sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Caixa Econômica Federal reduz limite de financiamento para imóvel novo e usado


A Caixa Econômica Federal (Caixa) reduziu os limites de financiamento para imóveis novos, de 90% para 80%, e usados, de 70% para 60%.

A mudança abrange financiamentos com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) - programa Minha Casa, Minha Vida e linhas Pró-Cotista e CCFGTS - e do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos).

EBC - Radioagência Nacional

Ouça

Filho de empresário que ficou refém de sequestradores é liberado

                                           Pedro Urbieta de Souza, de 12 anos foi solto na cidade de Pedro Juan Caballero - Foto: Divulgação

Menino de 12 anos conseguiu carona até a delegacia de polícia

Pedro Urbieta de Souza de 12 anos sequestrado por volta das 6h30 de quinta-feira (17), foi liberado pelos criminosos ainda ontem, em periferia na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Criminosos não receberam o resgate e estão foragidos.

Segundo informações do Ponta Porã Informa, baseadas nas investigações, criminosos soltaram o menino em bairro de periferia no Paraguai e o garoto conseguiu carona até a sede da polícia paraguaia onde entraram em contato com a família dele.

De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, os sequestradores haviam feito dois contatos com a família e depois não ligaram mais. Com a intensa investigação tanto da polícia brasileira e paraguaia, os criminosos desistiram da ação e soltaram o garoto.

Agentes da Polícia Civil de Ponta Porã, com auxílio  da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate (Garras) e agentes das forças policiais do Paraguai participaram das investigações.

O sequestro

Pedro Urbieta de Souza, de 12 anos, foi sequestrado por bandidos armados na área central de Ponta Porã. Sequestradores pediram R$ 1 milhão para resgate. O contato foi feito com a família da vítima. O pai do garoto é o empresário conhecido tanto em Ponta Porã como em Pedro Juan Caballero, Alexandre Reichardt de Souza.

Conforme o Porã News, criminosos fecharam o veículo em que Pedro era levado para a escola por motorista particular. Os homens estavam armados, ameaçaram as vítimas e pegaram o menino. Suspeitos fugiram em um VW Gol, de cor branca, com placas do Brasil.

Policiais em Pedro Juan Caballero também foram informados do crime para auxiliarem nas buscas.

Deputados querem mudar sigla do PMDB


                                              Foto;Divulgaão
Por Izabela Jornada

O PMDB pode tirar o "P" de "partido" para voltar a ser o MDB (Movimento Democrático Brasileiro), legenda criada anteriormente e que tinha a característica de ir contra a ideologia ditatorial. A ideia agradou a maioria dos deputados estaduais, integrantes do partido na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

"Espero que não mude apenas a sigla e sim as atitudes também. Ter mais coerência e responsabilidade com as ideologias iniciais", disse o presidente regional do partido, deputado Junior Mochi.

Considerada sigla contrária ao coronelismo, o MDB atuou contra a ditadura militar. "Quem teve essa ideia pensou em resgatar a democracia", declarou o deputado Eduardo Rocha (PMDB).

O presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR), afirmou ontem que encaminhou ofício ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para mudar o nome da legenda.

O presidente Michel Temer (PMDB- SP) já deu o aval e a mudança deve ser concretizada em 27 de setembro, durante a convenção nacional da legenda.

O deputado estadual Renato Câmara (PMDB) considera a transição importante. "Precisamos voltar de fato às nossas origens. Fomos instituídos como resistentes à ditadura e o combate ao militarismo", defendeu.

Também peemedebista, o deputado Paulo Siufi (PMDB) disse acreditar que a motivação de Jucá seria a necessidade de amenizar o desgaste que o partido sofreu em algumas localidades.

"Acho uma boa estratégia e não vejo problema em mudar, vamos apenas tirar a palavra partido da sigla", disse o parlamentar.

O presidente municipal da sigla, Ulisses Rocha, foi até a Assembleia Legislativa, na manhã de ontem, para conversar com integrantes do partido sobre a eleição que acontecerá no diretório regional amanhã, sábado (19) e também da possibilidade da mudança do nome.

"Acredito que serei reconduzido ao cargo de presidente do partido e na ocasião vamos discutir sobre essa mudança de nome da sigla", disse.

PRESIDENTE REGIONAL

Grupo de peemedebistas, na Assembleia, acreditam no nome do ex-governador André Puccinelli (PMDB) como futuro nome para a presidência regional da sigla. "André sempre foi muito atuante. Acredito que seria o melhor nome", disse Siufi.

Renato Câmara e Eduardo Rocha também compactuam com a mesma ideia de Siufi. "André é um nome forte", ratificou Rocha.

Para o presidente municipal do partido, Ulisses Rocha, o entendimento dele e outros líderes é de que André terá mais tempo para organizar o partido para as eleições de 2018.

Eventos em Campo Grande neste fim de semana

                                         Foto:Divulgação

A Casa do Luis

A Casa do Luis está atendendo de segunda a sábado,das 15h as 23h.
Comida confortável, também em opções vegan e s/gluter,Porções, Pasteis, coxinhas
 wraps, Sanduiches e pizzas.
Rua: Gonçalves Dias 383- Bairro Monte Libano


Shows

Farrapos e Trapos - A banda traz em seu repertório um resgate ao velho e bom rock n’roll, como como Ira, Paralamas e Cazuza, e algumas bandas atuais. A entrada é gratuita.

Dia: Sexta-feira (18)
Horário: 20h
Local: Sesc Morada dos Baís - Avenida Noroeste, 5140, Centro.

Chicão - O cantor se apresenta nesta sexta-feira no bar do Genuíno, e com um repertório totalmente voltado ao MPB. A entrada é R$ 10,00.

Dia: Sexta-feira (18)
Horário: 20h
Local: Genuíno Arte e Destilaria - Rua Aporé, 97, Amambaí.

Gessy & The Rhivo Trio - A banda sobe aos palcos do Sesc e traz um repertório inspirado nos clássicos do blues, surf music e rockabilly da década 50. A entrada é gratuita.

Dia: Sábado (19)
Horário: 20h
Local: Genuíno Arte e Destilaria - Rua Aporé, 97, Amambaí.

Festas

Tributo ao Charlie Brown Jr. - A banda Viva F3 traz mais uma edição do tributo aos palcos do 21 Music Bar, e conta com participação especial da banda Plano Zero. Os ingressos estão no primeiro lote, por R$ 20,00 .

Dia: Sábado (19)
Horário: 22h
Local: 21 Music Bar - Rua São Vicente de Paula, 160, Chácara Cachoeira.

6 anos de AAAEng - A associação atlética dos cursos de Engenharia da UFMS comemora em grande estilo seis anos dentro do grêmio acadêmico. Os ingressos estão no terceiro lote, por R$ 45,00.

Dia: Sábado (19)
Horário: 22h
Local: Sinpol MS - Rua Teodoro Carvalho, 225, José Abrãao.

Neon - A festa aposta em um baile a fantasia, com premiações aos convidados da fantasia mais criativa. O line up vem com tudo e traz muito pop, hip hop, funk e rock para agitar a galera. Os ingressos estão no primeiro lote, por R$ 20,00.

Dia: Sábado (19)
Horário: 23h
Local: Bar Fly - Rua Pajuçara, 201, Chácara Cachoeira.

Segura Meu Poodle! - O Sis Lounge chega com mais um edição da festa. Para esta edição, traz a Drag Lamona Divine, e promete muita diversão para os convidados. A entrada custará R$ 15,00 (com lista) e R$ 20,00 (sem lista).

Dia: Sábado (19)
Horário: 00h
Local: Sis Lounge - Rua Dr. Zerbine, 53, Chácara Cachoeira.

Festa do Branco - A festa tem muita música eletrônica e um open de três horas. Os ingressos chegaram ao terceiro lote, por R$ 80,00.

Dia: Sábado (19)
Horário: 22h
Local: Quarteirão dos Amigos - Rua Paraisopólis, 26, Rita Vieira.

Que Beleza - A festa traz a posposta de um sunset com a banda Hugo e Raul, Lulu Mello e Dj Tartaruga. Os ingressos estão no primeiro lote, por R$ 30,00 (feminino) e R$ 40,00 (masculino).

Dia: Sábado (19)
Horário: 15h
Local: Espaço Casa da Árvore - Avenida Capital, 100, Vila Rica.

1 ano de Cine Café - O cine club completa um ano e comemora no Drama Bar com uma festa a fantasia com tema inspirados em séries e filmes. A entrada custará R$ 5,00.

Dia: Sábado (19)
Horário: 20h
Local: Drama Bar - Avenida Estados, 21, Jardim dos Estados.

Viola Prime - Um show com diversos artistas sertanejos unidos numa grande corrente do bem em prol da AACC de Campo Grande. A entrada custará R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada).

Dia: Domingo (20)
Horário: 17h
Local: Diamond Hall - Avenida Mato Grosso, 4840, Jardim Veraneio.


Batalha do Vagão - A batalha de rap mais famosa da cidade chega com mais uma edição na Orla Ferroviária e a entrada é gratuita.

Dia: Sexta-feira (18)
Horário: 18h30
Local: Orla Ferroviária.

Holandês Voador - O bar traz o rolê em duas noites com autêntico som das bandas de Campo Grande. A entrada custará R$ 3,00 (individual) e R$ 5,00 (dupla).

Dia: Sexta e Sábado (18 e 19)
Horário: 20h
Local: Holandês Voador - Avenida Calógeras, sn, Centro.

