sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Eventos em Campo Grande neste fim de semana








Ela é o Cara - Vera Fisher faz uma reflexão bem-humorada sobre os males modernos da humanidade. O espetáculo tem o ator Edson Fieschi no elenco. Na história, Gilberto Fonseca (Edson Fieschi) é um terapeuta de competência e caráter duvidosos. Após um incidente com um paciente famoso, ele se vê obrigado a administrar a repercussão negativa do caso, o assédio da imprensa e a fúria dos fãs do artista, que o culpam pelo ocorrido e estão ávidos por vingança. Surge então em seu consultório Vera Fischer, que insiste em ser atendida. Com um evidente transtorno de personalidade, a famosa atriz insiste em dizer que não é Vera Fischer. Diante da gravidade do quadro, Gilberto aceita atendê-la em troca de publicidade, na esperança de retomar sua carreira.

Dia: sábado (01) e domingo (02)
Horário: sábado 21h e domingo 19h
Local: Teatro Glauce Rocha Informações pelo telefone (67) 3326-0105. O preço é de R$ 120,00 (setor A), R$ 100,00 (setor B) e R$ 80,00 ou R$ 40,00 (setor C).

Stand Up Jonathan Nemer - Com mais de 118 milhões de visualizações no Youtube, Jonathan Nemer traz seu show de comédia a Campo Grande nesta sexta-feira. Quem levar 1 quilo de alimento não perecível ganha 50% de desconto na entrada.

Dia: sexta (30)
Horário: 20h
Local: Teatro Mace. Ingressos: www.bilheteriarapida.com

1º Festival De Teatro Em Espaços Não Convencionais – O grupo Casa organizou uma noite com diferentes atuações onde o corpo do artista é o palco.

Dia: sábado (1) e domingo (2)
Horário: entre as 18h até 22h
Local: Casa de Cultura Nildes Tristão Prieto. Rua Mar das Caraíbas, 08

A Casa do Luis

A Casa do Luis está atendendo de segunda a sábado,das 15h as 23h.
Comida confortável, também em opções vegan e s/gluter,Porções, Pasteis, coxinhas
 wraps, Sanduiches e pizzas.
Rua: Gonçalves Dias 383- Bairro Monte Libano


Fodassy – Na primeira edição da festa no Bar Vai ou Racha, o som será de 7/7, Gabrieli Bitencourt, Bibiana Vargas, Sara Rezende, Iago Drumond, Gabriel Zim e M-live. A entrada é 1 quilo de alimento não perecível.

Dia: sexta (30)
Horário: a partir das 21h
Local:Rua 14 de Julho, 4113, São Francisco.

Compras
Bazar de sexta na Orla – Nova edição do Bazar de Sexta na Orla terá mais de 10 brechós, além de artesanato, antiguidades e muita comida. Vai ter também um pula-pula para criançada se divertir.

Dia: sexta (30)
Horário: entre as 18h até 22h
Local: Orla Morena, participação gratuita

VII Feira De Garagem Um De Cada – Venda de roupas e acessórios femininos, com valores entre 5,00 e 20,00 reais. Participação limitada, apenas 60 vagas.

Dia: sábado (01)
Horário: entre as 14h e 16h
Local: Creche Pequeno Príncipe. Rua Santa Bárbara, 326, Jardim Vitrine. Informações pelos telefones: 99616-5450 / 99638-6681

Feira Vegan – Mais uma edição da feira vegan de produtos orgânicos. Tudo que será comercializado, salgados e doces, é de origem vegetal. No local existe um ginásio Pokémon.

Dia: sábado (01)
Horário: a partir das 18h
Local: Rui Barbosa esquina com a 26 de agosto


Memórias Poéticas da Alma Regional – 15 telas inéditas de Patrícia Helney retratam a alma cultural do Estado e expõem o olhar pessoal sobre a imagem das festividades e do cotidiano que marcam a memória cultural de Mato Grosso do Sul, por meio de pintura em acrílica sobre tela.

Dia: sexta (30) e sábado (01).
Horário: 08h00 até às 20h00.
Local: Sesc Morada dos Baís
Entrada gratuita

Moedas – Alexandre Frangioni reflete em sua mostra as possíveis relações entre valores históricos e atuais. Ao produzir as obras com o dinheiro antigo e sem validade, estes objetos passam a valer, então, pelo que não o são, pela intensidade da negação de que são capazes.

Dia: sexta (30), sábado (01) e Domingo (02)
Horário: sexta: das 7h30 às 17h30 e sábado e domingo entre 14h às 18h
Local: Rua Antônio Maria Coelho, nº 6000, no Parque das Nações Indígenas
Entrada Gratuita

Dentro da Mata – Em obras produzidas em óleo sobre tela, Miguel Penha conduz em dignidade, beleza e poesia o observador a adentrar ao espírito da floresta.

Dia: sexta (30), sábado (01) e Domingo (02)
Horário: sexta: das 7h30 às 17h30 e sábado e domingo entre 14h às 18h
Local: Rua Antônio Maria Coelho, nº 6000, no Parque das Nações Indígenas
Entrada Gratuita

Variáveis de Bancos de Jardim – Diante de um mundo feito por imagens digitais, a artista apresenta em sua mostra imagens de rara beleza que extraem das técnicas tradicionais a poética que busca no cotidiano objetos banais como temas a serem retratados.

Dia: sexta (30), sábado (01) e Domingo (02)
Horário: sexta: das 7h30 às 17h30 e sábado e domingo entre 14h às 18h
Local: Rua Antônio Maria Coelho, nº 6000, no Parque das Nações Indígenas
Entrada Gratuita

Bares e Casas Noturnas
Bar Fly – Nesse sábado no Bar Fly tem o Tequila Rock. Vai rolar cover do Charlie Brown Jr com a banda Covil Suburbano e cover do Legião Urbana com a banda Plebheus. Durante a noite vai rolar tequila em dobro e flashs de tequila grátis.

Dia: sábado (01)
Horário: A partir das 23h
Local: Rua Pajuçara, 201
Entrada: R$ 10,00 até as 0h. Mais informações no Bar Fly.

Drama Bar – Hoje tem a festa Black trazendo o melhor da Black Music. O som fica por conta Fred Pereira e Sara Maria. No sábado, tem a Factory edição Milk, em razão da eleição do domingo a festa irá acabar mais cedo. O som fica por conta de Givago Oliveira e João Paulo Bernal.

