terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Polícia confirma que decapitado em foto é jovem desaparecido no Zé Pereira


Vítima foi alvo de disputa do tráfico de drogas entre facções
Por RENAN NUCCI/Portal Correio do Estado

O delegado Márcio Shiro Obara, da Delegacia Especializada de Repressão a Homicídios (DEH), confirmou a identidade da vítima que aparece decapitada em fotos compartilhadas nas redes sociais. Trata-se de John Hudson dos Santos Marques, de 27 anos, que estava desaparecido desde o dia 14 de fevereiro no Bairro Zé Pereira, em Campo Grande.

Ontem, familiares reconheceram o rapaz por meio das imagens. De acordo com a Polícia Civil, indícios apontam que Hudson era ligado à facção Comando Vermelho, que atua principalmente nos morros do Rio de Janeiro, e foi alvo de retaliação por parte de rivais do Primeiro Comando da Capital (PCC).

"O PCC não permite que outra facção se instale para operar no tráfico de drogas na região", disse Obara, lembrando que o rapaz atuava como espécie de contato do tráfico em Mato Grosso do Sul. "Se olhar as fotos dele nas redes sociais, verifica que viajava com frequência para o Rio de Janeiro [local onde o CV tem mais força], o que reforça ligação com a facção".

Conforme noticiado, Hudson estava em casa com a namorada no Zé Pereira, quando saiu para fumar na frente do imóvel, não sendo mais visto desde então. A polícia foi acionada e, durante investigações, descobriu que a família havia recebido fotos de uma pessoa decapitada. Mais tarde, os próprios familiares, com base em informações colhidas pela polícia, confirmaram ser Hudson. Nenhum suspeito foi identificado até o momento.

Nível de córrego sobe e rodovia é interditada após as chuvas

                                         Foto; PRF

Interdição aconteceu no km-461 da BR-262, em Aquidauana



Trecho da BR-262, em Aquidauana, foi interditado por volta das 9h40 desta terça-feira (20). O motivo é que o nível do Córrego Dois Irmãos subiu após as fortes chuvas que atingiram o local.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a interdição ocorre no km 461 e já formou dois quilômetros de fila de veículos nos dois lados da pista.

Ainda não há previsão para liberação da via.

RIO AQUIDAUANA

Segundo informações da Defesa Civil Estadual, situação de alerta para o município em que o nível do Rio Aquidauana subiu mais de dois metros de ontem para hoje.

Desembargador revoga decisão do plantão e manda prender dupla da Ouro de Ofir

Mesmo com processo distribuído, plantonista concedeu habeas corpus

Por LEANDRO ABREU

Após ter o processo “interferido” durante o plantão do fim de semana, o desembargador Luiz Cláudio Bonassini revogou a decisão da colega desembargadora Tânia Garcia Borges e mandou prender novamente Celso Eder Gonzaga de Araújo e Anderson Flores de Araújo, presos no ano passado durante a Operação Ouro de Ofir, da Polícia Federal.

No domingo (18), Tânia concedeu durante seu plantão um habeas corpus à dupla presa no dia 16 de novembro de 2017 por formação de quadrilha especializada em golpes financeiros que agia a partir de Campo Grande.

O processo já tinha juízo prevento, ou seja, o caso já havia sido distribuído e a turma do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) escolhida. O desembargador Bonassini é o relator e, além da revogação, ordenou que até o pronunciamento final da 3ª Câmara Criminal, os envolvidos ficassem em prisão preventiva.

CASO
A prisão de Celso e Anderson foi convertida em preventiva no dia 24 de novembro, após representação do delegado da Polícia Federal, que afirmou que mesmo após a operação, o grupo criminoso continuou realizando atividades voltadas a manter os negócios fraudulentos como se fossem lícitos.

O processo, inicialmente instaurado na Justiça Federal, foi transferido para a esfera estadual, por se tratar de crime de estelionato sem danos à União.