Forró na Gafieira - O Bar Valu abre com Forró PVC e Disfarça e Chora, prometendo não deixar ninguém parado. A entrada custará R$ 15,00 (antecipado) e R$ 20,00 (portaria).

Dia: Sábado (19)
Horário: 20h
Local: Bar Valu - Rua Treze de Maio, 4541, São Francisco.

Encontro de Fãs – A Livraria Saraiva celebra os vinte anos da saga Harry Potter, e promove um encontro com os fãs. A entrada é gratuita.

Dia: Sábado (19)
Horário: 16h
Local: Saraiva- Shopping Bosque dos Ipês – Avenida Consul Assaf Trad, 4796, Parque Novos Estados.

Brava – O Bar traz como atração musical Lucas Panovitch, com repertório folk para animar a sexta-feira. A entrada é gratuita.

Dia: Sexta-feira (18)
Horário: 20h
Local: Brava Bar – Avenida Calógeras, 3100, Centro.



Barbixas – O grupo chega à cidade de novo com a turnê Improvável que completa dez anos. Os ingressos estão por R$ 70,00 (plateia vip-inteira), R$35,00 (meia-entrada) e R$ 50,00 (plateia normal-inteira), R$25,00 (meia-entrada).

Dia: Sábado e Domingo (19 e 20)
Horário: 21h (sábado) e 18h (domingo)
Local: Teatro Glauce Rocha – Rua Ufms, sn, Universitário.

Cinema

Cine XD- A loja oferece uma sessão de cinema em colaboração com a Utopia Geek, e exibirá a triologia “De volta para o futuro”. A entrada é gratuita.

Dia: Sábado (19)
Horário: 19h
Local: XD Comics – Rua Urberlândia, 28, Centro.

Casas Noturnas

Mestre Cervejeiro – O bar oferece o Festival Season,com cervejas não pasteurizadas e com temas de videogame, série e novelas. A entrada é gratuita.

Dia: Sábado (19)
Horário: 10h
Local: Mestre Cervejeiro – Rua Bahia, 574, Jardim dos Estados.

Bunker – O bar chega com mais uma edição do Sábado de Rock, com as bandas Dkukas e Cachorros de bar. A entrada é gratuita.

Dia: Sábado (19)
Horário: 22h
Local: Bunker Bar – Avenida Aeroporto, 94, Jardim Imá.

O Irlandês Pub – O bar apresenta o sábado Tradição, com animação de bandas Folks e de Rock. A entrada é gratuita.

Dia: Sábado (19)
Horário: 18h
Local: O Irlandês Pub – Avenida Afonso Pena, 1650, Centro.


Ladob

Veja o trailer "AFTERIMAGE"

Reuters

O mestre polonês Andrzej Wajda, morto em 2016 aos 90 anos, finalizou sua carreira com o drama político “Afterimage”, finalizado pouco antes de sua morte. É uma obra que conclui um ciclo vigoroso, marcado pelo humanismo e pela defesa da liberdade em ambientes totalitários, ambientado no pós-guerra e na Polônia vivendo sob o regime comunista, sob tutela do stalinismo soviético.

Nessa sociedade, o pintor Wladyslaw Strzeminski (Boguslaw Linda), que perdeu uma perna e um braço na 1ª Guerra Mundial, é idolatrado por seus alunos na universidade, mas perseguido pelas autoridades locais por não se enquadrar às normas estéticas do realismo socialista, que impedem uma visão pessoal ou mesmo poética da realidade.

As autoridades locais tentam apagar da retina da população e das salas dos museus poloneses toda a história do artista, que também enfrenta dificuldades para manter a filha adolescente (Bronislawa Zamachowska) em um país onde a comida é racionada e cada passo vigiado. Wajda encerra sua filmografia com uma obra potente que tem muito a dizer nos dias de hoje.

Deputada Tereza Cristina está com um 'pé' no DEM


                                        Foto: Deputado federal Luiz Henrique Mandetta, presidente da legenda no Estado

Correio do Estado

A deputada federal Tereza Cristina (PSB) está concluindo as negociações para ir para o DEM.

A confirmação é do colega dela, deputado federal Luiz Henrique Mandetta, presidente da legenda no Estado.

“Faltam detalhes para ela vir. As conversas estão indo bem”, disse o democrata. A parlamentar é líder do PSB na Câmara dos Deputados, mas iniciou crise interna  após não seguir a orientação do partido de votar contra a Reforma Trabalhista.

Desde então tem sido assediada por todos os lados. Até mesmo o presidente da República, Michel Temer (PMDB), se reuniu com Tereza para tentar convencê-la de virar peemedebista.

O encontro estremeceu a relação da parlamentar com o PSB. A Secretaria Nacional de Mulheres da legenda chegou a divulgar uma nota pedindo que a deputado tivesse a “dignidade de deixar” o partido.

O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), também estava articulando a chegada de Tereza aos democratas. No entando a parlamentar decidiu adotar o silêncio para evitar polêmicas. Dificilmente tem atendido a imprensa e evita falar sobre sua saída do PSB. Enquanto isso, as negociações dos bastidores permanecem intensas.

IMPCG fica novamente em polêmica com saída de diretor-presidente

                                         Foto:Divulgação

Lauro Davi foi exonerado e Câmara já tem assinaturas para montar CPI
Por RODOLFO CÉSAR E TAINÁ JARA


Lauro Sérgio Davi, diretor-presidente do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande), pediu para sair do cargo ontem. A carta de demissão já foi encaminhada ao prefeito Marcos Trad (PSD) e a exoneração dele foi publicada em edição extra de ontem do Diário Oficial do Município.

Quem o substitui é Camilla Nascimento de Oliveira, que era assessora-executivo II do órgão.

Chamado para administrar um dos setores mais sensíveis da adminitração, que apresentou rombo milionário que gerou, inclusive, formação de uma Comissão Especial Temporária na Câmara de Vereadores, ficou no cargo por pouco mais de oito meses.

Por telefone, ele explicou que estava com divergência sobre a atual equipe que está trabalhando com ele e por isso não ia permanecer. Lauro evitou entrar em atrito, mas reconheceu que a nomeação de Elza Pereira da Silva para o IMPCG não tinha sua aprovação.

"Estou saindo, foi uma decisão que comuniquei hoje e decidi por divergência com a equipe", explicou o ex-deputado, que chegou a concorrer à Prefeitura de Campo Grande.

No IMPCG foi identificado o rombo de R$ 109,7 milhões. Esse buraco foi evidenciado a partir da análise das contas entre janeiro de 2013 e 30 de maio de 2016. Na primeira data, o patrimônio era de R$ 110.650.995,27, enquanto passou para R$ 874.552,19 no ano passado.

A comissão especial da Câmara sobre o IMPCG identificou que o rombo foi causado pelo mau uso dos recursos por parte dos gestores da instituição. O Executivo também deixou de repassar a contribuição patronal entre 2013 e 2016.

A vereadora Enfermeira Cida (Podemos) já conseguiu 16, das 10 assinaturas necessárias, para apresentar o pedido de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai verificar mais a fundo o sistema da previdência municipal de Campo Grande.

"Durante o acompanhamento feito sobre as contas do IMPCG percebemos o mau uso do dinheiro público e isso tem que ser apurado a fundo. Ao fim do relatório, me empenhei para recolher as assinaturas necessárias para a criação de uma CPI, uma das atribuições legais do vereador, que é de fiscalizar”, frisou a Enfermeira Cida, que obteve as assinaturas durante a sessão de terça-feira (15).

SERVIDORA

Elza Pereira da Silva, que gerou a saída de Lauro Davi, trabalhou na prefeitura entre 1º de outubro de 2015 a dezembro de 2016. Parte desse período foi no IMPCG.

Seu último salário na administração de Alcides Bernal (PP) foi de R$ 6.378,06, contudo, chegou a ter R$ 18.465,19 em pagamento de verbas temporárias, mas com descontos recebeu R$ 13.608,85.

Ela ocupou o cargo de diretora de administração e finanças do IMPCG e também foi investigada pelo Ministério Público Estadual por nepotismo.

Seu retorno à prefeitura aconteceu em 9 de agosto deste ano, quando foi contratada pelo prefeito Marcos Trad para o cargo em comissão de assessor-executivo II e atuação direta no IMPCG.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Bandidos sequestram filho de empresário e pedem R$ 1 milhão de resgate...



Equipe do Garras foi até a cidade para acompanhar o caso
Portal Correio do Estado

Pedro Urbieta de Souza, de 12 anos, foi sequestrado por bandidos armados na manhã de hoje, por volta das 6h30, na área central de Ponta Porã.

Sequestradores pediram R$ 1 milhão para resgate. O contato foi feito com a família da vítima. O pai do garoto é o empresário conhecido tanto em Ponta Porã como em Pedro Juan Caballero, Alexandre Reichardt de Souza.

Conforme o Porã News, criminosos fecharam o veículo em que Pedro era levado para a escola por motorista particular. Os homens estavam armados, ameaçaram as vítimas e pegaram o menino. Suspeitos fugiram em um VW Gol, de cor branca, com placas do Brasil.

Reportagem apurou que grupo composto por três investigadores e o delegado Fábio Peró, da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras), foi encaminhado para acompanhar o caso. Polícias Civil e Militar da cidade também participam da investigação.