Dia: sexta (30) e sábado (01)
Horário: A partir das 20h
Local: Avenida Estados, 21
Entrada Free até 21h, após R$5.00 até 01:30hs

Blues Bar – Hoje tem o som fica por conta do Rock'n Roll das bandas Muchileiros e Cover Up. Amanhã rola um cover da banda The Doors com a Back Doors.

Dia: sexta (30) e sábado (01)
Horário: A partir das 21h
Local: Rua 15 de Novembro, 2098

Jack Music Pub – Hoje a noite fica marcada pelo retorno da banda Rivers no Jack Music Pub, que irá tocar acompanhada da banda Plebheus tocando os sucessos dos anos 80 e 90! Amanhã, tem cover da banda U2 com Feedback e Foogha.

Dia: sexta (30) e sábado (01)
Horário: A partir das 21h
Local: Rua 15 de Novembro, 2098
Mulheres: R$ 15 Homens: R$ 20


Barbaquá Botequim – Hoje em comemoração a chegada da primavera vai rolar o som com os grupos Pagode Aê, Junto & Misturado e Chokito Sambista. Amanhã tem o 30 anos de Bailão, o Barbaqua vai relembrar a época do baile Sul-Matogrossense ASSUFMS, Tatersal de Elite, Capital, Libanês, União e Estoril. O som fica por conta do Grupo Zingaro, Iko Cordeiro e Capim, João e Fernando ( Alma Serrana ), Gérson Douglas ( Tradição ), André Santin, Grupo Trembão e Uirapuru.

Dia: sexta (30) e sábado (01)
Horário: A partir das 22h
Local: Rua Rio Grande do Sul, 382
Informações: 99219-0808 e 99141-1111

Motorcycles Pub – Hoje a noite é tradicional em defesa do consumidor cervejeiro, com a participação de Moscas de Bar. Todas as mulheres ganham um drink na faixa. Mais informações na página do facebbok.

Dia: sexta (30)
Horário: 21h
Local: Avenida Noroeste, 6171

SIS Lounge Bar – Hoje tem a Black Friday com uma promoção para quem curte free shots de bebidas, vai funcionar assim: toda vez que toca Madonna rola open de Vodka Smirnoff, toda vez que tocar Shakira vai rolar open de Catuaba. O som fica por conta de Deko Hilton, Jéssica Winehouse e Math Spears. No sábado rola a Black Pop Party, como domingo tem eleições a noite vai funcionar assim: Open de Smirnoff das 23h00 a 0h00; Chuva de Balões Encantados Cheios de Shots e Doubles; Double Caipirinha da 0h00 à 1h00; Double Tequila dose da 1h00 às 2h00; Double de Catuaba das 2h00 às 2h59 e a partir das 3h Open refrigerante. O som fica por conta de Raphis, Aguilera e Deko Giordan.

Dia: sexta (30) e sábado (01)
Horário: a partir das 23h30
Local: Sis Lounge, Rua Dr. Zerbini 53
Ingressos: sexta e sábado das 23:59 a 1:00 - com lista*: R$15 ; sem lista: R$20

Non Stop Club – Na sexta tem a festa We Love Pop, o som fica por conta de Froilan Port e Rodrigo Gel. No sábado tem a festa Abusada com performance das campeãs do Miss Ms Gay, Transex e Plus Size 2016. O som fica por conta de Froilan Port e Rodrigo Gel.

Dia: sexta (30) e sábado (01)
Horário: 23h30
Local: Rua Pimenta Bueno, 127
Entrada: entrada gratuita enviando nomes para a listanonstop@hotmail.com até as 21h ;


Ladob

MS terá Força Nacional na Eleição








MS está entre as unidades federativas que receberão reforço militar para as Eleições 2016, que serão realizadas no próximo domingo (2).

Em todo o país, as Forças Armadas vão enviar 25 mil homens no primeiro turno com o objetivo de garantir a segurança na votação e apuração.


Não há informações de quantos agentes devem vir ao Estado. Sabe-se que para a região Centro-Oeste, serão deslocados 2,3 mil militares.

Também terão reforço Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins.

A operação pode se repetir no segundo turno, caso haja nova solicitação e o custo estimado dela gira em torno de R$ 23 milhões, que serão pagos pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O apoio logístico em 102 localidades de difícil acesso deve ajudar no transporte de material e pessoal, o que inclui as urnas eletrônicas e os funcionários dos tribunais eleitorais. Em outras 306 localidades, o objetivo dos militares será garantir a segurança e a tranquilidade na votação e apuração.

Ao todo, 1.243 viaturas, quatro veículos blindados, 89 embarcações e 26 aeronaves das três forças serão usadas.

A atuação das Forças Armadas nas eleições foi autorizada por um decreto do presidente Michel Temer publicado em 23 de agosto. O reforço foi confirmado pelo ministro da defesa, Raul Jungmann, em reunião com o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes.

MS é o quarto estado do país em criação de gado, segundo IBGE



Jornal Correio do Estado          Foto:Divulgação

Mato Grosso do Sul é o quarto estado do país em rebanho bovino, segundo dados divulgados ontem(29) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A criação de gado no Estado representa 9,9% do total nacional. As informações são da Agência Brasil.

Mato Grosso é o estado com a maior criação de gado, com 13,6% do total nacional. Entre os cinco primeiros colocados, Goiás aparece em terceiro com 10,2%.

BRASIL

No país, a população de gado bovino em fazendas cresceu e atingiu o recorde de 215,2 milhões de animais em 2015, com um aumento de 1,3% sobre 2014.

O crescimento de 2015 foi o maior desde 2011 e representa uma aceleração após a queda causada pela seca de 2012 e a variação próxima de zero registrada em 2013 e 2014.

Os dados fazem parte da Pesquisa da Pecuária Municipal de 2015. Ela constatou que, nos últimos anos, o Sul e o Sudeste do país têm registrado estagnação da bovinocultura de corte, enquanto a produção de bovinos tem se deslocado para o Norte.

A atração é explicada em parte pelo instituto por meio dos baixos preços das terras, disponibilidade hídrica, clima favorável, incentivos governamentais e abertura de grandes plantas frigoríficas.

Cassems inaugura hospital em Campo Grande



                                       Foto:Divulgação




A Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) inaugura, na próxima quinta-feira (06), às 18h30min, a sua Unidade Hospitalar em Campo Grande.

O hospital da Cassems na Capital fica nos altos da Avenida Mato Grosso.

A unidade já está equipada com estrutura e as alas entrarão em funcionamento de forma gradativa e estratégica.