Defesa da dupla tenta desde o ano passado a revogação da prisão, com pedido para que eles aguardem em liberdade o processo e julgamento, sustentando que é "descabida a alegação de que continuam desempenhando atividades no grupo criminoso, pois não cita qualquer indício ou fato novo que demonstre tal acusação".

A organização criminosa, da qual Celso e Anderson faziam parte, buscava lucro a partir da falsa existência de uma suposta mina de ouro cujos valores estariam sendo repatriados para o Brasil e cedidos, vendidos ou até mesmo doados a terceiros mediante pagamento. Foram inclusive detectados contratos de doação, mediante pagamento.

Os investidores aplicavam cotas a partir de R$ 1 mil e chegavam a assinar contratos falsificados, acreditando que futuramente receberiam milhões dos recursos da mina. Durante a operação, a PF descobriu que aproximadamente 25 mil pessoas foram lesadas em todos os estados da federação. Algumas chegaram a aplicar de R$ 500 mil a R$ 1 milhão.

Com Zeca inelegível, Cabo Almi seria 'plano B' do PT ao Senado

                                         Foto:Divulgação

Por LEANDRO ABREU E YARIMA MECCHI
Ex-governador foi condenado por improbidade administrativa

O deputado estadual Cabo Almi (PT) se colocou como “plano B” do partido para uma das vagas no Senado por Mato Grosso do Sul. A princípio, o deputado federal José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, se candidataria, mas desde o ano passado o ex-governador do Estado está inelegível por conta de uma condenação por improbidade administrativa.

Cabo Almi comentou sobre as coligações do PT para as eleições deste ano. “Possivelmente devemos ter aliença somente com o PT do B e alguns outros partidos menores. Temos o Humberto Amaducci para o governo, o Zeca está inelegível, mas quer sair para o Senado, e o Vander com os demais deputados que vão tentar reeleição”, detalhou ressaltando o plano B do partido para o Senado. “Eu sou uma das opções do partido para o Senado, no caso de precisarmos de um plano B”, completou.

Para as vagas na Assembleia Legislativa, o deputado comentou que o partido tenta regionalizar uma chapa. “Queremos colocar candidatos de várias regiões. Candidatos de Ponta Porã e outros pontos do Estado”, disse.

Cabo Almi rebateu ainda a afirmação do presidente regional do PDT, João Leite Schimidt, sobre não desistir do PT para uma coligação nas eleições para governador, em que Odilon de Oliveira tenta a vaga. “Não vejo uma coligação com o PDT. Temos os nossos candidatos, nada contra candidato do PDT”.

FUTURO
Ainda confome o deputado estadual, o PT já está pensando nas eleições de 2020 e 2022, quando a reforma política diz que as coligações partidárias devem acabar e as chapas devem ser puras.

“Estamos tentando fazer mais prefeitos e vereadores. O partido está se preparando e fortalecendo para 2020 e 2022. Mesmo com todos os problemas, o PT se sobressai aos outros partidos. Mesmo em Mato Grosso do Sul, que é um estado agropecuário, ainda assim é o partido mais votado”, concluiu.

Câmara aprova decreto de intervenção no Rio; senadores votam medida nesta terça

Agência Brasil                    Foto:Divulgação


A Câmara dos Deputados aprovou, por 340 votos a 72, o decreto legislativo que autoriza a intervenção federal na área de segurança pública do estado do Rio de Janeiro. Após mais de seis horas de discussões e táticas de obstrução pelos contrários à medida, os deputados acataram o parecer da deputada Laura Carneiro (MDB-RJ) favorável à medida, anunciada pelo presidente Michel Temer na última sexta-feira (16).

Nesta terça-feira (20), o Senado deve realizar, às 18h, uma sessão extraordinária destinada a votar o decreto. Caso o texto que estipula a intervenção seja aprovado pela maioria simples dos senadores presentes, o Congresso Nacional poderá publicar o decreto legislativo referendando a decisão de Temer de intervir no Rio de Janeiro.