Policiais em Pedro Juan Caballero também foram informados do crime para auxiliarem nas buscas. Até a publicação desta matéria, não havia indícios dos suspeitos.

A reportagem tentou contato com o delegado do Garras, mas ele não atendeu às chamadas, veja o video

Sobre Rick Wakeman



Richard "Rick" Christopher Wakeman (Londres, 18 de maio de 1949) é um tecladista de rock progressivo britânico. Ele é um pianista clássico treinado, e tornou-se bastante famoso por sua virtuosidade. Dúvidas quanto ao futuro do músico erudito no mercado e grandes possibilidades no mundo do rock o fizeram optar por abandonar o conservatório onde estudava, sem se formar.

Nos primeiros anos de sua carreira ele foi o pioneiro no uso de vários teclados ao mesmo tempo. Foi matéria de vários jornais ao surgir improvisando mesas e tábuas de madeira para empilhar e organizar seus teclados e seu nome tornou-se sinônimo de tecladista cercado por uma vasta gama de equipamentos.

Wakeman tem uma carreira solo extremamente longa. Ele também tocou como músico convidado para artistas como Elton John, Brian May, Alice Cooper, Lou Reed, David Bowie, Ozzy Osbourne e Black Sabbath. Com David Bowie gravou quando ainda estudava no conservatório de música por volta de 1968-69, e proibido de tocar música pop, participava das sessões de estúdio em segredo.

Wakeman alcançou a fama em 1970 tocando com a banda The Strawbs, juntando-se ao Yes em 1971. Ele entrou e saiu da banda pelo menos quatro vezes, reflexo de um relacionamento turbulento com o grupo. Em 2002 ele voltou ao Yes pela quinta vez.

Rick Wakeman é considerado um dos pais do Rock Progressivo e do Rock Sinfônico. Wakeman é um tecladista brilhante, sendo considerado por muitos, como as mãos mais ágeis dentre todos os tecladistas. Utiliza pianos acústicos, elétricos e eletrônicos; sintetizadores; Minimoog; Mellotron; todos os tipos de teclados; órgãos, órgão Hammond; clavicórdios etc.

ANNABELLE 2: A CRIAÇÃO DO MAL , Trailer

Reuters

Em sua segunda incursão solo no cinema, a boneca Annabelle ganha um filme que conta a sua origem. A iniciativa começa bem, até descambar em algo que não faz muito sentido – nem dentro da lógica fantasiosa do filme. O brinquedo foi criado por um artesão (Anthony LaPaglia), cuja filha morreu atropelada aos 6 anos.

Tempos depois, ele e a mulher (Miranda Otto) transformam sua casa numa espécie de orfanato e recebem um grupo de garotas e uma freira que cuida delas. Adivinhe qual delas chamará a atenção da boneca demoníaca: a garotinha indefesa que teve pólio e dificuldade para andar (Talitha Bateman) ou alguma das adolescentes espevitadas?

Dirigido por David F. Sandberg, o filme segue a cartilha-clichê do terror: cria um clima e depois vira apenas uma sucessão de sustos, sem nunca se dar ao trabalho de explicar porque ninguém põe fogo na boneca e acaba com isso de uma vez.

Trailer de 'João, O Maestro'

Reuters

A vida e a arte do pianista e maestro brasileiro João Carlos Martins ganham uma cinebiografia higienizada, com roteiro e direção de Mauro Lima, que concentra o filme na relação do personagem com a música, deixando de lado, por exemplo, as polêmicas envolvendo a política. A vida e a obra do músico já renderam mais de um documentário.

Rodrigo Pandolfo e Alexandre Nero revezam-se no papel dele, que já foi considerado um dos maiores intérpretes de Bach. De uma infância introvertida e dedicada ao piano – muito para realizar o sonho de seu pai (Giulio Lopes) –, Martins tem uma carreira de sucesso fora do Brasil, até que, jogando futebol nos EUA, caiu e uma pedra perfurou seu braço, causando atrofia de três dedos, impedindo-o de continuar a tocar.

Nero é empenhado, mas o filme nunca se aprofunda no personagem, colocando na tela uma espécie de trívias da wikipedia sobre a vida do biografado, que faz a obrigatória participação no final.

Morre o humorista Paulo Silvino, aos 78 anos, no Rio


Silvino estreou na TV Globo em 1966, apresentando o Canal 0, programa humorístico que satirizava a programação das emissoras de TV. Ele morreu aos 78 anos e lutava contra um câncer no estômago.

G1

Moreu, na manhã desta quinta-feira (17), aos 78 anos, o ator Paulo Silvino, que lutava contra um câncer no estômago. Segundo a Central Globo de Comunicação, o humorista morreu em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no início da manhã. Em redes sociais, o filho mais novo do ator, João Paulo Silvino, lamentou a morte do pai. "Que Deus te receba de braços abertos meu pai amado".


Segundo a família, Silvino chegou a ser submetido a uma cirurgia no ano passado, mas o câncer se espalhou e a opção da família foi que ele fizesse o tratamento em casa. A filha do humorista, Isabela Silvino, também usou as redes sociais para falar sobre a morte do pai. "Amigos, obrigada por todas as mensagens. Ainda estou naquele processar isso tudo. Mas posso dizer que ele foi bem. Sem sofrer.", afirmou.

O artista estreou na TV Globo em 1966, apresentando o Canal 0, programa humorístico que satirizava a programação das emissoras de TV.

Paulo Ricardo Campos Silvino cresceu nas coxias do teatro e nos bastidores da rádio. Isso porque seu pai, o comediante Silvério Silvino Neto, conhecido por realizar paródias de figuras públicas no Brasil dos anos 1940 e 1950, levava o menino para acompanhar seu trabalho. Paulo Silvino também mostrava talento para a música, revelado durante as aulas que tinha com a mãe, a pianista e professora Noêmia Campos Silvino.

“Eu nasci nisso. Com seis, sete anos de idade, frequentava os teatros de revista nos quais o papai participava. Ele contracenava com pessoas que vieram a ser meus colegas depois, como o Costinha, a Dercy Gonçalves.”, disse o ator em entrevista ao Memória Globo.

'Ainda tem' o que entregar sobre Michel Temer em delação, diz Funaro

Folha Press

O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro, preso na Papuda, em Brasília, disse nesta quarta (16) que "ainda tem" o que entregar sobre o presidente Michel Temer caso feche um acordo de delação premiada com a PGR (Procuradoria-Geral da República).

Réu em uma ação na Justiça Federal em Brasília sob acusação de envolvimento em desvios no fundo de investimentos do FGTS, Funaro acompanhou uma audiência do processo.

Ao sair, escoltado, o corretor foi abordado por jornalistas que perguntaram sobre se ainda tem o que entregar aos procuradores envolvendo o presidente. "Ainda tem", respondeu, ao entrar no elevador do prédio da Justiça Federal.

Funaro não deu detalhes sobre o acordo de colaboração que negocia. Disse apenas que há "uma diferença muito grande" entre o que a PGR ofereceu como benefícios e o que ele desejava obter.

Por essa razão, segundo ele, o acordo estaria longe de ser fechado. Questionado sobre o conteúdo, Funaro disse que não poderia comentar.

Confronto em presídio na Venezuela deixa 37 mortos e 14 funcionários feridos




Pelo menos 37 pessoas morreram e 14 funcionários ficaram feridos durante um confronto, na quarta-feira (16), na penitenciária de Puerto Ayacucho, capital do estado do Amazonas, no sul da Venezuela, informou nesta quarta-feira o Ministério Público (MP) do país. As informações são da Agência EFE.

"As mortes aconteceram durante a retomada do controle do Centro de Detenção Judicial do Amazonas, na qual ficaram feridos também 14 funcionários", disse o Ministério Público, sem dar mais detalhes sobre o caso.

O governador de Amazonas, Liborio Guarulla, foi o primeiro a denunciar as mortes. Opositor ao governo do presidente Nicolás Maduro, ele classificou o ocorrido como um "massacre" causado pela atuação de uma Unidade Especial do Ministério de Relações Interiores Justiça e Paz, que tentou tomar "à força" o controle da penitenciária.

Uma fonte que soube em primeira mão sobre a operação de retomada do controle do presídio disse à Agência EFE que o confronto começou quando uma comissão formada por membros da Polícia Nacional Bolivariana e da Guarda Nacional Bolivariana realizava uma inspeção.

O número de mortes representa 40% do total de detidos, segundo a mesma fonte.

Adriana Lima é ousada em ensaio


Vogue


Adriana Lima fez as temperaturas subirem direto de Aspen, no Estado do Colorado, nos Estados Unidos.

Parte do time de angels que fotografa a campanha Holiday 2017 da Victoria's Secret na cidade, a brasileira surgiu a bordo do look mais ousado entre as beldades – leia-se: uma lingerie preta fio-dental que deixava pouco para a imaginação.

Nesta quarta-feira (16), fotos dos bastidores do ensaio foram divulgadas pelo Daily Mail e trazem a baiana mais sexy do que nunca posando em um campo – com direito à "ajeitadinha" na lingerie.


Estreia; "CORPO ELÉTRICO",veja o trailer



Com passagem por diversos festivais internacionais, como Roterdã e Guadalajara, “Corpo Elétrico” marca a estreia em longas do diretor paulista Marcelo Caetano (de curtas premiados, como “Bailão”). O roteiro, de autoria do diretor, ao lado de Gabriel Domingues e colaboração de Hilton Lacerda, segue a vida de Elias (Kelner Macedo), um jovem designer gay, assistente numa confecção do Bom Retiro, em São Paulo.