Em 14 mil m², o Hospital Cassems de Campo Grande vai oferecer 10 salas cirúrgicas 111 leitos de internação, Pronto Atendimento, Centro de Quimioterapia, UTIs Adulto e Neonatal e Centro de Diagnóstico, sendo capaz de atender cerca de mil pacientes por dia.

SERVIÇO

A Unidade Hospitalar inicia o atendimento no dia 10 de outubro nas seguintes áreas: Pronto Atendimento Adulto 24 horas, Centro de Diagnóstico, Centro Cirúrgico e de Oncologia, Internações Clínicas e Cirúrgicas, e a UTI Adulto.

No dia 17 de outubro o Hospital inicia o atendimento do Pronto Atendimento Infantil 24 horas e, no primeiro semestre de 2017, o Hospital estará funcionando na sua totalidade com a abertura do atendimento da UTI Neonatal e da Maternidade.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

ESTREIA-Drama peruano “A Passageira” remexe em fantasmas da história do país


Raro exemplar do cinema peruano a estrear no Brasil, o drama político “A Passageira”, de Salvador del Solar, remexe em fantasmas mal-sepultados da história recente daquele país.

O protagonista é Magallanes (o ator mexicano Damián Alcázar), ex-soldado e participante da guerra suja, atuando, décadas atrás, no interior, em Ayacucho – onde militares combatiam a ferro e fogo a guerrilha do Sendero Luminoso, vitimando inúmeros camponeses inocentes no fogo cruzado por suposta colaboração com os guerrilheiros.

Até hoje, este homem vive em função daquele passado obscuro, servindo como motorista de um antigo superior, o coronel (o ator argentino Federico Luppi) – que hoje está velho, debilitado e doente, com mal de Alzheimer e dependendo de uma cadeira de rodas.

Parte do dia, Magallanes usa o velho carro de um amigo e ex-colega de tropa como táxi. E aí recebe uma passageira (Magaly Solier) de quem ele procura esconder o rosto e que ele conhece muito bem.

Há uma sombria história de violência sexual envolvendo esta moça, Celina, quando ainda era uma menina, menor de idade, o coronel e Magallanes. E um dos acertos da direção é compartilhar a conta-gotas com o espectador o que realmente aconteceu e as razões por trás das atitudes cada vez mais impulsivas de Magallanes.

Outro acerto é o comando desta abordagem intimista para a revelação de bastidores obscuros da política peruana – que opera em chaves que qualquer latino-americano, brasileiro inclusive, é capaz de reconhecer com clareza.

Estas escolhas funcionam especialmente pelo bom ajuste do roteiro – também assinado por del Solar, premiado protagonista do filme “Pantaleão e as Visitadoras” (2000), baseado na obra de Vargas Llosa. Além disso, o desenvolvimento do personagem de Magallanes por Damián Alcázar é feito de maneira extremamente sutil e matizada, desdobrando suas diversas camadas, o que proporciona ao filme uma complexidade maior do que se supõe à primeira vista.

Pelo modo como é contada, a história expõe os crimes cometidos contra a moça – símbolo das populações civis e indígenas do interior peruano -, mas não deixa de contemplar a tragédia imposta aos seus perpetradores, como Magallanes, humanizando-o, sem absolvê-lo, nem aos seus cúmplices. Isto permite ao filme atingir uma riqueza dramática muito maior do que se se limitasse a uma evocação maniqueísta daqueles dias.

(Por Neusa Barbosa, do Cineweb)

ESTREIA–Inventivo, “Um Homem Só” brinca com a ideia do duplo

Seja na literatura ou no cinema, a ideia do duplo é capaz de causar fascinação e medo. Imaginar que uma pessoa igualzinha a você (ao menos fisicamente) pode tomar o seu lugar tem um quê de libertador mas também de opressor. “Um Homem Só”, estreia na direção de longas da roteirista e ilustradora Claudia Jouvin, ilustra bem essa ideia na forma de uma comédia romântica melancólica.

Arnaldo (Vladimir Brichta) leva uma vidinha medíocre, com a qual nunca sonhou, ao lado de sua mulher Aline (Ingrid Guimarães, numa espécie de versão séria e mais irritada de sua personagem de “Um Namorado para Minha Mulher”), pintora de nus masculinos estranhos e obcecada por engravidar.

No trabalho, ele também não é feliz. Preso a funções burocráticas, ao lado de gente chata, seu único amigo é Mascarenhas (Otávio Muller, premiado em Gramado-2014), outro sujeito infeliz com sua vida.

Parece que nesse universo, criado pela diretora que também assina o roteiro, ninguém é muito feliz. Mas o filme se ilumina quando Josie (Mariana Ximenes) entra em cena. Órfã de mãe, ela trabalha no cemitério de animais ao lado da companheira de sua mãe, Leia (Eliane Giardini). Nenhuma das duas, aliás, ainda consegue lidar com essa perda até hoje.

Por acaso, Arnaldo descobre uma clínica que duplica as pessoas, colocando os clones em seu lugar para que eles possam viver uma vida mais alegre, sem precisar trabalhar, longe dos problemas do presente.

Enfim, ele procura o lugar, mas nem tudo sai como previsto. Revelar mais do que isso é tirar o prazer da descoberta das reviravoltas que “Um Homem Só” é capaz de proporcionar.

Vale dizer, no entanto, que Claudia, que tem no currículo roteiros como o do filme “Gorila” e da série “A Diarista”, transita entre gêneros de forma sagaz. Vai de uma ficção científica leve ao melodrama de uma cena para outra, sem que isso se torne um empecilho na condução da narrativa.

Muito ajuda o fato de ter um elenco competente e bem dirigido – especialmente Mariana (premiada em Gramado-2014 por esse trabalho) e Brichta, criando dois personagens semelhantes mas repleto de nuances que os diferenciam.

Também premiada, a fotografia de Adrian Teijido, junto com a direção de arte Claudio Amaral Peixoto e Joana Mureb, transmite uma sensação onírica, algo de fantasmagórico também, dependendo do ângulo pelo qual se olha, materializando assim as duas maiores sensações de Arnaldo em sua “dupla” jornada.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

ESTREIA–“O Lar das Crianças Peculiares” parece reciclagem de “X-Men” e “Harry Potter”


Talvez o diretor Tim Burton quisesse, em sua carreira, ter feito um filme da série “X-Men”. Ele também pode ter pensado em fazer um “Harry Potter”. Nenhum projeto aconteceu, mas o cineasta encontrou uma maneira de juntar os dois em seu “O Lar das Crianças Peculiares”, adaptação do romance homônimo de Ransom Riggs.