A sessão durou mais do que o comum para uma segunda-feira e adentrou a madrugada desta terça-feira, em um dia em que os parlamentares ainda estão, normalmente, retornando de seus estados. Ao longo das discussões, quatro requerimentos foram apreciados pelos deputados por meio de votação nominal, o que significa que eles tiveram que votar no painel eletrônico, e não de modo simbólico. Após orientações dos líderes, os três pedidos de adiamento da votação foram rejeitados pela maioria dos parlamentares. Já o requerimento para encerramento das discussões foi aprovado por 328 votos a 7, mesmo com a obstrução dos oposicionistas, que não deram quórum neste momento.

Ao abrir a sessão, por volta das 20h, o presidente da Câmara (DEM), Rodrigo Maia, que é deputado pelo Rio de Janeiro, fez um apelo aos colegas para que aprovassem a medida.

Durante as votações, deputados favoráveis e contrários à medida se revezaram na tribuna. Para o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), a votação precisava ser adiada para que o governo dissesse de onde viriam os recursos para que a intervenção entre efetivamente em ação. “É o momento importante para se fazer um balanço jamais feito das 29 operações de Garantia da Lei e da Ordem ocorridas no país desde 2010. Alguém tem um relatório da eficácia disso?”, questionou o parlamentar.

Já para o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), a intervenção federal é prevista constitucionalmente e cabe ao Congresso Nacional aprovar ou não a iniciativa do Poder Executivo. “Lamento que alguns partidos prefiram fazer o discurso hipócrita e de enganação ao povo do meu estado, que já não aguenta mais insegurança em todos os lugares. Nós precisamos urgentemente, no Rio de Janeiro, que a Constituição seja cumprida. Intervenção federal já. E hoje vocês decidem: andar com os bandidos do PCC, do Comando Vermelho e do Terceiro e por aí, ou [aprovarem o decreto]”, defendeu.

Corpo de Bombeiros retoma buscas por mulher que sumiu há uma semana

                                            Foto;Divulgação
Vítima discutiu com o marido, saiu de casa e não foi mais vista

O Corpo de Bombeiros de Fátima do Sul retoma na manhã desta terça-feira as buscas por Débora Dias dos Santos, de 32 anos, que desapareceu na região do Rio Dourados há uma semana. Ela foi vista pela última vez na terça-feira passada, depois de se desentender com o marido após festa. O caso é investigado pela Polícia Civil como desaparecimento.

Segundo o site MS News, após confraternização para comemorar o próprio aniversário, ela voltou para a casa com o marido, mas disse que queria sair novamente, já que era dia de carnaval. Ele se recusou, ambos discutiram e Débora saiu, não dando mais notícias deste então. Na área onde ela mora há lagos, além do rio, e pode ser que tenha se afogado.

Assaltante morre após trocar tiros com a polícia


                                        Foto;Porã News


Assaltante ainda não identificado morreu durante troca de tiros com a policia paraguaia na noite de segunda-feira (19/2) em Capitan Bado, na fronteira com o Brasil através de Mato Grosso do Sul. O fato, segundo o Porã News, ocorreu após ele roubar a mão armada uma caminhonete do lado brasileiro.

O fato ocorreu por volta das 21h, quando o homem abordou a vítima em Coronel Sapucaia e levou dele a Nissan Frontier.

Ainda de acordo com o site, na ação, o ladrão fugiu em direção ao Paraguai. Os policiais daquele país foram alertados e saíram em perseguição ao mesmo que terminou em uma troca de tiros.

Um dos policiais acabou ferido na ação e o rapaz morreu.

O rapaz morto tiros seria brasileiro e a sua identificação esta sendo realizado em trabalho conjunto entre a policia brasileira e a paraguaia. O corpo dele foi encaminhado ao IML da cidade de Capitan Bado para identificação.