Filmado no centro velho de São Paulo, o filme incorpora essa porção da cidade em sua narrativa, retratando uma parcela do universo dessa classe média baixa que trabalha nas confecções ao longo da rua José Paulino. Assim, a história acompanha os relacionamentos amorosos de Elias e também suas amizades, que incluem colegas heterossexuais como Andressa (Nash Laila). Destaca-se o ambiente de trabalho destes personagens, aproximando o filme de obras do diretor Carlos Reichenbach, como “Garotas do ABC” e “Falsa Loura”.

(Por Alysson Oliveira, Neusa Barbosa e Luiz Vita, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

Aluguel milionário começou com Bernal e foi concluído por Trad

                                            Sede da JR parece mais um depósito - Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado
Homologado em março, licitação teve início em junho de 2016


Pregão que resultou nos contratos para aluguel de máquinas pesadas, caminhões e uma variedade de outros equipamentos pela Prefeitura de Campo Grande, cujo teto anual chega a R$ 56,4 milhões, teve início no ano passado, ainda na administração do ex-prefeito Alcides Bernal.Segundo reportagem, de Eduardo Miranda e Lucia Morel, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

A concorrência, ao contrário de pelo menos outros 243 certames das administrações passadas, não foi cancelada pelo atual prefeito. Uma das vencedoras do certame está no Cadastr Nacional de Empresas Inidôneas e Suspenas.

As assinaturas de contratos com fornecedores como a JR Comércio e Serviços Ltda. – ME por até R$ 34,6 milhões por ano, tem o objetivo de locar máquinas pesadas, caminhões e veículos leves para a execução de serviços em Campo Grande.

Além do contrato com a JR Comércio e Serviços, também há outro, de R$ 15 milhões, com a MS Brasil Comércio e Serviços Ltda. – EPP. Em um prazo de 12 meses, a prefeitura da Capital poderá alugar  com essa empresa máquinas pesadas, caminhões, veículos leves e equipamentos para a execução de serviços.

Esses contratos tiveram origem no pregão presencial 108/2016, aberto em 24 de junho do ano passado, na administração de Alcides Bernal.

A ata de preços resultantes desse pregão, a 11/2017, foi homologada pelo atual prefeito, Marcos Trad, em 28 de março deste ano. Além da JR e MS Brasil, saíram vencedoras na disputa as empresas Ekobox Locações Eireli e Via Berrini Turismo e Eventos Eireli – ME.

Em que pese o pregão ter passado incólume pela auditoria da Central de Compras que vistoriou concorrências abertas pelos ex-prefeitos Alcides Bernal e Gilmar Olarte, nem mesmo a presença do nome da JR Comércio e Serviços no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (CNIS) foi suficiente para a prefeitura da Capital desistir da contratação.

A empresa foi inserida nessa lista dos inidôneos depois de não entregar produtos de limpeza à prefeitura de Ladário, serviço para o qual foi contratada.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Homem encontrado esquartejado teve o coração arrancado, revelou perícia

Portal Correio do Estado      Foto:Whatapp
Vítima foi encontrada enrolada em cobertor em meio ao lixo

Homem que foi encontrado esquartejado na manhã de hoje na Rua Engenheiro Paulo Frontin, próximo ao anel viário, no Jardim Uirapuru, em Campo Grande, teve o coração arrancado.

Constatação foi feita preliminarmente pela perícia criminal, conforme consta em boletim de ocorrência. Imagens feitas no local mostram que o corpo estava enrolado em cobertor, no meio ao lixo, às margens da via.

Ainda de acordo com o registro, a vítima aparenta ter 30 anos e pele parda. Polícia Militar do 10º Batalhão do Aero Rancho foi acionada pelos moradores assim que corpo foi encontrado.

Delegado plantonista da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga, Giulliano Carvalho Biacio, disse à reportagem que já há pistas que encaminhem as investigações e identificação da vítima será divulgada ainda hoje.

"A identificação deve ser feita logo mais e a ocorrência será conduzida para a 5ª DP", explicou o delegado. Ele preferiu não dar mais detalhes para não atrapalhar a apuração.

Ainda não se sabe publicamente o que teria motivado o crime, mas há a suspeita que a vítima tenha foi morta em outra região da cidade e o corpo foi desovado perto do anel viário. A forma como o crime aconteceu demonstra acerto de contas.

22º edição do Noiva Fashion começa amanhã e será no Rubens Gil de Camillo


                                        Foto:Divulgação




Começa amanhã (17) a 22ª edição do Noiva Fashion, evento que estreia com muitas novidades, entre elas três bate-papos especiais. Eles serão intermediados pela jornalista Ju Ferreira, do blog Vida de Noiva, durante os três dias de evento, sempre às 19 h.


O primeiro bate-papo, “A trilha sonora do casamento, do início ao fim”, conta com a presença de Eduardo Carvalho da Cia. Sinfônica de Cuiabá-MT, da cerimonialista Patricia Faracco e do DJ e empresário Danilo Bachega.

Já na sexta (18), o arquiteto Luís Pedro Scalise, o fotógrafo Marcos Vollkopf e a assessora e cerimonialista Synara Miranda participam do bate-papo com o tema “A imagem que fica do seu casamento”.

O cerimonialista Antônio Osmanio, a beauty designer Livia Tosta e a sommelière da World Wine Mayara Pauletti abordarão o tema “Mini-wedding e casamentos de dia”, no sábado. “Esse é um assunto muito buscado por noivas e noivos. Esses tipos de cerimônia são uma grande tendência e, por isso, deixam as pessoas cheias de dúvidas. A ideia é conseguir tratá-las todas durante esse bate-papo”, afirma Juliana Ferreira.

Durante os três dias de evento, Ivan Sousa, o coreógrafo das noivas, apresenta uma Show Class. “A ideia é mostrar as opções de dança para casamento. É uma ótima oportunidade para que as noivas tenham uma ideia do que pretendem fazer em seu casamento e também tirar suas dúvidas”, explica.

Além disso, haverá apresentação do trio Trinka Live, com o DJ Danilo Dan, Chicão Castro e Fabio Adames.

Do convite à lua de mel, é possível encontrar novidades e tendências do mercado, apresentadas em mais de 60 estandes participantes. Sucesso em 2016, o evento apresentará novamente o layout em circuito, no qual o visitante pode passar por todas as áreas e completar o check-list para um casamento completo. A ideia, segundo José Marques, idealizador e organizador, é facilitar a vida dos noivos e de suas famílias. “Um casamento é um evento complexo e deve ser inesquecível, com tudo o que há de mais especial. E, pensando nisso, já completamos mais de 20 anos de boas histórias participando da vida de muitos casais nesse momento único”, afirma.

No evento é possível encontrar opções de acessórios, alianças, agências de viagens, aluguel de trajes, assessoria de eventos, bebidas, buffets, buquês e arranjos, cerimoniais, convites, cursos, decoração, doces, Dia da Noiva, espaços para festas, salões de beleza, hotelaria e muito mais.

Além disso, a organização do Noiva Fashion 2017 presenteará um casal com uma viagem de lua de mel com tudo pago para Maceió. Para participar do Concurso Cultural Noiva Fashion, os casais que comparecerem à feira deverão preencher um cupom com os dados pessoais que irão receber na entrada do evento e completar a frase de forma criativa e legível: “Com o Noiva Fashion minha lua de mel será dos sonhos porque...”. O casal será contemplado com uma viagem ao Hotel Ritz Suites, em Maceió, incluindo passagens aéreas, translado, hospedagem em apartamento de luxo, café da manhã e jantar. (Com assessoria)

Serviço - A 22ª edição acontece no Centro de Convenções Arq. Rubens Gil de Camillo. As inscrições para bate-papos são gratuitas e podem ser feitas pelo site do Noiva Fashion (www.noivafashion.com.br). As vagas são limitadas.

Distritão impede renovação, favorece políticos conhecidos e restringe minorias, dizem especialistas


Reuters                               Foto:Divulgação


A adoção do chamado distritão, que aguarda votação no plenário da Câmara dos Deputados, favorecerá caciques políticos já consagrados e inibirá a renovação de quadros parlamentares e a representação de minorias no Legislativo, disseram especialistas ouvidos pela Reuters.

Além disso, apontam ainda que o debate em torno das mudanças eleitorais, que se aprovadas por deputados e senadores até o dia 7 de outubro valerão já na eleição do ano que vem, foi feito sem que a população soubesse exatamente o que estava sendo discutido.

"Primeiro não é uma reforma política", criticou o cientista político e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Roberto Romano.

"Na verdade o que eu acho que está ocorrendo, agora sim, é um golpe do Parlamento e dos partidos políticos no sentido de modificar a estrutura da consulta eleitoral", acrescentou Romano, avaliando ainda que a alteração aumentará "o divórcio entre os eleitores e os eleitos".

Pelo modelo proposto, serão eleitos para as cadeiras de vereadores e deputados estadual, distrital e federal apenas os mais votados para esses cargos, ao contrário do sistema proporcional atual, em que os eleitos são definidos por um misto de votos em legenda e nos candidatos.

"A ideia de que o mais votado entra parece muito simples à primeira vista, mas na realidade ela esconde uma série de problemas", avaliou o cientista político da Fundação Getulio Vargas (FGV) Cláudio Couto, para quem o distritão vai piorar ainda mais o atual sistema político.