O cineasta sempre teve um olhar carinhoso para outsiders, especialmente quando sua condição de excluídos se manifesta fisicamente, mas aqui, um punhado deles não dá conta do roteiro confuso e da direção pouco inspirada.

O romance, que conta a história de um orfanato onde se abrigam crianças com dons especiais, poderia ser o material perfeito para Burton e seus voos de imaginação, com direção de arte e fotografia que costumam ser caprichadas.

Aqui, porém, nada funciona muito bem, com seus personagens mal-resolvidos e trama vacilante. Jake (Asa Butterfield, de “A Invenção de Hugo Cabret”) é um garoto solitário cujo único amigo é seu avô, Abe (Terence Stamp). Com a morte deste, o protagonista viaja com seu pai (Chris O’Dowd), para um pequeno vilarejo na costa do País de Gales.

Por conta de uma série de peculiaridades, ele, finalmente, encontra a casa da Sra. Peregrine (Eva Green), onde estão as crianças do título do filme. Cada um tem seu dom – que, explica ela, é genético, localizado num gene recessivo que pode pular gerações até se manifestar – como voar, ser invisível, soltar abelhas pela boca ou ter uma força descomunal. Mas Jake, aparentemente, não tem nenhum dom.

Só essa premissa já seria um bom pretexto para Burton – trabalhando com um roteiro assinado por Jane Goldman (roteirista de “Kickass” e dois filmes da série “X-Men) – deixar livre sua imaginação e sua queda por bizarrices.

Mas, curiosamente, pouco funciona aqui. A partir do momento que o filme constrói o seu mundo – quando Jake descobre o lar, preso numa fenda no tempo em um dia em 1943, antes de ser bombardeado por nazistas – o longa se torna um tanto enfadonho.

Atropela-se a narrativa, também, ao trazer também uma trama envolvendo o personagem vilão de Samuel L. Jackson, que surge do nada, mas cuja história ajuda o filme a atingir a marca de 129 minutos.

Dos X-Men vêm os dons de cada personagem – que serão fundamentais na hora de lutar contra o vilão e salvar todo o mundo – e do Harry Potter o lado lúdico, um quê de literatura infanto-juvenil e vilania ligada à mágica.

O resultado parece, realmente, a junção de dois filmes não muito bem resolvidos, e sem muita graça.

Burton, que há muito não realiza um grande filme, terá chance de se reconciliar com seu passado em breve, com a anunciada sequência de “Os Fantasmas se Divertem”. Ou não.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

ESTREIA–Zach Galifianakis é a razão para se ver a comédia “Gênios do Crime”


Aparentemente, já vimos a trama de “Gênios do Crime” milhares vezes: um roubo de milhões organizado e executado por gente tapada, que resulta numa série de trapalhadas. Mas há algo nesse filme que o transforma em algo melhor do que o infeliz trailer que é exibido em salas brasileiras desde o ano passado.

Dirigido por Jared Hess (da série “O Último Cara da Terra”), o longa aposta em sua dupla de protagonistas, Zach Galifianakis e Kristen Wiig.

David Ghantt (Galifianakis) é um sujeito bonachão, mas também bobalhão, que trabalha numa empresa responsável por transportar e guardar dinheiro para bancos. É uma época de ingenuidade ou pouca segurança, a ponto de fortunas passarem a noite em galpões mal guardados, mas, enfim, os anos de 1990 eram loucos mesmo.

Apaixonado por uma ex-colega de trabalho, Kelly (Kristen), ele é capaz de tudo, até ser induzido a roubar uma fortuna, que se tornou o maior roubo de dinheiro dos Estados Unidos.

O plano é simples, mas o protagonista é capaz de algumas trapalhadas, embora, no fim, o roubo dê certo, mas ele não seja tão favorecido quanto imaginava. Steve (Owen Wilson), a mente por trás do crime, despacha David para o México, com a promessa de que Kelly logo irá se encontrar com ele – mas, claro, ela não irá.

Baseado numa história real, o filme é uma comédia de erros que ganha com o timing afiado do elenco – especialmente de Galifianakis, que, em muitos filmes é apenas irritante, mas aqui está ótimo, e de Kate McKinnon, como sua noiva, digamos, excêntrica.

Há exageros desnecessários que não são nem engraçados, mas, no cômputo final, “Gênios do Crime” faz rir.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

ESTREIA–“O Bebê de Bridget Jones” resgata personagem e atriz em divertida comédia romântica


Bridget Jones está de volta, depois de 12 anos de ausência, para novamente dividir-se entre dilemas amorosos, no terceiro longa sobre a famosa personagem inglesa criada por Helen Fielding. Só que agora as suas dúvidas se estendem também à paternidade da criança da qual está grávida e que dá título ao filme de Sharon Maguire: “O Bebê de Bridget Jones”.

O público não deve esperar reencontrá-la como a viu da última vez, feliz por, finalmente, se tornar noiva de Mark Darcy no final de “Bridget Jones: No Limite da Razão” (2004), e sim como a conheceu na telona: na pele de Renée Zellweger, de pijamas em um pequeno apartamento, se lamuriando ao som de “All By Myself”.

Nem por isso se precisa temer uma simples repetição de “O Diário de Bridget Jones” (2001), pois há novidades na trajetória da jornalista, agora com 43 anos.

O advogado especializado em Direito Internacional, Mark Darcy (Colin Firth), volta a sua vida, após cinco anos do fim da relação deles. Mas o playboy Daniel Clever (Hugh Grant) não está mais presente e a justificativa para isso rende uma sequência engraçada e funcional para a narrativa.

No seu lugar na disputa pelo coração da protagonista entra o empresário Jack Qwant (Patrick Dempsey), que ela encontra em um festival de música, ao estilo Glastonbury – com direito à participação do cantor Ed Sheeran, que ela desconhecia. Bastam uma noite com o desconhecido norte-americano e uma recaída com o ex inglês para Bridget engravidar, sem saber quem é o pai do bebê.

O roteiro da própria autora Helen Fielding – pela primeira vez sem adaptar uma trama diretamente de um de seus livros –, que contou desta vez com a colaboração de Dan Mazer e Emma Thompson (também atuando como uma espirituosa obstetra), mantém um ótimo ritmo cômico aliado à história romântica. Se boa parte das piadas funciona, ressente-se da repetição das “gags” relativas às clientes de Darcy, que são mais cansativas do que ofensivas.

