eventos em Campo Grande, oferecendo completa infra-estrutura e diferenciais significativos que o consolidam como um dos melhores ambientes do Centro-Oeste.

Ele destaca que a reforma deixa o Centro de Convenções e Exposições mais amplo e moderno com possibilidades para múltiplas especificidades. As reformas tiveram início em setembro do ano passado, quando a nova direção assumiu o local, sendo que uma nova sala climatizada foi construída para receber os interessados em alugar o espaço, o sistema de internet wireless (sem fio) também foi instalado.

Além disso, outras mudanças devem ser feitas nos próximos meses, como a pavimentação do estacionamento, a modificação do sistema elétrico com aumento da disponibilidade de carga de energia para os expositores, os sanitários serão reformados e o prédio também vai receber pintura nova e uma fachada com luminoso. Os detalhes da infra-estrutura podem ser conferidos no site www.expoalbanofranco.com.br .

Serviço - O Centro de Convenções e Exposições Albano Franco fica na Avenida Mato Grosso, 5.017, Bairro Carandá Bosque, em Campo Grande, e o telefone para contato é o (67) 3326-1236.

Turnê de Lenny Kravitz no Brasil é cancelada

A turnê do cantor Lenny Kravitz no Brasil, que aconteceria entre os dias 9 e 14 de abril, foi cancelada, informou hoje a empresa produtora dos shows.


O norte-americano se apresentaria com o show de seu novo disco, It Is Time For a Love Revolution, em Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte.

Os motivos do cancelamento ainda não foram divulgados.



A turnê do cantor Lenny Kravitz no Brasil, que aconteceria entre os dias 9 e 14 de abril, foi cancelada, informou hoje a empresa produtora dos shows.


O norte-americano se apresentaria com o show de seu novo disco, It Is Time For a Love Revolution, em Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte.

Os motivos do cancelamento ainda não foram divulgados.

terça-feira, 18 de março de 2008

Fundação divulga selecionados para Festival América do Sul

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul divulgou o resultado da seleção de várias atrações que se apresentarão durante o 5º Festival América do Sul (FAS), no período de 30 de Abril a 4 de maio, em Corumbá.

As cinco atrações musicais selecionadas, entre 66 inscritos, são: Instrumental 3 – 5, Dimitri Pellz, Jennifer Magnética, Guilherme Rondon e Deletrônica. As seis atrações artísticas escolhidas, sendo três musicais, uma de teatro, uma de dança e outra de circo são: Trupe Hematitas & Jaspilitos (teatro) e Lívio José Barreto (música).



Já as cinco atrações cênicas selecionadas, entre 22 inscritos, são: Teatral Grupo de Risco (espetáculo Guaicuru, Histórias de Admirar); Nill Amaral (espetáculo No Gosto Doce e Amargo das Coisas de que Somos Feitos); Mauro Alves Guimarães, Circo do Mato (espetáculo O Palhaço no Meio da Rua); Ginga Cia de Dança (espetáculo Cultura Bovina?), e Coletivo Corpomancia (espetáculo Corpomancia).



O 5º Festival América do Sul busca produzir ações concretas para a aceleração da integração das nações sul-americanas promovendo um grande encontro que revela a diversidade cultural no continente, além de discutir temas relativos ao meio ambiente, a cultura, ao turismo e ao desenvolvimento sustentável.

Filme mostra outra face do cinema brasileiro no Uruguai

Valsa para Bruno Stein, filmado em apenas três semanas, reflete a "outra face" do cinema brasileiro por causa de seu "intimismo", disse hoje seu diretor, Paulo Nascimento, que concorre com o longa-metragem no 26º Festival Cinematográfico Internacional do Uruguai.


Nascimento, que mora em Porto Alegre, afirmou aos jornalistas que se identifica mais com o cinema feito na Argentina e Uruguai que com o realizado no Brasil.

O filme fala de "paixões proibidas", da "solidão da alma humana" e das diferentes formas que as pessoas buscam para preencher seus "vazios", acrescentou o diretor.

"Filmamos durante três semanas em um lugar afastado de tudo, o que permitiu uma imersão total dos atores na história", destacou o cineasta, que, no longa-metragem, reflete as complicadas relações entre três gerações de uma mesma família.

A protagonista de Valsa para Bruno Stein, Ingra Liberato, recebeu o prêmio de melhor atriz na última edição do Festival de Cinema de Gramado.

Outra das protagonistas, a jovem Fernanda Moro, acompanhou o diretor durante a apresentação do filme e anunciou que, atualmente, se encontra no Uruguai filmando com a cineasta Silvana Tomeo uma produção que se chamará "La despedida".

Valsa para Bruno Stein concorre nesta edição do festival uruguaio com outros 58 filmes de Alemanha, Argentina, Brasil, Canadá, China (incluindo Hong Kong), Chile, Colômbia, Cuba, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Islândia, Israel, Itália, Japão, México, Portugal, Reino Unido, Romênia e Turquia.

3 Américas, da argentina Cristina Kotz Cornejo; Buscando a Miguel, do colombiano Juan Fischer; Radio corazón, do chileno Roberto Artiagoitia, e September Steps, do japonês Hiroshi Toda, são outras produções que lutam para conquistar o prêmio máximo do festival e que estréiam nesta segunda-feira.

O 26º Festival Cinematográfico Internacional do Uruguai começou no último sábado e termina no dia 30 de março.

EFE

Concha Acustica tem grandes atrações no dia 23.

Neste Domingo ira acontecer um grande show, dia 23 de Março, na Concha Acústica de Campo Grande(MS), uma rara e alegre harmonia musical da raiz ao contemporâneo em apresentação do espetáculo Na Poeira da Estrada - Olho de Gato e Beth e Betinha. Participações: Aurélio Miranda, Guarany e Gulherme Rondon.
Mais informações olhodegatoproducoes@yahoo.com.br.