"O distritão só faz sentido para aqueles que já são muito conhecidos ou para aqueles que já têm alguma vantagem anterior no processo de disputa, que já têm mandato. Por isso, eu entendo que é um sistema que oligarquiza ainda mais."

Para os especialistas, outro efeito colateral do sistema que pode ser aprovado pelos deputados é o enfraquecimento dos partidos políticos, já que a legenda de um candidato à Câmara, por exemplo, passará a não ter qualquer relevância na disputa.

Outro problema, apontaram, é a dificuldade de minorias conquistarem a representação legislativa, já que o distritão beneficia lideranças consolidadas.

"Só este aspecto de que vence quem tem mais voto em si já é um processo conservador. Distritão, apenas, é de fato um atentado contra as minorias", disse a socióloga Fátima Pacheco Jordão.

O encarecimento das campanhas também deve ser uma consequência do novo modelo caso ele seja adotado, já que, na prática, todos os candidatos serão adversários de todos e a campanha se dará em todo o Estado, daí o nome distritão.

FUNDO ELEITORAL: "LÓGICA DO CARTEL"

Além da mudança no sistema de eleição de parlamentares --exceto senadores que já são eleitos majoritariamente--, a comissão da reforma política também aprovou um Fundo Especial do Financiamento da Democracia, abastecido com 0,5 por cento da Receita Corrente Líquida da União nos 12 meses anteriores encerrados em junho, com uma previsão de aproximadamente 3,5 bilhões de reais para as próximas eleições.

A discussão sobre o fundo de financiamento das campanhas se dá após o Supremo Tribunal Federal (STF) proibir o financiamento empresarial de campanhas, na esteira do bilionário esquema de corrupção revelado pela operação Lava Jato. As disputas municipais de 2016 já ocorreram sob a vigência desta proibição.

A medida do fundo especial também foi criticada por especialistas pois, na visão deles, concentrará os recursos nas cúpulas partidárias.

"Dinheiro público aplicado em eleições é uma coisa pró-democracia, a favor da democracia", disse Fátima Pacheco.

"O problema não está na quantidade de recursos --seja 1 bi, 2 bi, 3 bi, 10 bi-- a questão é quem gerencia essa distribuição e até agora o que se sabe é que a gerência dessa distribuição continuará nas cúpulas dos partidos políticos", acrescentou.

Para Couto, da FGV, a proposta de fundo carteliza a disputa eleitoral e cria uma "lógica de não competição".

"A ideia de você dar muito dinheiro para os partidos maiores e deixar os menores à míngua, é a lógica do cartel, de evitar a competição", disse.

"É uma blindagem da classe política estabelecida."

Após ser aprovada na comissão, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma política terá de obter 308 votos favoráveis em dois turnos de votação na Câmara e o apoio de 49 senadores também em dois turnos quando a matéria chegar ao Senado.

Pelo texto que passou na comissão, o distritão será uma transição para o sistema distrital misto, a ser usado a partir de 2022. Neste modelo, metade dos cargos será preenchida a partir de uma lista fechada, enquanto a outra metade será definida pelo sistema de votação majoritária em distritos menores que os Estados.

A possível transitoriedade do distritão, entretanto, não convence os especialistas.

"Quem assegura que parlamentares eleitos nessa nova regra (distritão) não resolvam mudar essa transição e preservar o sistema? Isso pode acontecer", disse Couto.

Seis municípios de MS estão com rodovias interditadas devido manifestações





Via Com informações PRF | Publicado por Alcina Reis |


Interdição por indígenas desde às 05h00 na BR-163 Km 304. Indígenas da etnia Kaiowa, com cerca de 50 manifestantes, que reivindicam a presença da imprensa para divulgar votação do Marco Temporal hoje. Até o momento não houve incidentes. Equipes da PRF estão no local. Pista está sendo liberada a cada 20 minutos.



Rio Brilhante: por divergências entre etnias foi criado um outro ponto de bloqueio na região, além do km 304, foi interditado o km 307, por outra etnia que não aceita liberar fluxo de veículos. Bloqueio com troncos. Portam faixas, lanças e arco/flecha.



Mundo Novo: interdição por indígenas às 07h00 na BR-163 Km 26. Cerca de 80 manifestantes, pretendem permanecer com a manifestação até o fim da votação a respeito do Marco Temporal. Até o momento não houve incidentes. Equipes da PRF estão no local. Pista será liberada a cada 30 minutos.



Miranda: interdição por indígenas às 07h50 na BR 262, km 541. Aproximadamente 150 indígenas, com pedras, paus, arco e flecha, bloqueando a rodovia totalmente. A cada 01 hora, haverá liberação de 5 minutos de cada lado da rodovia. Reivindicam a presença da imprensa para divulgar a votação do Marco Temporal a ser realizado hoje. Equipes da PRF no local.



Nioaque: interdição por indígenas às 08h00 na BR 060, km 526. Aproximadamente 100 indígenas, previsão de interdição até às 11h00, sem liberações parciais. Equipe PRF no local.



Caarapó: interdição por indígenas às 08h30 na BR 163, km 215. Aproximadamente 50 indígenas. Sem liberações parciais até o momento. Equipe da PRF no local.



Itaquiraí/MS, na BR 163, km 60, às 09h30, ocorreu uma interdição total, sem previsão de liberação, em virtude de manifestação de indígena, com cerca de 20 manifestantes, que reivindicam a presença da imprensa para divulgar votação do Marco Temporal hoje no Congresso. No momento ocorre de forma pacífica. Equipe da PRF no local.

Lula aumenta liderança para disputa em 2018, diz pesquisa


Exame                               Foto:Divulgação

Sondagem realizada pelo DataPoder 360 mostra Lula com 32% das intenções de voto do eleitorado - o deputado Jair Bolsonaro aparece com 25%

Por Valéria Bretas

Se as eleições presidenciais fossem hoje, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria 32% das intenções de voto e certamente iria para o 2º turno.

É o que mostra a pesquisa do DataPoder 360 realizada entre os dias 12 a 14 de agosto com 2.088 pessoas em 197 cidades brasileiras. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

De acordo com a sondagem, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) aparece em segundo lugar com 25% das intenções de voto e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), em terceiro, com 4%.

A soma de brancos, nulos ou indecisos dispara e chega a 33%.

Vale lembrar que na última pesquisa realizada pelo DataPoder 360, dias antes de o juiz Sergio Moro ter condenado o ex-presidente a 9 anos e seis meses de prisão no caso do tríplex do Guarujá, Lula tinha 26% das intenções de voto.

Outros cenários

No segundo cenário analisado, sem Lula na disputa, Bolsonaro (PSC) lidera isolado com 27% contra 9% de Alckmin (PSDB) e 8% de Ciro Gomes (PDT). A ex-senadora Marina Silva (Rede) aparece em quarto lugar, com 8%, e o ex-prefeito de São Paulo em último, com apenas 3% das intenções de voto.

Os votos brancos, nulos ou indecisos somaram 45%.

Em um terceiro cenário, que teria o prefeito de São Paulo, João Doria, como candidato do PSDB, Bolsonaro fica estável com 25%. Na sequência, o tucano aparece em segundo lugar, com 12%, e Ciro Gomes em terceiro, com 9%. O percentual de votos brancos, nulos ou indecisos é de 44%.

Problema em coifa de restaurante causou incêndio no shopping Campo Grande

                                         Foto;Divulgação


Frequentadores do Shopping Campo Grande, nos altos da Avenida Afonso Pena, levaram grande susto na noite desta terça-feira (15). Problema na coifa do restaurante Burger King da praça de alimentação teria causado princípio de incêndio e o espaço ficou tomado por fumaça.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, socorristas foram acionados por volta das 20h e seis viaturas, entre as de resgate e combate a incêndio, foram ao local. Não houve caso de pessoa ferida e bombeiros não divulgaram a quantidade de água usada no combate ao fogo.
Por causa do problema identificado na coifa da cozinha, que serve justamente para retirar a fumaça do ambinte, o restaurante foi interditado.

Em nota, a assessoria de comunicação do shopping não respondeu quantas pessoas havia no estabelecimento no momento do incidente e limitou-se em dizer que equipe de brigada e o Corpo de Bombeiros atuaram para conter o princípio de incêndio. Também declarou, que a situação foi rapidamente controlada e  alguns pontos foram isolados temporariamente.

As demais áreas do shopping funcionam normalmente nesta quarta-feira (16).

Músicos se unem em show beneficente em Dourados


Evento acontece nesta quarta-feira e toda renda será revertida para o pagamento do funeral do sanfoneiro Digão



Vários artistas se apresentam nesta quarta-feira (16) na casa noturna Jangoo em Dourados em uma noite de muita emoção e homenagem ao sanfoneiro Rodrigo Botelho "Digão" que morreu na semana passada vítima de complicações na saúde no Hospital Universitário. Toda renda obtida servirá para quitar as despesas do funeral.

Ao todo, serão mais de 20 atrações com músicos de Dourados e Região. Entre eles estão confirmados: Paulo e Jean, Samba White, Daniel Freitas, Eliezer, Ana Karla, JP., Dagata, Lu e Rafael, Junior, Lilhan e Hanna, Rafael, entre outros.

A música começa a partir das 20h30 com entrada ao valor de R$10 por pessoa. A Jangoo fica localizada à Rua Toshinobu Katayama, 1166 - Vila Planalto.