Gemma Jones e Jim Broadbent, velhos conhecidos do elenco, voltam encarnando os pais dela, sendo mais aproveitados do que o trio de amigos que aparece pontualmente. Quem os substitui muito bem na função é Sarah Solemani, como Miranda, a apresentadora do jornal que Jones produz e cuja amizade com ela transparece nos diálogos rápidos.

Se para Dempsey a falta de desenvolvimento do personagem não o ajuda para que o eterno doutor "McDreamy" de “Grey's Anatomy” (2005-) tenha o mesmo apelo que já demonstrou em tantas comédias românticas, Firth tem a seu favor o conhecimento prévio de Mark, além de seu talento, para manter o charme e o temperamento de seu Mr. Darcy – inspirado no personagem original de “Orgulho e Preconceito”, que o ator já viveu em uma série de 1995.

Zellweger pode ter perdido a expressividade facial tão evidente na Bridget de antes, mas continua com o timing apurado e conectado à maturidade que sua personagem atingiu neste momento. Isso é visível também na direção de Sharon Maguire, que volta à função após estar à frente do primeiro capítulo da trilogia e não ser responsável pela sequência bem inferior: a necessidade de mostrá-la como uma pessoa atrapalhada ultrapassava limites ao representá-la como burra e pouco profissional, o que é sensivelmente reduzido neste terceiro longa.

Ainda que tenha faltado ousadia na escolha de um dos três finais filmados, a produção tem como principal mérito recuperar o espírito da personagem para os fãs, que deverão ficar até o fim dos créditos para ver uma foto especial, e o talento de Renée, relegado nos últimos anos.

(Por Nayara Reynaud, do Cineweb)

Greve dos bancários continua após reunião com Fenaban terminar sem acordo

Agência Brasil

Terminou sem acordo a reunião entre a Fenabran (Federação Nacional dos Bancos) e o Comando Nacional dos Bancários ontem (28), em São Paulo, informou o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. Com o fracasso da negociação, a greve dos bancários continua. Essa é décima rodada de negociação, que começou com a entrega da pauta de reivindicações dos trabalhadores no dia 9.

O Comando Nacional rejeitou a proposta dos bancos e convocou assembleia para segunda-feira (3), às 17h, na quadra dos bancários. Mesmo assim, o Comando diz que vai se manter de plantão em São Paulo caso a Fenaban queira fazer uma nova proposta.

Na reunião  (27), os bancos fizeram uma proposta de novo modelo de acordo para a categoria, com validade de dois anos, em vez de um, como ocorreu nos últimos anos. Hoje, a Fenaban manteve o reajuste em 7%, com abono de R$ 3,5 mil e, para o ano que vem, propôs 0,5% de aumento real, o que representaria perda real, nesses dois anos, de 1,9%, de acordo com informações do sindicato dos bancários.

“A Fenaban perdeu a oportunidade de resolver a greve. Em sintonia com a política do governo, banqueiros querem reduzir o custo do trabalho no acordo com os bancários. A greve continua e estamos à disposição para nova negociação com a Fenaban”, disse Juvandia Moreira, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região e uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários.

Reivindicações

Os trabalhadores reivindicam reajuste de 14,78%, sendo 5% de aumento real, considerando inflação de 9,31%; participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários acrescidos de R$ 8.317,90; piso no valor do salário-mínimo do Dieese (R$ 3.940,24), e vales alimentação, refeição, e auxílio-creche no valor do salário-mínimo nacional (R$ 880). Também é pedido décimo-quarto salário, fim das metas abusivas e do assédio moral.

Atualmente, os bancários recebem um piso de R$ 1.976,10 (R$ 2.669,45 no caso dos funcionários que trabalham no caixa ou tesouraria). A regra básica da participação nos lucros e resultados é 90% do salário acrescido de R$ 2.021,79 e parcela adicional de 2,2% do lucro líquido dividido linearmente entre os trabalhadores, podendo chegar a até R$ 4. 043,58. O auxílio-refeição é de R$ 29,64 por dia.

Um balanço feito pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região mostra que 838 locais de trabalho, sendo oito centros administrativos e 828 agências fecharam nesta quarta-feira (28), na base do sindicato, com mais de 29 mil trabalhadores aderindo à greve.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Erasmo Carlos vai doar cachê de show em Campo Grande



O cantor e compositor Erasmo Carlos, um dos protagonistas da Jovem Guarda e do rock brasileiro, anunciou a doação do cachê de show que fará em Campo Grande no dia 6 de outubro para a campanha deste ano, realizada pelo Instituto de Diagnóstico e Prevenção Antônio Morais dos Santos, mantenedor da unidade do Hospital de Câncer de Barretos na Capital, em parceria com a Associação Gestos de Amor.

Erasmo Carlos, o Tremendão, é um roqueiro ativo há 50 anos. Mesmo consagrado, com meio século de carreira, continua incansável, realizando shows pelo Brasil inteiro. Recentemente lançou Gigante Gentil, álbum de músicas inéditas com a maioria das composições de sua autoria.

Erasmo Carlos e banda se apresentarão dia 6 de outubro no Diamond Hall. O show começa às 20h. Os promotores do evento esperam reunir um público de 1.200 pessoas. Será um “Buffet show com mesas de oito lugares. Será montada uma estrutura de 2 toneladas de aparelhagem de som e equipamentos de iluminação.

Os ingressos estão disponíveis nas lojas “1/4 Colchões” (Avenida Afonso Pena nº 3.835); Anitta Calçados (Avenida Mato Grosso quase esquina com Ceará); e MR Cat (Shopping Campo Grande). Mais informações pelo telefone (67) 3211 4213 ou no site www.diamondhall.com.br

Preços de mesas compartilhadas:

Setor “A” inteira individual R$ 400 + 1 kg de alimento não perecível. Setor “ B” inteira individual R$ 350 mais 1 kg de alimento. Setor “C” inteira individual R$ 300 mais 1 kg de alimento.

Mesas com 8 lugares: Todos setores – Open Bar e Open Food. Os ingressos serão vendidos no cartão em até 3 vezes. Os alimentos arrecadados serão doados após a hospitais e famílias pobres triadas por entidades assistenciais.

O movimento Outubro Rosa surgiu em 1990, na primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Desde então a iniciativa vem se multiplicando em todo o mundo.