Digão
O sanfoneiro Rodrigo Botelho, 35 anos, morreu na quinta-feira (10) após ficar internado na UTI com quadro de meningite e pneumonia. O sepultamento aconteceu em Batayporã.

Digão era muito conhecido em Dourados e Região por seu talento, tanto que tocava ao lado dos principais nomes musicais.

Há 40 anos morria Elvis Presley, o 'Rei do Rock'

Terra                                               Foto;Divulgação


Era tarde de 16 de agosto de 1977 quando o astro Elvis Presley foi encontrado inconsciente no banheiro de sua mansão "Graceland", em Memphis, nos Estados Unidos. Há 40 anos, o mundo da música não perdia apenas um dos ícones do rock and roll, mas sim "O Rei".


O corpo de Elvis foi encontrado por sua noiva Ginger Alden. Na época, diversas teorias e boatos foram espalhados. Alguns mencionavam que Elvis teria morrido vítima de uma orverdose, outros falaram que o rei estava vivo e assumira uma identidade falsa e, por razões desconhecidas, fixado residência em outro país.

Inúmeras teorias conspiratórias tentaram forjar explicações para a morte do cantor, inclusive com a ideia de que ele teria sido envenenado. Com apenas 42 anos de idade, Elvis tinha pouco mais de 20 anos de carreira, 61 álbuns e mais de um bilhão de discos vendidos em todo o mundo quando foi fulminado por um ataque cardíaco.

No funeral, o corpo de Elvis Presley percorreu a avenida que leva seu nome até o cemitério de Foret Hills. O caixão foi sepultado no mausoléu da família, em uma cerimônia reservada.

Um dia depois, em 17 de agosto, milhares de pessoas se concentraram ao redor de sua mansão para prestar uma homenagem e dar o último adeus ao lendário cantor.

Elvis estava praticamente aposentado desde 1972. Obeso e viciado em medicamentos, ele viveu totalmente recluso. O último show de sua carreira aconteceu em 25 de junho de 1977 em Indianápolis.


Seu sucesso foi tanto que perdura até hoje no cenário musical. Elvis é considerado o artista mais vendido de todos os tempos. De acordo com a revista Forbes, o "rei" é a quarta celebridade falecida com maior receita, cerca de US$27 milhões.

Com voz e estilo únicos, o astro do rock desafiou as barreiras sociais e raciais da sua época interpretando blues, country, gospel e música negra. Filho de um caminhoneiro e uma operária têxtil, Elvis nasceu em 8 de janeiro de 1935 e cresceu em uma casa de dois quartos em Tupelo, Mississippi.

Em 1948, se mudou para Memphis com seus pais e se formou no segundo grau. Gravou seu primeiro disco aos 19 anos e quase instantaneamente se transformou em uma estrela. O astro foi casado com Priscilla durante seis anos até o casal se divorciar amistosamente, em 1973. Os dois tiveram uma filha, Lisa Marie Presley, que se tornou esposa de Michael Jackson.

Seu característico movimento ao dançar lhe rendeu o apelido "Elvis, a Pélvis". Repleto de estilo, carisma e sex appeal, Elvis conquistou o coração de milhões de mulheres. Além disso, o "rei do rock" virou fonte de inspiração de diversos cantores.

Suas músicas foram reeditadas e relançadas inúmeras vezes desde a sua morte. Sucessos como "Heartbreak Hotel", "Hound Dog", "Jailhouse Rock", "Love me Tender" e "Are You Lonesome Tonight" são reconhecidos mundialmente.

Nos 40 anos de sua morte, estima-se que mais de 50 mil pessoas comparecerão a Graceland para prestar uma homenagem ao cantor.


Campo Grande extinguiu 1.970 vagas e ter pior resultado para julho


Correio do Estado              Foto;Divulgação
Por dia, foram 63,5 postos de trabalho com carteira assinada extintos

Com mais de 1,9 mil postos de trabalho fechados, Campo Grande registrou o pior índice de toda a série histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.

Conforme o levantamento, somente no mês passado, a Capital registrou 7.191 admissões, contra 9.161 desligamentos, o que resultou em saldo negativo de 1.970 postos de trabalho fechados no estoque.

Por dia, foram 63,5 postos de trabalho com carteira assinada extintos na Capital, média de 2 vagas cortadas por hora.

O índice de cortes em postos de trabalho pelas empresas só havia passado da casa de mil empregos extintos em 2015, com 1.060 vagas fechadas em julho daquele ano.

O resultado é quase seis vezes superior à variação registrada no mês anterior. Em junho deste ano, Campo Grande já havia registrado saldo negativo, com 337 vagas extintas. Em julho do ano passado, foram fechados 538 postos de trabalho na Capital.

Ainda segundo dados do Caged, o setor de serviços foi o responsável pelo fechamento de vagas na Capital no mês passado.

Bancada de Mato Grosso do Sul dividida na votação do 'distritão'

                                           “Sou contra o Fundo com recursos públicos." Pensamento  tem o deputado federal Mandetta (DEM).

Deputados, também, divergem sobre financiamento da campanha


A rapidez da Comissão Especial da Câmara dos Deputados sobre as definições referentes ao “distritão” e o financiamento público de campanha fez a indecisão predominar na bancada federal sul-mato-grossense quando o assunto é o Fundo Especial para Financiamento da Democracia.Segundo oJornal Correio do Estado.edição de hoje

Três parlamentares não sabem ainda como vão votar hoje, quando a PEC 77/2003 deve ser apreciada em plenário.

O pedetista Dagoberto Nogueira disse que: “Temos que ver de onde vai vir o recurso, buscar um meio termo que possa garantir os recursos sem prejuízo para que se faça uma campanha.”

Outra parlamentar que se mostra indeciso quando o assunto é usar dinheiro público em campanha política é Geraldo Resende (PSDB). "O país precisando de recurso para a Saúde e para tantos outro setores e sendo criado um fundo de R$ 3,6 bilhões. Será que a  população vai entender?"

O peemedebista Carlos Marun não disse que vai votar a favor ou contra o Fundo com recursos públicos. Já o deputado tucano Elizeu Dionizio foi enfático. “Sou contra o Fundo com recursos públicos." Pensamento similar tem o deputado federal Mandetta (DEM).

Governo eleva metas de déficit primário mas depende de Congresso para evitar rombo ainda maior



Reuters                             Foto:Divulgação



O governo anunciou nesta terça-feira novas e maiores metas de déficit primário, que subirão a 159 bilhões de reais neste e no próximo ano, confirmando a tendência de deterioração das contas públicas, que pode ser ainda pior caso o Congresso Nacional não aprove medidas impopulares que foram apresentadas para limitar o rombo ao montante estipulado.

Ao fazer o anúncio, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, justificou as mudanças fundamentalmente pela queda "substancial" na arrecadação, afetada por projeções mais baixas para a inflação.

As metas anteriores para o déficit primário do governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência) eram de 139 bilhões de reais em 2017 e de 129 bilhões de reais para o próximo ano. Os novos valores precisam ser aprovados pelo Congresso.

Segundo o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o aumento de 20 bilhões no rombo de 2017 se deve a uma reserva para fazer frente à eventual nova frustração de receitas e à perspectiva de destinar de 8 bilhões a 10 bilhões de reais para o descontingenciamento de gastos públicos --atualmente na casa de 45 bilhões de reais.

"Temos vários órgãos que estão operando no limite e necessitam de complementação", afirmou.

Para 2018, os ministros indicaram que o aumento do rombo poderia, na realidade, ser ainda maior, chegando a 44,5 bilhões de reais. Para limitá-lo aos 30 bilhões de reais agora fixados, o governo lançará mão de uma série de projetos que precisam passar pelo crivo do Congresso Nacional, num momento em que os parlamentares têm mostrado resistência crescente para aprovação de medidas impopulares conforme as eleições de 2018 se aproximam.

Nesse sentido, o governo indicou a expectativa de uma receita de 6 bilhões de reais com a equiparação do modelo de tributação dos chamados fundos fechados de investimentos com os fundos abertos.

Outros 4 bilhões de reais deverão vir com a reoneração da folha de pagamento das empresas, mais 2,6 bilhões de reais com a manutenção em 2 por cento da alíquota do programa de incentivo às exportações Reintegra e, finalmente, mais 1,9 bilhão de reais com elevação na contribuição previdenciária por funcionários públicos.

De todas estas medidas, apenas a mudança referente ao Reintegra poderá ser feita via decreto presidencial. Todas as demais necessitam de aval dos parlamentares.

"As dificuldades e debates com parlamentares são absolutamente normais e isso é parte da democracia", disse Meirelles.

"Não há duvida de que nós contamos com aprovação no Congresso e o que podemos fazer é mostrar necessidade disso exatamente para manter revisão da meta a menor possível", acrescentou o ministro, reconhecendo que poderá haver aumento dos déficits caso o Legislativo decida não apoiar as medidas.

O governo também anunciou uma série de medidas em relação ao funcionalismo público, incluindo a extinção de 60 mil cargos hoje vagos, além da reestruturação salarial e de carreira. Nesse pacote confirmou que ira postergar em um ano os reajustes concedidos aos servidores, poupando 5,1 bilhões de reais em 2018.

CONCESSÕES

Sobre concessões, Oliveira disse que o governo contabilizou cerca de 6,5 bilhões de reais com concessões já regulares em 2018, além de 7,5 bilhões de reais adicionais no setor de energia e aproximadamente 6 bilhões de reais no setor de aeroportos. Meirelles ressalvou que a definição de quais aeroportos serão licitados caberá Programa de Parceria de Investimentos (PPI).