'KerbFest' aontece em Campo Grande em outubro







O CTG (Centro de Tradições Gaúchas) Farroupilha, realiza nos dias 7, 8 e 9 de outubro a festa "KerbFest", que agora apresenta outra cultura muito influente no Sul, oriunda das colônias alemãs que existem por lá.

serão cerca de 25 tipos de pratos da Alemanha, como o joelho de porco defumado e assado, a "frikadelle", segundo informações do CTG uma almôndega de carne suína e bovina com temperos especiais, o repolho fermentado bem típico, salsichas alemãs de carne de vitelo e carne suína defumada, entre outros sabores.

Nos dias 7 e 8 a festa será à noite, e no domingo recebe os campo-grandenses para almoço a partir das 11h.

O CTG Farroupilha se localiza no prolongamento da Avenida Ernesto Geisel, após o viaduto da Mascarenhas de Moraes.

O ingresso individual para as noites de sexta-feira e sábado custa R$ 30, já incluso uma caneca de porcelana.

No domingo o almoço custa R$ 60 (também incluindo a caneca). Comprando convite para os três dias, o valor sai mais em conta, ficando em R$ 50 pela sexta-feira e sábado e R$ 100 pelos três dias de festa. Informações pelos telefones: (67( 3321-0088, 98215-1530, 99125-6868 e 99170-3535.

For Today fará show único no Brasil em Outubro


A banda de metal cristão For Today chega a São Paulo para show único no Brasil, que faz parte da rápida turnê sulamericana que o grupo irá fazer, passando também pela Argentina, Colômbia e Chile antes de embarcar para a Europa e depois voltar para os Estados Unidos, local onde está sendo realizado a maioria dos shows daFarewell Tour.
Com seu último disco, Fight The Silence lançado em 2014, os fãs podem esperar um mix de músicas que passeiam pela curta, porém prolifera carreira da banda, contando com 5 discos no currículo e pouco mais de 10 anos de vida, o For Todayvem despontando como um dos grandes nomes do metal pesado cristão.O show em São Paulo ainda não conta com banda de abertura confirmada, mas deve ser confirmado logo mais.
Se você ainda não garantiu seu ingresso, corre para fazer parte dessa história!
Data: 16/10/2016 (domingo)
Local: Clash Club – Rua Barra Funda, 969, Barra Funda, São Paulo.
Censura: 16 anos
Ingressos:
2º Lote – Pista – Meia-entrada – R$ 120,00
2º Lote – Pista – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível) – R$ 120,00
2º Lote – Pista – Inteira – R$ 240,00
Camarote – Meia-entrada – R$ 200,00
Camarote – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível) – R$ 200,00
Camarote – Inteira – R$ 400,00
Para comprar ingressos on-line clique aqui!
Para ver os pontos de venda clique aqui!
Acompanhe o evento no facebook clicando aqui!

Sabaton fará 6 shows no Brasil em Outubro




RockdeVerdade

Os suecos do Sabaton, famosos por suas letras e músicas voltadas para a história militar, invade a América Latina em Outubro com uma série de 6 shows apenas no Brasil: Belo Horizonte, São PauloRio de Janeiro, LimeiraPorto Alegre eCuritiba. Com seu power metal ao melhor estilo europeu, vem desde 1999 se consagrando e ocupando cada vez mais espaço nos festivais pelo mundo.
A banda está em uma extensiva turnê para divulgar seu último disco, “The Last Stand“, lançado esse ano e promete arrastar sua legião de fãs pelo Brasil. O show dos suecos é mais uma realização da Liberation Music, responsável por grandes shows ao longo desse ano.
Showzão de metal imperdível para os mais fervorosos se deliciarem com som e qualidade finesse.
Data: 29/10/2016 (sábado)
Local: Via Marquês – Av. Marquês de São Vicente, 1589, Barra Funda, São Paulo
Censura: 16 anos
Horário: 18:00
Ingressos:
2° Lote – Pista – Meia-entrada – R$ 130,00
2° Lote – Pista – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível) – R$ 130,00
2° Lote – Pista – Inteira – R$ 260,00
Camarote – Meia-entrada – R$ 250,00
Camarote – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível) – R$ 250,00
Camarote – Inteira – R$ 500,00

Para comprar ingressos on-line clique aqui!
Para ver os pontos de venda clique aqui!
Acompanhe o evento no facebook clicando aqui!

Ex-presidente de Israel e Nobel da Paz, morre aos 93 anos



G1              Foto: Government Press Office Israel/Creative - G1

Morreu na noite de ontem, aos 93 anos, o ex-presidente e ex-primeiro-ministro israelense Shimon Peres. Ele havia sido internado no dia 13, após sofrer um AVC (acidente vascular cerebral). Peres foi um dos ganhadores do Nobel de 1994 pelos chamados Acordos de Paz de Oslo, concluídos com Yitzhak Rabin e Yasser Arafat.

O líder israelense estava sedado e sob respiração assistida na unidade de tratamento intensivo do hospital Tel-Hashomer de Ramat Gan, na região de Tel Aviv, onde morreu.

Conhecido por defender um Oriente Médio no qual Israel possa conviver em paz com os vizinhos árabes e palestinos, e firme apoiador de uma cooperação econômica para chegar a tal fim, ocupou as pastas ministeriais mais importantes do governo israelense.

Peres também é reconhecido por ter sido o principal defensor do programa nuclear israelense e de sua indústria aeronáutica, um dos principais fatores para vencer os países árabes em pelo menos cinco guerras.

Chegada a Israel

Nascido em Vichnev, cidade que na época pertencia à Polônia e agora faz parte do território da Belarus, em 1923, Peres tinha 11 anos quando se mudou para o que então era a Palestina sob Mandato Britânico, onde se radicavam milhares de judeus com a intenção de estabelecer um Estado.

Peres viveu alguns anos em um kibutz próximo ao lago Tiberíades, onde fez o bacharelado, antes de aderir às juventudes operárias socialistas.

Na década de 1950 se tornou o "pupilo" do criador do Estado Judeu em 1948, Davi Ben Gurion, para se lançar na política ativa em 1959, quando foi eleito pela primeira vez deputado no Parlamento, cargo renovado sucessivamente.

Aos 29 anos, quatro depois de seu encontro com David Ben Gurion, foi nomeado diretor-geral do ministério da Defesa, responsável pelas poderosas fábricas de armas e indústrias aeronáuticas israelenses.

No Partido Trabalhista, do qual foi dirigente histórico durante anos, conseguiu apenas alternar a liderança do governo após o pleito de 1984, quando ocorreu um virtual empate com o conservador Likud, de Yitzhak Shamir. Peres assumiu o posto de primeiro-ministro, no qual ficou até 1986.

Após ser ministro do exterior no governo do trabalhista Yitzhak Rabin, assassinado em 1995, Peres exerceu novamente a função de primeiro-ministro de forma interina. Rabin e Peres foram os artífices da histórica declaração de princípios para negociar a paz, assinada por Israel com os palestinos em 1993. Um ano mais tarde, os dois e o líder palestino Yasser Arafat receberam o Prêmio Nobel da Paz.

Apesar de, durante o processo de Oslo (1993-2000), Peres ter sido visto como uma "pomba" da política israelense, após a explosão da última intifada ele se aliou com o carismático líder da direita Ariel Sharon - um "falcão". Sua reputação internacional como pacifista, no entanto, foi pouco afetada.

Entre 2007 e 2014 assumiu a presidência israelense, instituição representativa sem poder executivo, mas com responsabilidade para fazer articulações entre os três poderes do Estado e o povo.

Peres soube usar seus sete anos de mandato para promover uma mensagem a favor da paz, e em várias ocasiões rompeu sua neutralidade institucional a ponto de ser visto como o único opositor do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Peres expressou a todo momento sua opinião em questões sensíveis como o processo de paz com os palestinos, as relações estratégicas com seu aliado americano ou o programa nuclear iraniano.

No dia 13, quando se sentiu mal, Peres trabalhava como de costume. Ele gravou um vídeo estimulando as pessoas a consumirem produtos israelenses. A Rádio do Exército divulgou que ele chegou ao hospital consciente, mas reclamando de dor. Então se decidiu sedá-lo para proteger seu cérebro.

36 Crazyfists se apresentam no Brasil pela primeira vez


A banda de new metal norte americana formada no estado do Alasca, 36 Crazyfistschega ao Brasil para sua primeira e única apresentação em mais de 20 anos de carreira. Apesar de não receberem grande atenção da mídia por aqui, o grupo americano possui uma sólida carreira internacional, tendo participação garantida em praticamente todos os grandes festivais americanos e europeus, graças ao seu som único e moderno.
Formado em 1994, a banda vem excursionando no último ano em divulgação de seu último disco, “Time And Trauma“, mas obviamente irá preparar um set list especial, tocando os clássicos de sua carreira que conta com 7 discos lançados. A noite ainda contará com a participação de mais duas bandas: o grupo de rock alternativo Choldra, da grande São Paulo e que estará divulgando o novo clipe, e o projeto Abstrato ZK + Lado B, mostrando seu som experimental que mescla hip hop, reggae e eletrônico.
Vale ressaltar que o evento está sendo organizado pela HonorSounds, responsável pela vinda do Suicidal Tendencies esse ano e que já tem data agendada para oSum 41 no final do ano. Esses caras sabem o que fazem!
Data: 02/10/2016 (domingo)
Local: Clash Club – Rua Barra Funda, 969, Barra Funda, São Paulo.
Censura: 16 anos
Ingressos:
Pista – Meia – Lote 1 – R$90,00
Pista – Promo – Lote 1 – R$110,00
Pista – Inteira – Lote 1 – R$180,00
Camarote – Meia – Lote 1 – R$150,00
Camarote – Promo – Lote 1 – R$150,00
Camarote – Inteira – Lote 1 – R$300,00
Para comprar ingressos on-line clique aqui!
Para ver pontos de venda clique aqui!
Para acompanhar o evento no facebook clique aqui!

Seca reduz estoques de café robusta do Brasil e provoca demissões







A indústria de café robusta do Brasil está demitindo pessoas que transportam, processam e que trabalham em armazéns, praticamente vazios por dois anos de seca que afetaram a produção, no pior problema climático em oito décadas, segundo operadores e executivos do setor.

Embora os preços nunca tenham estado tão altos, entre 427 e 434 reais por saca de conilon --a variedade de robusta produzida no Brasil--, produtores esperam outra safra fraca em 2017 à medida que arrancam pés arruinados pela seca.

Considerando os preços atuais, a safra 2016 de café robusta do Brasil está avaliada em 1,2 bilhão de dólares.

As exportações de robusta caíram 90 por cento ao longo dos últimos 12 meses em comparação com o ano anterior, disse a associação de exportadores Cecafe.

Apesar de uma forte recuperação na produção de arábica devido ao retorno das chuvas, a safra 2016 de robusta no Espírito Santo, principal Estado produtor, caiu 40 por cento para 5,95 milhões de sacas, ante seu pico em 2014.

"Armazéns e segmentos da indústria de café daqui estão colocando funcionários em licença e transferindo alguns para outras áreas", disse Luis Polese, presidente da associação de comércio de café Sindicafé. "Infelizmente, trabalhadores menos capacitados estão sendo demitidos". Ele não pôde dizer quantos funcionários foram dispensados.

O robusta costumava compor cerca de um quarto da safra de café do Brasil.

As exportações de café robusta do Brasil são quase insignificantes em comparação com as exportações de arábica. No entanto, após o declínio ao longo do último ano da safra de robusta do Vietnã, as exportações de robusta do Brasil se tornaram mais importante para a oferta global.

Concurso Público oferece 44 vagas com salários de até R$ 2,4 mil em Selvíria





Concurso Público com 44 oportunidades para os candidatos está com inscrições abertas até o próximo dia 16 de outubro, no município de Selvíria, 422 quilômetros de Campo Grande.
As remunerações variam entre R$ 823,44 a R$ 2.436,16, para desempenhar atividades em jornadas semanais de 20h a 40 horas, sendo que a validade deste concurso será de dois anos, contados da homologação dos resultados, prorrogável uma vez por igual período.
VAGAS
Assistente Social – 1 vaga
Fisioterapeuta – 1 vaga
Secretário Escolar – 1 vaga
Técnico de Enfermagem – 1 vaga
Professores nas áreas de Educação Infantil:
Pedagogo – 7 vagas
Professor Ensino Fundamental I:
Pedagogo – 15 vagas
Artes – 2 vagas
Ciências – 2 vagas
Educação Física – 4 vagas
Geografia – 1 vaga
História – 2 vagas
Inglês – 2 vagas
Língua Portuguesa – 2 vagas
Matemática – 2 vagas
SERVIÇO
Os interessados devem realizar as inscrições até o dia 16 de outubro de 2016 no site daConsesp, em “Concurso Selvíria/MS”. As taxas são de R$ 70,00 e R$ 100,00 e devem ser pagas através de boleto bancário.
Os candidatos serão analisados por meio de provas objetivas e dissertativas. As avaliações objetivas estão previstas para o dia 27 de novembro de 2016. Mais informações sobre o concurso podem ser acessadas no edital, publicada na Consesp.