Em relação às incertezas que rondam a realização de leilão para concessão de usinas hidrelétricas outrora detidas pela Cemig, o ministro pontuou que o leilão está mantido, embora o governo esteja ouvindo "os interesses de Minas Gerais". A expectativa de receita com a investida segue de pé para o cumprimento da meta fiscal deste ano.

Com a revisão da meta, a equipe econômica também retirou de seu horizonte a previsão de um superávit primário para o setor público consolidado. Antes do anúncio desta terça-feira, a expectativa era que o Brasil teria um superávit de 23,2 bilhões de reais em 2020. Agora, a estimativa passou para um rombo de 51,8 bilhões de reais nas contas públicas. Segundo Oliveira, o superávit primário volta apenas em 2021.

Com isso, serão sete anos consecutivos de dados negativos -- o Brasil acumula déficits primários desde 2014.

Para 2019, a perspectiva de déficit foi substancialmente piorada a 137,8 bilhões de reais, contra 63,8 bilhões de reais antes.

Já para este ano e o próximo, as metas de déficit para o setor público consolidado foram revisadas a 163,1 bilhões de reais e 161,3 bilhões de reais, respectivamente, contra 143,1 bilhões de reais e 131,3 bilhões de reais antes.

O mercado já vinha precificando há tempos rombos fiscais superiores às metas. As novas cifras, anunciadas nesta terça, são piores do que as últimas estimativas dos analistas, de déficit primário de 154,8 bilhões de reais para 2017 e de 130,5 bilhões de reais para 2018, conforme relatório Prisma Fiscal divulgado na quinta-feira.

Os ministros afirmaram que o governo deverá enviar projeto de lei já na quarta-feira para revisão da meta que consta da LDO do próximo ano. Somente com a aprovação do texto, os técnicos poderão enviar um projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018 que já contemple a meta mais afrouxada. O envio da LOA deverá, por lei, ser feito até o dia 31 de agosto.

O ambiente para essa tramitação, contudo, não deverá ser tranquilo. A Comissão de Assuntos Econômicos (CMO), que terá a responsabilidade de analisar a proposta de alteração, decidiu nesta terça-feira cobrar explicações da equipe econômica sobre os vetos do Executivo à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, que enxergou como uma atitude unilateral e arrogante.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Assassino da musicista Mayara Amaral responderá por crime de latrocínio

                                           Foto:Facebook
Ação foi ajuizada pelo MPE e Luiz Alberto pode ser condenado a 33 anos

Portal Correio do Estado

Descaracterizando o crime de homicídio e feminicídio, Ministério Público Estadual (MPE) ajuizou ação penal contra os assassinos da musicista Mayara Amaral por latrocínio. Luiz Alberto Bastos Barbosa poderá ser condenado a 33 anos de prisão e responderá pelos crimes mais graves das leis penais brasileiras. Já Anderson Sanches Pereira foi denunciado por crime de receptação.

Foi oferecida denúncia contra Luiz Alberto pelo crime de latrocínio, agravado por motivo torpe, ou seja, por ódio da vítima e contra pessoa com envolvimento amoroso - violência doméstica. Ele também é acusado de ocultação e destruição parcial de cadáver, agravado para assegurar a impunidade e vantagem do crime de latrocínio, com uso de fogo e que podia resultar em crime comum. Já o réu Anderson foi denunciado por receptação.

De acordo com a ação penal ajuizada, o promotor de Justiça Clóvis Amauri Smaniotto pede que seja mantida a prisão preventiva de Luiz Alberto e Anderson, este último, porque é reincidente e foi condenado anteriormente pela prática do crime de roubo majorado, tendo cumprido a sua pena, beneficiado com indulto no dia 21 de março de 2016.

O promotor de Justiça pede, ainda, que além da condenação com pena de prisão, sejam os réus condenados à reparação de danos morais e materiais aos seus herdeiros de Mayara.

Promotor Clóvis esclareceu que, de acordo com a acusação, o réu Luiz Alberto poderá ser condenado a uma pena de 21 a 33 anos de prisão e o réu Anderson, a pena de 1 a 3 anos de prisão. Esclareceu também que o crime de latrocínio agravado, pelo qual Luiz Alberto foi denunciado, é o crime mais grave das leis penais brasileiras, não havendo que se falar neste caso em crime de homicídio/feminicídio.

Deputado Junior Mochi é recebido por Geraldo Alckmin(PSDB) em São Paulo


Por: Assessoria JM                            Foto:Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB), foi recebido nesta segunda-feira pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), no Palácio Bandeirantes, acompanhado do presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Cauê Macris (PSDB). “Os dois Estados têm muito em comum, principalmente quanto às medidas que possam incentivar a produção e melhorar a qualidade de vida da população. No encontro falamos das oportunidades que temos de unirmos esforços para novas conquistas, principalmente no que diz respeito a investimentos federais de interesse dos dois Estados”, disse Mochi.

Na capital paulista, Mochi participou ainda da Sessão Solene de outorga da Honra ao Mérito da Assembleia Legislativa e, após a cerimônia, se reuniu com deputados estaduais. Além disso, a convite do presidente da ALESP, Cauê Macris e do deputado estadual, Fernando Capez, visitou o espaço da ouvidoria da Casa de Leis, instituída em 2015, para conhecer as funcionalidades e as ferramentas utilizadas com objetivo de auxiliar o cidadão em suas relações com o Estado. “Está em nossos planos implantar a ouvidoria na Assembleia Legislativa de Mato Groso do Sul e a experiência paulista será de grande valia” pontua Mochi.

Quanto ao encontro com Alckmin, Mochi considerou positivo. “O governador de São Paulo conhece a realidade dos dois Estados, pois tem uma visão ampla dos problemas e das soluções possíveis e sabe que juntos os dois Estados pode potencializar seus esforços” concluiu.

Precursor em divulgar Bonito morre em acidente aos 82 anos

                                         Aldayr Heberle dirige Ka e não conseguiu desviar de caminhão - Foto: Divulgação/PRF
Aldayr Heberle foi secretário de Estado de Pedro Pedrossian



Aldayr Heberle, 82 anos e ex-secretário de Estado na gestão de Pedro Pedrossian, morreu em acidente de trânsito depois que o carro onde ele estava bateu em caminhão. A colisão foi na BR-290, no KM 57, município de Glorinha (RS), por volta das 10h de ontem.

O motorista do caminhão estava fazendo manobra proibida em retorno reservado a veículos de emergência. O Ka, que era conduzido por Aldayr, seguia na rodovia e não houve tempo para frear.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) atendeu a ocorrência e identificou a irregularidade cometida pelo caminhoneiro. Aldayr morreu no local, conforme divulgou o site Correio Gravataí.

O ex-secretário ficou também conhecido no setor de economia do País como o precursor ao fazer a primeira exportação de soja a granel do Brasil para a Europa.

No governo de Pedrossian, ele assumiu a pasta de Turismo, Indústria e Comércio. O convite foi feito quando ele morava em Buenos Aires (Argentina).

Ele teve papel importante em colocar na rota do turismo tanto Bonito como o Pantanal. A proposta começou com o convite a especialistas para estudarem cavernas. Franceses vieram à epoca. Ele era natural de Ijuí (RS).

Brasil receberá visita de técnicos americanos para inspeção veterinária

Agência Brasil


O Brasil deverá receber a visita de técnicos norte-americanos para uma inspeção veterinária até o fim deste mês, segundo o ministro da Agricultura, Blairo Maggi. O objetivo é avançar na retomada das exportações de carne fresca para os Estados Unidos. As informações são da Agência Brasil.

Segundo o ministro, a pasta convidou os técnicos. Em visita a Lucas do Rio Verde (MT), acompanhando o presidente Michel Temer na última sexta-feira (11), Maggi disse que está "tudo sendo arrumado para [o Brasil] voltar em breve ao mercado dos Estados Unidos".

O embargo norte-americano ao produto brasileiro foi anunciado no dia 22 de junho devido a preocupações recorrentes sobre a segurança dos produtos destinados ao mercado daquele país, segundo autoridades dos EUA. O fechamento do mercado norte-americano se deu em razão da existência de abscessos, além de pedaços de osso encontrados na parte dianteira dos animais.

Segundo o Ministério, a vacinação contra a febre aftosa pode ser a causa das inflamações. Para tentar solucionar a questão, Maggi também disse que a sapomina deverá deixar de ser um dos componentes da vacina e que as doses da vacina serão reduzias de 5 mililitros (ml) para 2,5 ml.

A retirada da saponina estava entre as alterações solicitadas pelo agronegócio em documento encaminhado ao ministério. As instituições relacionam a substância "à exacerbada irritação no local da aplicação, que se agrava até casos de edema e severa reação inflamatória, com consequente ocorrência de abscessos [nódulo inchado cheio de pus]".

Em julho, o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan) já havia antecipado que faria alterações na vacina. Até então, o Mapa não tinha confirmado as informações.
"Não é uma questão de saúde humana, mas de apresentação. O Brasil é livre de aftosa com vacinação, o que significa que não podemos exportar para um país livre sem vacinação qualquer tipo de carne com osso", diz o ministro. Trata-se de medida preventiva, já que na hipótese de ocorrência da doença, o vírus poderia resistir nos ossos por meses.