Leticia Santiago sobre o marido: 'Meu marido me libertou dos tabus'


Foto: Anderson Barros / Paparazzo - Ego


Mineira de Diamantina, Letícia Santiago contou durante o ensaio que fez para o Paparazzo, que o marido, o deputado federal Miguel Côrrea Junior, acabou com todos os preconceitos que ela tinha no sexo. Ela lembra que por ter sido criada numa cidade do interior, se tornou uma mulher muito limitada. Casada há nove meses com Miguel, a ex-BBB garante que foi ele quem a libertou.

"Encarar as coisas com normalidade era difícil. Eu era muito limitada. Muita coisa eu descobri com ele, que me livrou dos tabus e me realizou. Quando começamos a nos relacionar, conforme ia experimentando as coisas com ele, cheguei a pensar: 'Meu Deus, Letícia! Pelo amor de Deus!'", conta aos risos.

Eles se conheceram há quase um ano, quando ela fazia teste para ser apresentadora da atração que comanda no SBT de Minas, "Big Ideia". O programa fala sobre empreendedorismo e tecnologia e Miguel seria um dos participantes. Hoje ele está licenciado da Câmara dos Deputados e atua como Secretário de Ciência e Tecnologia do governo mineiro.

"Nossa sintonia foi de cara! Ele me conquistou. Antes do nosso primeiro jantar, me estudou minuciosamente nas redes sociais e descobriu até o meu prato predileto. Para completar, nossas filhas, dos outros casamentos, têm apenas a diferença de um ano- Júlia, filha de Letícia tem 6, e Mila, de Miguel, tem 5- e são apaixonadas uma pela outra, se consideram irmãs! Temos uma conexão perfeita. Ele realmente me completa por inteiro. É o homem da minha vida."

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Lista de imóveis públicos à venda em novo lote é divulgada






DOU (Diário Oficial da União) desta terça-feira, dia 27, traz lista de imóveis públicos a serem vendidos, referente ao quarto lote autorizado pelo governo federal neste ano.

São 227 propriedades da União, três da Susep(Superintendência de Seguros Privados) e 11 da Marinha.

Em abril foram divulgados dois lotes, um de 138 bens e outro de 196.

Em janeiro, o governo lançou o primeiro lote, com 239 unidades.

A Caixa Econômica Federal será a responsável pela gestão, execução e financiamento dos leilões.

Cultura divulga atrações selecionadas para o Festival América do Sul

                                         Foto:Divulgação





O Festival América do Sul Pantanal tem por objetivo produzir ações que contribuam para a integração entre os países sul-americanos promovendo encontros que valorizem a diversidade cultural do continente, a criação e fruição de riquezas, o intercâmbio, a revelação de experiências e debates de temas relativos à cultura, ao turismo, ao empreendedorismo, à inovação, ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável. A seleção foi publicada no Diário Oficial do Estado.

Confira as atrações:

Música

Categoria Palco do Sol – Titulares: 1º lugar – Murilo Martinez, 2º lugar – Púrpura, 3º lugar – Urbem, 4º lugar – Ju Souc; e seus suplentes: 5º lugar – Marcos Assunção: 6º lugar – Giani Torres, 7º lugar – Opus Trio, 8º lugar – Karina Marques.

Categoria Palco Integração: Titulares: 1º lugar – Jerry Espíndola, 2º lugar – Marcelo Loureiro, 3º lugar – Carlos Colman, 4º lugar – Grupo Sampri; e seus suplentes: 5º lugar – Marina Peralta, 6º lugar – Guga Borba, 7º lugar – Haiwanna, 8º lugar – Veraju.

Artes Cênicas (teatro, circo e dança)

Teatro: 1° lugar "O santo e a porca" da Associação Fulano di Tal (Campo Grande-MS), não havendo suplente.

Circo: 1° lugar "Dandys Acrobático" da Cia Theasthai (Dourados-MS), não havendo suplente.

Dança: 1° lugar "Se você me olhasse nos olhos" da Ginga Cia de Dança (Campo Grande-MS); e 2° lugar "Matiilha" do Grupo Expressão de Rua (Campo GrandeMS), tendo como suplente "Corpos Farpados" da Cia do Mato (Campo Grande-MS) em 3° lugar.

Audiovisual

Categoria média metragem: Ginga Documenta – Cultura Bovina em Trânsito;

Categoria longa metragem: Lendas Pantaneiras.

Mais informações pelos telefones Núcleo de Dança (67) – 3316-9169; Núcleo de Teatro e Circo –(67) 3316- 9171; Núcleo de Música –(67) 3316-9316; Núcleo de Audiovisual – (67) 3316-9173, no período de 7h30 às 13h30.

Carmen Silva, cantora de 'Adeus solidão', morre aos 71 anos


G1


A cantora Carmen Silva morreu aos 71 anos,ontem, dia 26 de setembro, em São Paulo, informou a assessoria de imprensa do Hospital Presidente. Ela teve insuficiência cardíaca por conta de uma embolia pulmonar e estava internada desde o dia 14 de setembro, disse a assessoria.

Carmen Silva ficou conhecida pelo hit "Adeus solidão" de 1969. Este foi seu primeiro e maior sucesso, mas ela também teve mais canções populares nos anos 1970 e 1980, como "Meu velho pai", "Fofurinha", "Ser sua namorada" e "Sapequinha", "Espinho na cama", entre outras.

Carmen Sebastiana de Jesus (seu nome de batismo) nasceu em Veríssimo, Minas Gerais. Ela lançou 17 álbuns pela gravadora RCA Victor, e depois pela RGE, entre as décadas de 1970 e 1990, segundo o dicionário musical Cravo Albin.

A partir de 2001, Carmen Silva lançou três álbuns evangélicos pelo selo Graça Music. O úlitmo foi "Minhas canções na voz de Carmen SIlva", de 2008.

A Graça Music lamentou a morte da cantora em um comunicado na página da gravadora no Twitter: "Com pesar, comunicamos o falecimento da cantora Carmen Silva. Por anos, ela fez parte do nosso casting. Que o Senhor console a família. A filha da cantora está vindo dos Estados Unidos para o enterro da mãe."