Foram 17 anos de negociações para que o Brasil conseguisse exportar carne fresca para os Estados Unidos. As exportações começaram a ser feitas em setembro do ano passado. Ao todo, 15 plantas frigoríficas exportavam carne in natura para o país. Essas plantas acumularam, de janeiro a maio, US$ 49 milhões em exportação.

Maggi foi pessoalmente aos Estados Unidos onde reuniu-se com o secretário de Agricultura do governo norte-americano, Sonny Perdue, em Washington. O ministro mostrou otimismo e disse, na ocasião, acreditar que as exportações serão retomadas em 60 dias.

A venda de carne fresca para os Estados Unidos representa apenas 2% das exportações totais brasileiras. Tradicionalmente, o país vende carne industrializada para o mercado norte-americano, cujas exportações não foram afetadas.

Líderes discutem formação de pacto suprapartidário em MS

                                            Foto: Valdenir Rezende e Bruno Henrique/Correio do
Azambuja, André e Orcírio conversaram reservadamente
Jornal Correio do Estado

Lideranças políticas iniciaram conversações para a formação de pacto suprapartidário, de modo a que se chegue a um nome de consenso que seja apoiado por todos, tendo em vista a escolha e eleição do próximo governador do Mato Grosso do Sul, em 2018.

Os encontros dos rivais políticos, que ocorreram com a garantia de máximas discrições, analisaram e vão continuar avaliando a situação político-eleitoral do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e dos ex-governadores André Puccinelli (PMDB) e José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT.

A ideia é escolher nome de consenso para a disputa eleitoral que, inclusive, poderá ser em dois turnos.

De qualquer forma, essas lideranças entendem que só um pacto poderá fazer com que Mato Grosso do Sul “entre nos eixos” quando Brasil voltar a viver um período de crescimento sustentável e forte, a partir de 2018.

“Quem chegar em  primeiro, poderá ter apoio dos demais”, comentou um deles. Ou, simplesmente, será lançado um candidato de consenso, com apoio da maioria.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Prefeitura convoca 94 aprovados em concurso para nomeação e posse

Concursos foram realizados em 2013 e 2016 para vários cargos

Prefeitura de Campo Grande convocou 94 candidatos classificados em concursos públicos realizados em 2013 e 2016, para nomeação e posse. Relação de convocados está na edição de hoje do Diário Oficial do Município.

Do concurso de 2013, foram convocados candidatos aprovados para ocuparem vagas de assistente administrativo (19), monitor de alunos (7), motorista (3), técnico de enfermagem (6), analista de sistemas (1), assistente social (17) e farmacêutico (6).

Já os aprovados em 2016 devem ocupar cargos de enfermeiro (4), nutricionista (1), psicólogo (24), fonoaudiólogo (1), médico plantonista ortopedista geral (1) e pneumologista pedriatria (1), auditor de serviços de saúde – ciências contábeis (1) e direito (2).

Candidatos devem comparecer em até cinco dias úteis na Gerência de Seleção de Recursos Humanos, no Paço Municipal, localizado na Avenida Afonso Pena, 3297.

Homofobia: casal de namoradas é agredido e toma cusparada em churrascaria no centro da Capital


Liziane Berrocal             Foto:Arquivo pessoal

Funcionário não aceitou atender casal de mulheres e partiu para agressão




A estudante Larissa Alves Martins, 23 anos, foi agredida com empurrões e cuspida na face em uma churrascaria Xavier no Centro da Capital. O caso aconteceu na noite do sábado e foi divulgado nas redes sociais. Segundo Larissa ela chegou ao local com a namorada e tomou duas cervejas.

“Minha namorada se levantou para ir ao banheiro e fui buscar outra cerveja, perguntei a um funcionário de nome Vanildo que tinha acabado de chegar no local qual era o valor da bebida. Ele foi bem grosseiros e me ignorou já começando a me maltratar falando para eu sair andando, fiquei assustada”, conta a vítima.

Para tentar pagar a conta e sair do local, Larissa perguntou a um adolescente que estava ao lado do caixa, sentado mexendo no celular, quanto custava a cerveja. “Ele respondeu que não sabia e mandou eu perguntar para o pai dele, quando eu estava falando com o menino Vanildo chegou e me deu um empurrão. Esse funcionário partiu para cima de mim, me xingando de vários nomes cuspiu em meu rosto e aí eu revidei”.

Com a confusão, a cliente tentou falar com o dono do local, que segundo ela tem o nome de Diego Dias e o dono também teve atitudes que ela considera de preconceito. “Eu estava tentando resolver a situação e ele começou a gritar ‘não encosta em mim’, e ignorou  agressão que eu sofri”.

Bastante abalada Larissa resolveu chamar a polícia. “O dono escondeu o funcionário nos fundos da churrascaria e quando a PM chegou falou que ele tinha saído. Além de não me dar assistência nenhuma, fingiu que nada tinha acontecido”.

Larissa foi até o Depac Centro e lavrou boletim de ocorrência. Para ela o motivo da agressão foi sim a homofobia. “Não tinha motivo para me agredir. Eu nunca imaginei passar por isso na minha vida, estou assustada, mas muito mais indignada”.

Funsat itinerante atende cinco bairros nesta semana


O programa Funsat Itinerante,da Fundação Social do Trabalho (Funsat), estará na próxima semana nos bairros Tiradentes, Nossa Senhora Aparecida, Moreninha II, Aeroporto e São Benedito.

Serão oferecidos os serviços de cadastro de trabalhadores, encaminhamentos de vagas disponíveis, orientações sobre emissão de carteira de trabalho (CTPS) e orientação sobre habilitação do seguro-desemprego, além de informações sobre os demais serviços realizados na Funsat.

Confira abaixo os locais de atendimento:

Na segunda- feira (14), a ação acontecerá na sede do CRAS Tiradentes, na Rua João Casemiro, nº 466, das 8h às 11h.

Na terça-feira (15), o serviço será realizado no CRAS Nossa Senhora Aparecida, na Rua Kamie Shimabuco, nº 08, próximo ao Ceasa, das 8h às 11h.

Já na quarta-feira (16), o atendimento será no CRAS Moreninha II, localizado na Rua Pariris, nº 330, das 8h às 11h.

Na quinta-feira (17), o atendimento será realizado no CRAS Aeroporto, na Rua Rio Galheiros, nº 470, das 8h às 11h.

Na sexta-feira (18), as atividades serão realizadas no Centro Comunitário de “São Benedito”, localizado na rua Maria de Jesus s/n, no Jardim Seminário, das 8h às 11h.

Serviço

Para cadastro e encaminhamento de vagas, o trabalhador deve comparecer munido dos seguintes documentos: RG, CPF, Carteira de Trabalho, PIS e comprovante de residência.

Governo acha irregularidade em 60 mil benefícios assistenciais

FolhaPress


Em busca de receitas e maior eficiência nos programas sociais, o governo deu início a um primeiro pente fino no BPC (Benefício de Prestação Continuada), direcionado a idosos e deficientes de baixíssima renda, e encontrou 60 mil benefícios irregulares.

Os cancelamentos gerarão uma economia inicial estimada em R$ 670 milhões.

O Ministério do Desenvolvimento Social encontrou 17 mil pagamentos a pessoas que já morreram. Esses casos totalizam R$ 190 milhões por ano e já foram cancelados. Em outro cruzamento de dados, foram identificadas 43 mil pessoas que recebem o recurso mesmo possuindo renda maior que o valor fixado para entrar no programa.

Uma redução ainda maior de custos é esperada em 2018, quando peritos verificarão in loco as condições físicas e de moradia dos beneficiários.

Pelas regras, têm direito a um salário mínimo deficientes incapacitados e pessoas acima de 65 anos, nos dois casos com renda familiar inferior a um quarto do piso.

O programa, que atende hoje a 2,48 milhões de deficientes e 1,99 milhão de idosos e custa R$ 50 bilhões, não era revisado desde 2008.

As fiscalizações que vêm sendo realizadas em programas como auxílio-doença, Bolsa Família e aposentadoria por invalidez são consideradas pelo Ministério do Planejamento uma das fontes de receita para ajudar no cumprimento da meta fiscal.

Essas varreduras, que geraram uma receita adicional superior a R$ 7 bilhões neste ano, chegaram ao BPC.

Entre julho e agosto, o Ministério do Desenvolvimento Social enviou cartas aos favorecidos pedindo que atualizem seus cadastros. A expectativa é que até novembro R$ 480 milhões em incentivos sejam cancelados.

"As revisões têm como objetivo dar mais eficiência ao gasto social, que cresceu muito nos últimos anos sem revisões aprofundadas. Há casos em que a doença não é incapacitante, e em que o usuário na verdade é candidato ao Bolsa Família, não ao BPC", diz o secretário executivo da pasta, Alberto Beltrame.

A diferença para as contas públicas é grande. O Bolsa Família paga, em média, R$ 181. O BPC concede R$ 937.

O Desenvolvimento Social aguarda o fim do pente fino do auxílio-doença para dar início à etapa mais aprofundada de revisão no BPC.

"Estamos nos organizando para racionalizar as visitas, focando somente nos casos em que é mais provável que a situação tenha mudado desde a concessão do benefício".

As visitas vão avaliar não somente as condições financeiras do beneficiário, mas também sua situação social -moradia, transporte e oportunidades de trabalho.

"Ser cadeirante em São Paulo é diferente de ser cadeirante no interior da Paraíba. São essas diferenças que a checagem também vai abordar", disse Beltrame.